quarta-feira, 11 de maio de 2016

QUEM DEU O GOLPE CONTRA QUEM?

Fonte imagem: google imagens

O golpe foi dado. Não adiantou o grito dos que foram às ruas levantando suas bandeiras aos alaridos do: NÃO VAI TER GOLPE! A bem da verdade, se assumirmos uma posição desapaixonada e não contaminada com certos discursos acadêmicos, veremos que na verdade foi o PT também foi golpista.
Como podemos chamar primeiramente o ato praticado pelo Partido dos Trabalhadores contra os brasileiros. Quem acompanha a história política do Brasil nas últimas três décadas sempre soube que a aliança PT/PMDB, que aqui no Estado do Pará é representado pela família Barbalho, não podia dar certo. É o tal do julgo desigual, colocado na boca do Cristo pelos evangelistas.
Que o PMDB, PSDB, DEM e tantos outros representam "a direita raivosa", para usar aqui um discurso acadêmico, já se sabia; agora, que o Partido dos Trabalhadores fosse se contaminar com a política desses grupos políticos, nisso ninguém apostava. O Partido dos Trabalhadores tinha a obrigação moral de agir diferente. Esse partido traiu suas ideologias, seus líderes rasgaram suas biografias. 
Eu, assim como milhões de brasileiros, sempre apostamos cegamente nos líderes apresentados pelo Partido dos Trabalhadores como candidatos. Mas ai, tudo foi para a lata de lixo. "De repente, não mais que de repente", emprestando aqui um verso do poeta Vinícius de Morais, o Partido dos Trabalhadores separou-se de suas ideologia deixando órfão de representação milhões de trabalhadores Brasil afora. 
Mas, porém, entretanto, no entanto, todavia, nada justifica o golpe político que foi dado contra a democracia. Acompanhei todo o processo do golpe. Acompanhei tanto acusação quanto defesa e estou convencido de que não houve nenhum crime praticado pela presidente Dilma, ou presidenta, como ela prefere. O que sempre houve foi uma firme decisão orquestrada pela "direita raivosa", cujos representantes são maioria tanto na Câmara Federal quanto no Senado em afastar a presidente petista e empossar o pmdebista. 
Ao meu entender, nenhum partido que pretenda o apoio político da classe trabalhadora, poderia ter feito couro aos golpista. É uma questão de identidade de classe, como prega Stuart Hall. Não porque o PT ainda represente os trabalhadores como fez um dia, e sim porque os golpista nunca os representaram. Apoiar o golpe é está do mesmo lado que Eduardo Cunha, Aécio Neves, Renan Calheiros, Micheal Temer, Jair Bossanaro e tantos outros que deveriam ser banidos da política brasileira. 
As manobras políticas e jurídicas foram dadas de ambos os lados, tanto dos que querem o afastamento da presidente Dilma, quanto dos que estão em sua defesa. Porém, o Senado deve, na sessão de hoje, aprovar o relatório do senador Antonio Anastasia afastando por 180 dias a ptista. A estratégia a ser seguida pelo PT nesse período já está sendo cantada pelos analistas: marcação fechada em cima do presidente interino tirando-lhe a governabilidade. A grande pergunta é: o PT conseguirá voltar a fazer o papel de opositor ao governo? Cabe apostar tudo novamente no Lula?
Certo só há uma coisa: o afastamento da presidenta não significa o fim da crise, oxalá não seja o seu agravamento ganhando ares politicamente e civilmente mais sério.  
Quero acreditar firmemente, todavia, que as ações da Operação Lava-Jato continuem a por na cadeia corruptos e corruptores. Não importa a que grupo político pertençam. Quero acreditar que o Brasil será higienizado e que o fim de todo político não seja a corrupção.   
 
 

Reações:

5 comentários:

  1. Boa tarde, primeiro não existe direita no Brasil, segundo, o socialismo nunca deu e nunca dará certo exemplo disso a morte de mais de 100 milhões de pessoas no mundo e terceiro, estude sobre o metodo de gramsci e como o nosso governo esquerdista esta usando muito bem esse método, exemplo disto: o senhor que está sendo enganado pelo método. Sei que o editor não vai aceitar meu comentário, mas considere pelo menos estudar sobre o metodo de gramsci e o implante do marxismo na educação brasileira. Já fui seu aluno e conseguir me libertar desse sistema marxista como? Simples o verdadeiro estudo é libertador!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Se não existe direita, o que existe a final? Conhecereis a verdade e verdade vos libertará. Será mesmo que há alguém livre? No seu discurso, por exemplo, vejo um bocado de amarras. A dúvida, meu caro, é o preço da pureza, é inútil ter certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desconsidere como escrevo, com erros gramaticais ou não.
      Eu não disse que existe direita e sim que não existe >NO BRASIL< ,o único que és de direita no nosso país é Bolsonaro e o resto Dilma, cunha e etc e tudo fezes da mesma fossa. Quando li seu texto percebir que o senhor compactua com o socialismo. Me responde algumas perguntas perguntas:
      1° Porque não e proibido fazer apologia ao socialismo sendo que ele matou mais que o nazismo?
      2° Quando e onde o socialismo deu certo? Ou o socialismo é apenas do futuro que nunca chega?
      3° O que o você sabe sobre o método de Gramsci e a imbecialização desde a infância?
      4° Você gostaria de viver em um país socialista, onde ha igualdade social( todos pobres onde quem apenas enriquece é o líder de estado)?
      5° Porque hoje a grande maioria dos professores adoram Karl Max sendo que ele era racista ou mesmo che Guevara que matava gays por eles serem gays?
      Bom é só isso e pra terminar encerro com uma frase: Socialista feliz é socialista que não vive em país socialista.

      Excluir
  3. Meu caro anônimo, tenho imenso prazer em dialogar com alunos e ex-alunos, isso para mim é uma força vital, estou há seis meses afastado de sala de aula mergulhado nos estudos do mestrado que estou fazendo; porém o burulho da escola, a gritaria dos alunos, as conversas, as piadas, o stress (acredite) tudo isso me faz uma falta tremenda. Teria, de igual forma, imenso prazer em faser esse debate com você se tivesse eu um pouco mais de tempo. Todavia, estou vendo a infrutividade desse debate. Sou um homem das letras e das artes, talvez, se queres uma aula de sociologia seja melhor procurar um debate com algém da área. Mas, o meu ponto de vista, sem querer de forma alguma impô-lo como verdade absoluta, se é que isso existe, no Brasil há sim uma direita bem tradicional, organizada, orgânica, detentora dos meios de produção e exploração da classe trabalhadora. Há também pessoas à esquerda disso tudo, quer sejam organizadas em partidos políticos, associação de moradores, cooperativas, sindicatos, etc., ou não. O que te digo, e repito, é que o Partido dos Trabalhadores já representou essa massa trabalhadora como movimento de esquerda. Hoje, todavia, isso já não é mais feito por ele, e talvez por nenhum partido político. O socialismo utópico não deu certo em lugar nenhum do mundo, nem tinha como dá, não da forma como era pregado. Não tenho nenhum sonho pueril com relação a isso. Houve uma época em que as pessoas, em suas melhores intenções, queimavam mulheres que tinham prazer no sexo, acusadas de bruxaria, homossesuxais, negros, nordestinos (no caso do Brasil) historicamente tem lutado para mudar certos paradigmas sociais preconceituosos. Moro num pais capitalista, e por isso, quero que dê certo, não sou louco de querer o caos, tenho família para sustentar. Todavia, sei que o capitalismo é a exploraçao do homem pelo próprio homem, em busca da mais valia. Todos querem lucrar, até eu gostaria que essa postagem me rendesse alguns trocados, por que não? O sistema ideal, penso eu, seria aquele que desse condições de vida digna a todas as pessoas, não importando sua origem. Uma sociedade justa é aquela que aceita os heteros, os homos, os simpatizantes, o cristão, o mulçumano, o umbandista, etc., sem nenhum preconceito. Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. *onde tem "faser", o certo "fazer", foi o teclado burro.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.