segunda-feira, 22 de junho de 2015

NOSSA HOMENAGEM A PROFESSORA ELOÍDES MACHADO DA SILVA ESSE ANJO QUE TÃO CEDO NOS DEIXOU



Era o ano de 1998, quando a turma do curso de letras/98, iniciava suas aulas no período intervalar. Eramos  uma turma composta por pessoas vindas de várias partes do Estado, até gente de fora. Cinquenta calouros, ao todo. Muitos já professores atuantes que buscavam uma qualificação profissional. Estávamos todos unidos por um sentimento comum: o orgulho de ter conseguido ingressar em uma faculdade na Universidade Federal do Pará. 
 Entre os calouros dessa turma, na qual havia pessoas de diversas faixas etárias, estava uma menina de sorriso meigo e olhar distante no horizonte. Recém chegada da cidade de Colinas, Estado do Maranhão. Eloídes Machado da Silva desfrutava do vigor de seus 20 anos de idade. Com um jeito discreto e cativante no modo de agir, Eloídes logo conquistou a todos na turma. Não tenho como conter as lágrimas de minha alma ao recordar desse anjo que conheci de perto num pouco período de tempo.
Já formada em magistério, iniciava sua carreira docente lecionando na EMEF Fé em Deus, no Bairro Morada Nova. Não perdeu a oportunidade e inscreveu-se no concurso público de Marabá, cujas provas estavam marcadas para janeiro de 2000. 
Todavia, nas tramas do destino, cada um tem seu fado a cumprir. Ou, para quem é cristão, os planos de Deus são outros. Iniciamos as aulas em janeiro de 2000, o terceiro encontro da turma, uma vez que as aulas eram no período das férias, abalados com a triste notícia da morte de nossa colega. Eloídes havia sido tirado da gente. Teve sua vida nesse plano físico interrompida por um fulminante aneurisma cerebral. Foi sepultada em sua cidade natal, em janeiro de 2000, no mesmo dia no qual acontecia as provas do concurso para o qual estava inscrita. 
 A secretaria municipal de educação ao tomar conhecimento da história de Eloídes sensibilizou-se   e decidiu lhe fazer uma homenagem. A creche a ser construída no residencial Jardim do Edem, em Morada Nova, levará o seu nome.  
Essa homenagem nos ajudará a manter viva a lembrança desse anjo que marcou nossa vida e que agora nos observa de outra plano espiritual. 
PROFESSORA ELOÍDES E SUA IRMÃ ELODI MACHADO
     
                             COM QUEM MOROU EM MORADA NOVA ENTRE 1998 A 1999.
                              FILHA DE JOSÉ ALVES DA SILVA E DEUZINA MACHADO DA SILVA


Reações:

4 comentários:

  1. Tive o prazer de concluir o meu ensino médio e fundamental ao lado dessa pessoa maravilhosa, dedicada e super inteligente. Fizemos o magistério juntas, momentos que fizeram parte da nossa história. Parabéns pela homenagem ela realmente merece Leidiane. Colinas, Maranhão, Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Eu que não conheci a moça acabei chorando. Esse Aurismar faça fazer os outros sofrer com um texto.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Aurismar, muito obrigado por suas lindas palavras. ME EMOCIONOU MUITO.

    ELODI MACHADO

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.