terça-feira, 27 de janeiro de 2015

PAGAMENTO DO ESTADO COMEÇA A SAIR HOJE, MAS AUMENTO DO PISO, NADA!

SEU SILÊNCIO NOS PREOCUPA

O governo estadual divulgou hoje, 27/01, o calendário de pagamento dos servidores estaduais. Como já é de costume, a Secretaria de Educação será a última a efetuar o pagamento dos seus servidores, que receberão na sexta-feira, dia 30/01. Quanto a isso, quem é servidor do estado já está acostumado e não há nenhuma surpresa. A surpresa veio mesmo na hora de consultar o contra-cheque no Portal do Servidor: nada de aumento do piso, nada do 1/6 de férias para o professor
Ligamos para a coordenação estadual do Sintepp em Belém para obtermos alguma informação sobre o fato e conversamos com o Secretario Geral da Estadual, professor Beto Andrade. Ele nos disse que até o momento o governo tem se mantido em silêncio, sem nada divulgar para o sindicato. E que, segundo Beto informou, foram feitas várias tentativas de reunião com equipe da Seduc e representantes do governo para ser discutido o pagamento do aumento do piso salarial, mas até agora, apenas um agendamento para o dia 30, sexta-feira. Caso essa reunião aconteça, na próxima semana, possivelmente dia 06/02, será realizada, em Belém, uma Assembleia Geral, para repassar para a categoria o que foi debatido e negociado com o governo. 
Sobre o não pagamento do 1/6 de férias agora, já no pagamento de janeiro, como esperávamos, Beto explicou que esse pagamento geralmente sai no mês em que o professor entra em recesso, dessa forma devemos recebê-lo no pagamento de fevereiro. Beto explicou ainda que as mudanças dos quadros de segundo escalão da Seduc, que estão sendo efetuadas agora em janeiro tem dificultado o contato direto com aquela secretaria. 
Sabemos que essas negociação de início de ano é absolutamente normal. Como vem primeiro o aumento para depois vir a grana, é natural haver uma negociação sobre como pagar o aumento do piso e garantir o pagamento do 1/6 de férias para o professor. O que nos deixa em alerta é o descaso do governo estadual. O seu discurso lamurioso nos meios de informação é preocupante. Temos que ficar atentos a isso. 
A pior coisa para a Rede Estadual de Ensino, seria o estouro de mais uma greve. O calendário da rede está atrasado, a qualidade do ensino só cai, não há tranquilidade para trabalhar e fazer greve. Falta compromisso do governo com  a qualidade do ensino, quando ele não dá aos trabalhadores da educação o devido respeito. 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.