quinta-feira, 15 de maio de 2014

VEJA O QUE FOI DECIDIDO COM A PARALISAÇÃO ESTADUAL

  • Será mantido o ESTADO DE GREVE, caso o governo opte pela intransigência, avaliaremos junto a base a possibilidade de radicalização.
  • Intensificaremos a mobilização para aglutinar o número máximo de educadores e sociedade civil na Alepa no dia 21/05, às 14h, no Auditório João Batista (Alepa) a fim de incluir as emendas propostas pelo Sintepp ao PL de Jornada/Aulas Suplementares e cobrar soluções para o descaso na educação pública.
  • Mobilizaremos para a assembleia geral de 27/05, às 9h, local a definir.
Sobre o PL Jornada/ Aulas suplementares seguem divergentes as seguintes questões:

O valor pago pelas aulas suplementares não é o mesmo da carreira. O governo não quer avançar no debate para que a base de cálculo seja no nível que a pessoa está. O Sintepp tem o entendimento de que se há elevação de 20% para 25% na hora atividade, o mesmo deve se aplicar as aulas suplementares.

No texto proposto pelo Sintepp para PL Jornada/Aulas suplementares não existia um prazo para a implementação da hora atividade, agora o governo tenta amarrar que até o ano de 2019 se defina a elevação do percentual. Somos contra, pois obsevamos que desta maneira ficaremos submetidos aos prazos do governo, o que pode vir a dificultar nossas conquistas.
Só conquista quem luta!

Reações:

Um comentário:

  1. os coordenadores receberão essa hora atividade? Penso que estaremos ajudando os
    professores.O q tem para os coordenadores?

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.