terça-feira, 11 de março de 2014

REUNIÃO COM SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE ARAGUAÍNA REVELA UM ATRASO TERRÍVEL NA FORMA DE SE PENSAR A EDUCAÇÃO MARABAENSE



SINTEPP EM ARAGUAÍNA - PARTE 1


Esta é a nossa dura realidade. Marabá vive numa época moderna, mas atrelada ao passado coronelista e ditatorial, onde manda quem pode e obedece quem tem juízo! Nem mesmo as ações e iniciativas democráticas como a Eleição de Diretores foi o suficiente para mostrar que estávamos diante de um caminho inovador que romperia de uma vez por todas com a velha política marabaense. Para se ter uma ideia, em Araguaína, que não é um exemplo 100% de tudo de bom, pois também há problemas, há o Projeto Mais Educação em todas as escolas da rede municipal e o mesmo é comemorado pelo Governo Municipal como um dos avanços educacionais daquele município, pois foi uma forma encontrada pelo Secretário de Educação de lá de garantir escolas funcionando em tempo integral, garantindo com isso mais recursos para a educação de Araguaína, uma vez que o aluno que estuda em escolas de tempo integral, valem 50% a mais do que os alunos que estudam apenas um turno. Lamentavelmente, esta informação era totalmente desconhecida por parte da nossa Secretaria de Educação de Marabá, que mandou até representante à Brasília para garantir o fim do Mais Educação em Marabá!
Como se tudo isso não fosse o bastante, em Araguaína, as Escolas tem autonomia financeira para ampliar, reformar, comprar merenda escolar, comprar material de expediente e outras necessidades da Escola. Tudo isso foi garantido a partir da aprovação de um projeto de Lei que garantiu uma Gestão descentralizada da Secretaria de Educação e das Escolas, onde todas, escolas e SEMED possuem seu próprio CNPJ e Comissão de Licitação. Segundo o Secretário de Educação de Araguaína, o Sr. Oliveira (Professor há mais de 10 anos só na rede municipal de Araguaína, Especialista em Gestão e Finanças Públicas, formado em história, geografia e pedagogia, Mestrando em Educação pela UNB), reduz em mais de 40% as despesas da Educação.

Araguaína - Parte 2 (Wendel Bezerra)
Continuando a nossa história sobre as "Experiências Educacionais " observadas em Araguaína, chegamos a conclusão de que faz uma grande diferença quando temos uma pessoa de carreira à frente da pasta, pois possibilita um debate mais elaborado em relação aos assuntos e necessidades educacionais da categoria. No caso de Araguaína, conforme já citamos, o Secretário é de carreira e tem profundo conhecimento da Educação do seu município. Mas isso de nada serviria, se não fosse a questão da boa vontade política. Não conhecemos o Prefeito de Araguaína, mas sei que ele é do PP - Partido Progressista e tem recebido críticas da oposição local por uma série de questionamentos de seu governo. Em relação a Educação, eles alteraram o PCCR e mudaram a parte do Interstício da Avaliação de desempenho, que era pago anualmente no valor de 6,5%; agora é pago a cada dois anos mantendo o mesmo percentual. Para os professores isso foi considerado um retrocesso e foi motivo para uma Greve! Aqui em Marabá, recebemos 5% a cada 03 anos!
Outra coisa que nos chamou atenção, foi o fato de observar que a Hora atividade, uma das nossas pautas de Greve, já é paga desde 2000 em Araguaína e representa 20% da Jornada de 40 horas, ou seja, 32 horas em sala de aula e 8 horas hora atividade. Lá eles ficaram horrorizados quando informamos que não temos nada de hora atividade.... Nadadadadadadadada!
É um município de fluxo migratório tão intenso quanto o nosso aqui em Marabá. Tem mais de 18.500 alunos e os recursos para educação de 2014, incluindo FUNDEB + 25% DO RECURSO PRÓPRIO + MAIS RECURSO PRÓPRIO, chegam ao total de R$ 100 (cem milhões) Segundo o Secretário de Educação, os 100% do FUNDEB só cobre o pagamento dos servidores que recebem dos 60% do FUNDEB, ou seja, os profissionais do Magistério.
Amanhã vamos postar os valores de Especialização, Mestrado e Doutorado!

Reações:

2 comentários:

  1. o importante e o salario que eles ganham.....Quanto e?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O salario de la e muto menor que o de maraba........

      Excluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.