quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

PMM REALIZARÁ CONCURSO DE POEMAS, CONTOS E CRÔNICAS


PREFEITURA MUNICIPAL DE MARABÁ
SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

A Prefeitura Municipal de Marabá através da Secretaria Municipal de Cultura – SECULT, em parceria com a Academia de Letras do Sul e Sudeste Paraense – ALSSP e o Coletivo de Poetas e Artistas do Sarau da Lua Cheia, torna público, pelo presente Edital, a abertura do processo de inscrição e seleção para o concurso de poemas, contos e crônicas para a antologia “Cem poemas, contos e crônicas por Marabá” em homenagem ao aniversário da Cidade de Marabá, observando os aspectos a seguir nomeados.

Tema: Marabá – Retratos de uma cidade de 100 anos
Categoria: Poemas, Contos e Crônicas
Inscrições: início a partir das 8:00h do dia 21 de fevereiro de 2014
Término 23:59h dia 10 de março de 2014 (horário de Brasília)

A. Diretrizes
1 – Podem participar autores que escrevam em língua portuguesa, que residam ou tenham residido em Marabá, por pelo menos dois anos.
2 – Poderão ser enviados até 2 (dois) textos para cada categoria, com no máximo 4000 caracteres sem espaços, inéditos ou não, no entanto somente um será selecionado por categoria, e somente 1(um) texto de 1(uma) categoria inscrita será publicado.
B. Das inscrições
3 – As inscrições são gratuitas. O envio de um texto inscreve o participante automaticamente à seleção. Todos os textos serão recebidos exclusivamente pelo e-mail poemaspormaraba , escrevendo no assunto “cempoemaspormaraba”, seguido da categoria em que se insere.
4 – No ato da inscrição, os autores deverão ceder os direitos autorais dos textos para quaisquer produtos relativos à seleção, bem como se responsabiliza pelas informações biográficas fornecidas, pela autoria, correção ortográfica e gramatical dos textos inscritos, como também por quaisquer acusações que se fizerem sobre o mesmo, como racismo, xenofobia, plágio e outros. O material dos candidatos inscritos será encaminhado para o Arquivo Histórico de Marabá Manoel Domingos, da Fundação Casa da Cultura de Marabá – FCCM, para compor o acervo do município.

C. Formatação dos textos:
5 – Para todas as categorias os textos devem ser enviados em arquivo de word em A4, margens 2,0×2,0×2,0×2,0, fonte Arial, tamanho 11, entrelinhas 1,5, não numerados e com o nome do autor no rodapé, com uma pequena biografia com as seguintes informações: nome completo, local de nascimento, idade, profissão do autor, tempo de residência em Marabá. O texto deverá ter no máximo 300 caracteres com espaço.

D. Publicação:
6 – Os textos selecionados serão publicados em livro em tiragem a ser definida pela Secretaria Municipal de Cultura de Marabá- SECULT, com lançamento previsto para o dia 5 de abril, na Biblioteca Municipal Orlando Lobo, na Marabá Pioneira. Os autores selecionados terão direito a 02 (dois) exemplares do material produzido.

E. Demais Informações:
7 – A comissão organizadora e julgadora será formada por pessoas com reconhecida competência na área.
8 – Os membros da comissão organizadora terão seus textos publicados na Antologia, conforme os critérios dados nesse regulamento.
9 – O resultado será divulgado no site da Prefeitura Municipal de Marabá, na sede da Secretaria Municipal de Cultura – SECULT e nas redes sociais e outros meios no dia 14 de março de 2014.
10 – Informações deverão ser solicitadas pelo email: poemaspormaraba ou na sede da Secretaria Municipal de Cultura de Marabá, localizada no Cine Marrocos, Travessa Lauro Sodré, 228, esquina com a Avenida Antônio Maia, Centro, Marabá Pioneira, CEP 68.500-570, Marabá – Pará.
11 – Os casos de omissões serão resolvidos oportunamente pela comissão julgadora e organizadora.
12 – As inscrições poderão ser prorrogadas a critério da Secretaria, conforme demanda tempestivamente recebida.

Claudio Luis Feitosa Felipeto
Secretário Municipal de Cultura
Portaria nº. 008/2013 – GP"

Fica ai um Luís de Camões para ajudar na inspiração

Se quando vos perdi, minha esperança,
A memória perdera juntamente
Do doce bem passado e mal presente,
Pouco sentira a dor de tal mudança.

Mas Amor, em quem tinha confiança,
Me representa mui miudamente
Quantas vezes me vi ledo e contente,
Por me tirar a vida essa lembrança.

De coisas de que não havia sinal,
Por as ter postas já em esquecimento,
Destas me vejo agora perseguido.

Ah, dura estrela minha! Ah, grão tormento!
Que mal pode ser mor que, no meu mal,
Ter lembrança do bem que é já perdido?


INFORMATIVO SECOM

Marabá recebe quase R$7 milhões em investimentos do Governo Federal

Uma solenidade na Câmara Municipal de Marabá marcou o anúncio de convênios entre o Instituto Nacional de Reforma Agrária – Incra e o Município de Marabá para a construção de pontes em concreto e de estradas vicinais. O valor do investimento alcança R$ 6,9 milhões e beneficiará quase mil famílias em diversos pontos da área rural de Marabá.
Participaram da solenidade, além do prefeito de Marabá, João Salame Neto, o presidente do Incra, Carlos Guedes, os deputados federais Wandenkolk Gonçalves, Asdrúbal Bentes e Zé Geraldo, a deputada estadual Bernadete tem Caten, a ex-governadora Ana Júlia Carepa, os secretários de Planejamento, Beto Salame e de Obras, Antonio de Pádua,  vereadores de Marabá e lideranças dos movimentos sociais.
Os investimentos garantirão a abertura de estradas vicinais e a construção de 216 metros de pontes em concreto nos assentamentos Liberdade, Escada Alta, Vila do Cupú, São Pedro, Volta do Tapirapé e Volta Grande, beneficiando 967 famílias. As obras estão prontas para serem licitadas e os recursos serão liberados tão logo os contratos para execução dos serviços sejam assinados.
Em seu pronunciamento, Carlos Guedes, presidente do Incra, ressaltou a importância dos movimentos sociais para garantir avanços nas políticas públicas. “Também temos plena consciência que os movimentos sociais apontam o que não está dando certo e o papel do governo é estar aqui para corrigir os rumos e mudar as coisas”, disse Guedes.
“Estamos aqui ouvindo vocês porque este é o compromisso do governo e porque queremos que as mudanças comecem com a agroecologia, com o cultivo de orgânicos e o fortalecimento da agricultura familiar”, afirmou ainda o presidente do Incra.
Guedes lembrou ainda que começa hoje o projeto que prevê investimentos em infraestrutura e de habitação popular nos assentamentos. Já estão alocados recursos da ordem de R$ 100 milhões para esse projeto. “O prazo para cadastramento de propostas no PAC 3 vai até 31 de abril e a participação dos prefeitos é fundamental para garantir investimentos relevantes na área rural de todos os municípios”, disse.
Em seu discurso, ao mesmo tempo em que demonstrou os muitos avanços alcançados pelo governo da presidente Dilma Rousseff, João Salame mostrou que os trabalhadores rurais, principalmente aqueles ligados à agricultura familiar, precisam de muito mais apoio e incentivo. João sugeriu, entre outras medidas, a expansão do programa Mais Médicos para o atendimento aos projetos de assentamentos, que ainda estão desassistidos na área da saúde.
O prefeito de Marabá lembrou que investir na agricultura familiar também é uma das prioridades de seu governo. “Estamos retomando a construção do laticínio na região do Piquiá e vamos investir mais de R$ 500 mil na construção de outro no PA 26 de Março”, disse Salame.
O governador Simão Jatene foi lembrado por Salame em seu discurso. O prefeito de Marabá fez um desafio público a Jatene no sentido de que o Governo do Pará invista R$ 5 milhões na cidade e a Prefeitura investirá outros R$ 5 milhões para realizar obras realmente significativas no município.
João Salame também cobrou da mineradora Vale maior participação no desenvolvimento da região e o estreitamento da parceria entre a empresa e as prefeituras das cidades nas quais atua. O prefeito lembrou que a simples presença de um grande projeto da Vale é capaz de gerar intenso fluxo migratório. “Sabemos que muitos são atraídos de longe pelo canto da sereia da mineração”, disse.
Na solenidade foi autorizado também o estudo de avaliação de geração de renda na área da Fazenda Santa Bárbara e o início da construção de quatro núcleos de educação infantil (no KM7, Santa Rosa e residenciais Tiradentes e Tocantins, além da assinatura de convênios que liberarão recursos para obras de infraestrutura em assentamentos da área rural dos municípios de Conceição do Araguaia (R$ 6.262.600,00) e São Félix do Xingu (R$ 3.496.193,17).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.