domingo, 2 de fevereiro de 2014

NESTA SEGUNDA-FEIRA ACAMPAREMOS NA SEMED


Companheiros, nossa luta entra na segunda semana. Enquanto mobilizamos a categoria, o secretario de educação prefere mentir para a comunidade na tentativa de jogar a opinião pública contra os trabalhadores que lutam por seus direitos. Esse é o discurso do desespero, não devemos levá-lo em conta. Todos sabemos que é o prefeito quem perde credibilidade com o prolongamento da greve.
Professor não é escravo para trabalhar finais de semana e feriados corrigindo trabalhos e fazendo planejamento, por isso nossa luta pelo cumprimento da hora atividade. O vigia noturno precisa contar com o mínimo de segurança, não se pode abandonar um trabalhador sozinho no turno da noite em uma escola, por isso lutamos pela permanência de dois servidores por escola nesse turno. Querem escravizar nossas companheiras agentes de serviços gerias fazendo a lotação considerando apenas o número de salas de aulas, por isso defendemos que se considere também as demais dependências das escolas. Todos aqueles que estudaram e tiveram formação precisam progredir avançando no nível da carreira, por isso cobramos do prefeito o pagamento das progressões dos companheiros que há mais de um ano esperam por isso, quando o PCCR diz que tem que ser automática.  Todos os tralhadores da educação são educadores, por isso lutamos pela criação do PCCR Unificado, para que todos tenham uma carreira profissional.
Não abriremos mão de nenhum dessas garantias, nossa greve é legal e justa! Vamos acampar na SEMED e forçar o governo a negociar nossos pontos de luta. 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.