sábado, 8 de fevereiro de 2014

MAIS UM PACOTE DE PROMESSAS DO JOÃO FALASTRÃO

Dezenas de obras serão inauguradas no aniversário de Marabá

A listagem de obras definida pelo prefeito João Salame para serem inauguradas, na semana do aniversário de 101 anos de Marabá, terá ruas pavimentadas, escolas e paisagismo de vias.

Além da entrega de logradouros beneficiados, a prefeitura abrirá oficialmente um pacote de obras a serem iniciadas a partir de maio, priorizando, principalmente, asfaltamento de bairros, recuperação de praças, e a construção de outras.

O secretário de Obras, Antonio de Pádua, recebeu a missão do prefeito de concluir o projeto de reconstrução da praça Duque de Caxias – símbolo da população pioneira do município, e que nos últimos anos ficou relegada, ou maltratada com intervenções infelizes em seus traços arquitetônicos.

Na reunião no gabinete do prefeito que definiu o pacote de obras de aniversário de Marabá, incluiu-se na programação a realização de ato na própria praça, para Salame assinar a ordem de serviço de reformatação da área de lazer.

Solenidade será dia 5 de abril.

Pádua recebeu também a missão de concluir as obras de urbanização do aterro que liga a Transamazônica a Velha Marabá, incluindo ciclovia e área de pista para pedestre, além de iluminação.

A avenida Antonio Maia também sofrerá modificações.

Proposta é de torná-la via única, para quem entra no Núcleo Pioneiro, a partir da loja do Armazém Paraíba, separando o tráfego de ônibus e motos, numa pista; e demais veículos, na outra.

Ainda este mês, Salame se reunirá com os comerciantes para discutir proposta de parceria, visando padronizar as calçadas da avenida.

Lojistas entrariam com o custo do material na parte que cabe a cada largura de loja, e a prefeitura com a mão de obra.

Dentre as ruas pavimentadas que serão entregues no aniversário, algumas já estão concluídas, outras em fase final, entre elas, rua Pará e travessas que ligam esta a rua Silvino Santis, no bairro Santa Rosa; ruas das Folhas 23, 22, Alfredo Monção, Cuiabá, etc.

Salame deu início, também, a pavimentação do restante da Orla, até o encontro dos rios Tocantins e Itacaiúnas.

Antes, resolveu um grave problema que vinha afligindo os moradores da beira-rio, no trecho que vai de uma garagem náutica até a confluência dos dois rios: a escuridão na avenida.

ESQUECERAM DESSAS, UMA DAS PRINCIPAIS VIAS DO BAIRRO BOM PLANALTO, E DE TANTAS RUA DE PERIFERIA, NUNCA ESQUEÇO DAS PALAVRAS DO CANDIDATOS "Vou começar pela periferia"

Reações:

8 comentários:

  1. O problema é que os Governos esqueçem que a Periféria vota e é a maioria, porque nos centro o número de moradores são menores, até porque mesmo quem tem comércio ou outra atividade nos centros urbanos as vezes mora na periféria....mas tudo bem se o jogo é esse...quatro anos passa rapidinho.... Áurea - moradora do bairro Bom Planalto - periferia do municipio de Marabá.

    ResponderExcluir
  2. Verdade Áurea, é humilhante sairmos das nossas casas nessas condições!!!!

    ResponderExcluir
  3. A pergunta que não quer calar.... CADÊ OS 500 HM DE ASFALTO!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Fico pensando esse Governo é tal da 3ª Via e se aparecer daqui a 04 anos a 4ª Via, será que o povo vai de novo embarcar, nessa barca furada kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Gente!!!!! Paciência!!!! Coitado do Prefeito!!!! Ele ainda não começou o pacote de obras iniciando pela periféria, por causa das fortes chuvas.... Oh povo agoniado!!! KKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  6. Seu blog não é o informativo da educação? Pq vc está atacando o prefeito em outras areas?

    ResponderExcluir
  7. kkkkkkkkkkkkk. Fala serio!!! Isso é uma questão de educação. Oh, tadinh@, burrinh@!

    ResponderExcluir
  8. Ainda há pessoas que que vendo a floresta pegando fogo do outro lado nao se preocupa em jogar água pois sua area ainda nao foi atingida. Povo medríocre assim pensa que educação é só sala de aula e esquece que uma moradia digna e o lazer tem tanto peso quanto medida.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.