sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

CONTRATADOS E SUBSTITUTOS EM DEZEMBRO DE 2013 ESCANDALOSOS 1.776!

Que carta o governo terá na manga para resolver isso?
Aconteceu hoje (21) pela manhã, na sala de reuniões do Conselho Municipal de Educação de Marabá, localizado no prédio da antiga Casa do Professor, na Velha Marabá, reunião ordinária do Conselho do Fundeb. Dentre outros pontos, a pauta principal foi a apresentação das planilhas de prestação de contas do FUNDEB referente ao último quadrimestre de 2013. A apresentação foi feita pela servidora Josânia Oliveira, lotada no DECOF/SEMED.
Com os documentos em mãos, o Conselho se reunirá para análise detalhada das planilhas e demais documentos apresentados. Porém alguns pontos foram bastantes polemizados durante a apresentação da prestação de contas.
Veja abaixo uma tabela que criamos pra mostrar a quantidade de servidores lotados nos 60% e 40% e o pagamento nos meses de setembro a dezembro de 2013.

MÊS
TOTAL LOTADOS NOS 60%
TOTAL LOTADOS NOS 40%
NÚMERO TOTAL DE SERVIDORES
FOLHA BRUTA DO MÊS*
SETEMBRO
2.417
2.623
5.040
R$ 9.851.192,83
OUTUBRO
2.295
2.367
4.662
R$ 8.840.701,04
NOVEMBRO
2.551
2.846
5.397
R$ 10.720.120,04
DEZEMBRO
2.719
3.591
6.310
R$ 11.448.553,25

*Nesse valor não inclui o patronal que fica em torno de 11%, cobramos que as planilhas sejam refeitas incluindo esse valor.

Agora observe as tabelas abaixo que mostram os números de contratados e substitutos em cada mês desse quadrimestre. Lembramos que no mês de agosto/2013, haviam lotados na SEMED 1.467 servidores contratados e substitutos.


SETEMBRO
VÍNCULO
60%
40%
CONTRATO
438
664
SUBSTITUTO
157
-----
TOTAL
1.259


OUTUBRO
VÍNCULO
60%
40%
CONTRATO
431
602
SUBSTITUTO
187
-----
TOTAL
1.220

                                                               

NOVEMBRO
VÍNCULO
60%
40%
CONTRATO
440
715
SUBSTITUTO
142
____
TOTAL
1.297

 
DEZEMBRO
VÍNCULO
60%
40%
CONTRATO
527
1.233
SUBSTITUTO
16
-----
TOTAL
1.776

 
Essas tabelas revelam números no mínimo ocasionados por um engano. Veja, por exemplo, comparando os meses de outubro e novembro, o número total de servidores da SEMED aumenta de 4.662 em outubro para 5.397 em novembro, uma diferença de 735 servidores. Porém entre esses meses o número de contratados e substitutos aumentou apenas 77 servidores, indo de 1.220 para 1.297, como justificar esse aumento se não houve chamada de concursados? Também chama a atenção o fato de não haver substitutos nos 40%. Acreditamos ser erro.
Outro número bastante intrigante é o exorbitante aumento dos contratados e substitutos no mês de dezembro: 1.776, o maior índice já registrado em toda história da SEMED.
É preciso esclarecer que a pessoa responsável pela apresentação da prestação de contas, não é responsável pelos números apresentados; por isso, não soube explicar essas barbáries, ficando tudo para a próxima reunião que acontecerá após o carnaval. Esperamos que isso tudo não dê em samba.




 

Reações:

6 comentários:

  1. Caro Prof. Aurismar, que barbaridade, porém vc estar sabendo que o Cine Marrocos e a Biblioteca Orlando Lobo que nessa gestão passou para a Secretária de Cultura, mas todos os servidores são pagos com os recursos da SEMED. Verifique se este fato é veridico.

    ResponderExcluir
  2. vai acontecer como sempre aconteceu.
    A esmagadora maioria dos integrantes do Conselho do FUNDEB são parte do governo.
    Tem alguma dúvida que nada será como antes no quartel de Abrantes?

    ResponderExcluir
  3. Gostaria que você publicasse aqui o valor de aplicação dos 60% obrigatório.Quanto está esse intervalo de aplicação ? isso é o mais importante por favor passe essa informação.

    ResponderExcluir
  4. Já é mais do que sabido de todos que a aplicação mínima, diga-se, de 60% dos recursos do FUNDEB para pagamento do magistério é insuficiente em um município do porte de Marabá. O cumprimento dessa exigência mínima vem sendo alcançada desde a aprovação do PCCR da educação. Chegar aos 70, 80 ou até 100% não é nada de anormal. O FUNDEB não é a única fonte de financiamento da educação, existe para isso os 25% de recursos próprios, cuja previsão para esse ano chega aos 116 milhões de reais, podendo aumentar. Prefeito que pretende gastar apenas 60% do FUNDEB com pagamento do magistério, é porque tem outros "planos" com os demais recursos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois alguma coisa não ta mt clara nessa prestação de contas.Aplicação de 70% isso não é normal tem alguma informação equivocada nessas folha.

      Excluir
  5. O fato não é só dizer que foi gasto com docentes 100% do recurso. O que tem que averiguar é quem está lotado nos 60%, pois é muito fácil dizer que estão gastando 100% do recurso com professor, sendo que nestas lotações estão sendo colocados os sobrinhos do TIO PEDRO, que não fazem jus a estas lotações! O que tem que se pedir é o relatório desta lotação que NUNCA SE FECHA!

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.