segunda-feira, 2 de setembro de 2013

DE BOAS INTENÇÕES...

Diretora gasta cerca de 20 mil reais em reforma de NEI 

 Se fosse a recôndita habitação infernal uma repartição pública, haveria de ter por lá uma seção de protocolo na qual todas as demandas enviadas à cornuda autoridade seriam devidamente anotadas e lançadas nos livros profanos. Imagino eu, que na entrada dessa seção, vários capetas despachantes e advogados dos mortais estariam por lá com pastas abarrotadas de papeis a cobrar as devidas honrarias a seus clientes pelas BOAS INTENÇÕES praticadas durante a reles vida terrena. 
O burocrata da seção, já em dias de se aposentar de seu ofício, ao levantar a vista por baixo de seu pequeno óculos de leitura, sem encarar ninguém apenas informava: _ já não temos mais como atender ao pedido de Honrarias pelas Boas Intenções, o reino infernal já está cheio.
O jornal Opinião, edição dessa segunda-feira, traz um caso, que certamente causou briga entre os corretores infernais disputando quem pleitearia diante da autoridade maior as honrarias da cliente.  Afinal, ela fez com dinheiro do próprio bolso, mais de vinte mil reais, serviço de reforma no Núcleo de Educação Infantil, no qual assumiu recentemente, por indicação política, a direção. Na matéria, a diretora diz que fez tudo pensando nas "famílias carentes que ali habitam". É claro que a nobre colega não tem intenção nenhuma de se perpetuar no cargo de direção por conta disso. É claro também que no processo eleitoral, se vier a acontecer, a "companheira" não pensa em concorrer, porque então suas "BOAS INTENÇÕES" deixariam de ter caráter nobre, e ficaria caracterizado crime eleitoral com abuso de poder econômico.
A gente sabe aqui de alguns casos no qual o diretor é dono do prédio onde a escola funciona, e por conta disso sente-se também o dono da escola. Que não seja esse o objetivo maior da colega que praticou tão nobre ação. Que não venha mais adiante subir em palanque a pedir votos para quem quer que seja. Que não veja a sua mão esquerda o que faz a direita.

Reações:

Um comentário:

  1. É BOM UMA AVERIGUAÇÃO DO MINISTERIO PUBLICO NESTA ESCOLA, E NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA DESTA DIRETORA. SEI QUE LÁ A TAL REFORMA FOI FEITA PELO EXERCITO E PELA PREFEITURA.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.