sexta-feira, 5 de julho de 2013

FLEXÃO DAS PALAVRAS - REDAÇÃO DO ENEM TRABALHANDO A COMPETÊNCIA I (AULA 7)

1. FLEXÃO DAS PALAVRAS: na língua portuguesa existem classes de palavras chamadas variáveis e as chamadas invariáveis. Variáveis são aquelas palavras que podem sofrer mudanças para indicar gênero, número, grau, pessoa, modo, tempo e voz. Essas mudanças são chamadas de flexões e são marcadas por sufixos ou desinências. Pertencem a esse grupo de palavras que podem se flexionar: o substantivo, o adjetivo, o artigo, o numeral e o verbo. 

2. O SUBSTANTIVO E SUAS FLEXÕES: são as palavras que dão nome ao seres do mundo real ou do mundo imaginário: pessoas, objetos, sentimentos, conceitos: amor, ódio, magreza, Rafaela, gata, cama, cadeira, sereia, Saci-Pererê, etc. Os substantivos se flexionam em gênero (masculino/feminino), em número (singular/plural) e em grau (normal/aumentativo/diminutivo).

2.1. Flexão de Gênero: na língua portuguesa só há dois gêneros o masculino e o feminino (algumas língua fazem o gênero neutro). No entanto, essa ideia de gênero é só uma categoria gramatical, não tem nenhuma relação a sexo. Por exemplo, mesa é substantivo feminino; mas mesa não tem sexo. Quadra é feminino, quadro é masculino; todavia os dois nunca vão poder fazer quadradinhos (só pra relaxar), pois não tem sexo. Essa correlação entre gênero e sexo, vai acontecer, não em todos os casos, quando se tratar de seres vivos. A indicação do gênero no substantivo é bastante diversificada, por isso classificamos os substantivos conforme a sua forma de indicar os gêneros masculinos e femininos. 

a) Substantivos Biformes: são aqueles que possuem duas formas distintas uma para o masculino e outra para o feminino. Veja os exemplos na tabela.
  
MASCULINO
FEMININO
Cônsul
Consulesa
Atriz
Ator
Monge
Monja
Sacerdote
Sacerdotisa
Genro
Nora
Zangão
Abelha
Perdigão
Perdiz
Maestro
Maestrina
Sultão
sultana

Exemplos:
  •  O cônsul do Brasil em Portugal precisou fazer uma cirurgia de emergência em São Paulo, na ocasião sua esposa, a consulesa Maria Beatriz, viajara para o Brasil.
  • Ele era um grande produtor de mel, diferenciava o zangão da abelha só em olhar. 
b) Substantivos Uniformes: são aqueles que possuem apenas uma forma, tanto faz ser masculino ou feminino: o jacaré, o gerente ou a gerente, a criança, o intérprete ou a intérprete. Esse grupo de substantivos dividem-se em três subgrupos. Veja a tabela.
   
EPICENOS: designam animais e plantas, e são invariáveis. A diferença do sexo é feita com o uso de macho/fêmea.
SOBRECOMUNS: refere-se a seres humanos. O gênero só é identificado pelo contexto. As vezes o contexto não permite fazer a distinção então usa-se a expressão do sexo masculino ou do sexo feminino.
COMUNS DE DOIS GÊNEROS: possuem a mesma forma tanto para o masculino quanto para o feminino. A diferenciação é feita pela palavra que antecede.
A suçuarana macho
A criança
O agente/a agente
A suçuarana fêmea
O indivíduo
O artista/a artista
O mamoeiro macho
o algoz
O colega/ a colega
O mamoeiro fêmea
O carrasco
O compatriota/ a compatriota
O pica-pau macho
O cônjuge
O estudante/a estudante
O pica-pau fêmea
O ente
O presidente/ a presidente
O jacaré macho
O ser
O jornalista/ a jornalista
O jacaré fêmea
A vitima
O jovem / a jovem

A testemunha
O camarada/ a camarada
Exemplos:
  • Que pena, cortei o mamoeiro fêmea ao invés do mamoeiro macho.
  • O delegado perguntou a vítima: _ meu senhor, foi sua esposa quem lhe fez isso?
  • Uma criança do sexo masculino foi atropelada na rodovia. 
  • A colega dele foi quem o ajudou na prova.
  • Senhor Roberto, onde está o seu cônjuge? Ela num pode vir não, seu doutor. 
c) Substantivos Heterônimos: são aqueles em que a distinção do gênero é feita pelo uso de palavras bastante diferentes, usando outro radical. 

MASCULINO
FEMININO
Bode
Cabra
Touro
Vaca
Carneiro
Ovelha
Capincho
Capivara
Cavalheiro
Dama
Frei
Sóror
Homem
Mulher
Padrasto
Madrasta
Pai
Mãe
Zangão
abelha

Exemplos:
  • Quando tratava o animal é que percebeu não se tratar de uma capivara, mas de um capincho.
  • A sóror do convento assumiu o comando na ausência do frei.
d) Substantivos de Gênero Aparente: são os que mudam o sentido com a mudança de gênero.
Exemplos:

  •  O grama do ouro está custando mais caro hoje.
  •  A grama do quintal está pronta para ser cortada.
  •  O capital da empresa diminuiu bastante.
  •  A capital do Estado de Carajás será Marabá.

e) Substantivos de Gênero Vacilante: são substantivos que nos apresentam dúvidas quanto ao seu gênero. Veja a tabela.
SÃO MASCULINOS
SÃO FEMININOS
SÃO MASCULINOS e  FEMININOS
O aneurisma
A derme
o/a cólera (doença)
O apêndice
A cal
o/a diabetes
O eclipse
A cólera (raiva, ira)
o/a sabiá
O dó (pena, pesar)
A libido (desejo sexual)
o/a personagem
O magma
A alface
o/a suéter

A dinamite
o/a champanhe
Exemplos:
  • Existem doenças traiçoeiras, o aneurisma é uma delas.
  • A cal que você comprou para passar na parede foi pouca.
  • O personagem principal desse filme era a vilã, enquanto que o herói era uma personagem secundária.
  • O dó que sinto por você não tem tamanho. 
            
2.2. Flexão de Número nos Substantivos Simples: São as alterações que o substantivo sogre para indicar o plural.
a) Regra Geral: acrescenta-se o S para formar o plural nos seguintes casos:
  • Quando os substantivos forem terminados em ditongos crescentes: 


SINGULAR
PLURAL
EXEMPLO EM FRASE
Sorvete
Sorvetes
Nós compramos três sorvetes.
Panela
Panelas
As panelas foram limpas.
Degrau
Degraus
Ele subiu dois degraus.
Chapéu
Chapéus
Os chapéus foram todos vendidos.
Herói
Heróis
Nossos heróis morreram.
Prédio
Prédios
Os prédios foram demolidos.



  • Quando os substantivos terminarem em n:

SINGULAR
PLURAL
EXEMPLO EM FRASE
Pólen
Polens
As abelhas recolheram os polens das flores.
Hífen
Hifens
Você esqueceu-se de usar os hifens.
Abdômen
Abdomens
São moças de abdomens bem trabalhados.
Elétron
Elétrons
Os elétrons fazem parte dos átomos.
Gérmen
Germens
Há germens benéficos ao homem.

b) Quando os substantivos forem terminados em -s, -r ou -z acrescenta-se -es:


SINGULAR
PLURAL
EXEMPLO EM FRASE
Albatroz
Albatrozes
Encontramos muitos albatrozes por aqui.
Algoz
Algozes
Meus algozes não verão minha derrota.
Giz
Gizes
O professor recolheu os gizes da mesa.
Motor
Motores
Valéria vende motores de várias marcas.
Açúcar
Açúcares
Na natureza há diversos açúcares.


OBSERVAÇÕES: 
  • alguns substantivos terminados em -r mudam a sílaba tônica no plural: júnior/juniores, caráter/caracteres, freguês/fregueses;
  • os substantivos terminados em -s só recebem o -es se forem oxítonos ou monossílabos tônicos: freguês/fregueses, gás/gases
  • se forem paroxítonas ou proparoxítonas, não mudam para indicar plural: o lápis/ os lápis, o ônibus/ os ônibus. 


c) Quando for substantivo terminado em -l e antes desse -l tiver -a, -e, -o ou -u substitui-se o -l por -is:

SINGULAR
PLURAL
EXEMPLO EM FRASE
Pardal
Pardais
Os pardais estão alegres com a chuva.
Anel
Anéis
Anéis de ouro custam mais caro.
Álcool
Alcoóis
Os alcoóis são substâncias naturais.
Barril
Barris
O Brasil produz vários barris de petróleo.


d) Substantivos Terminados em -ão: são casos muito especiais que merecem atenção, pois alguns desses substantivos podem apresentar três formas de construção do plural. Veja a tabela.
SINGULAR
FORMAS DE PLURAL
Balão
Balões
-----------------------
------------------
Mamão
Mamões
------------------------
------------------
Coração
Corações
-----------------------
------------------
Alemão
Alemães
----------------------
-------------------
Capitão
Capitães
--------------------
-----------------
Cão
Cães
---------------------
------------------------
Cidadão
Cidadãos
-----------------------
-------------------
Cristão
Cristãos
------------------------
------------------
Alazão
Alazães
Alazões

Ermitão
Ermitães
Ermitãos
Ermitões
Hortelão
Hortelãos
Hortelões

Aldeão
Aldeãos
Aldeães
aldeões
2.3. Flexão de Número - Plural dos Substantivos Compostos: para formar o plural desse substantivos é preciso observar a sua composição.

a) Substantivos compostos sem o hífen: forma-se o plural seguindo as mesmas regras do substantivo simples.
Exemplos:
aguardente/aguardentes
girassol/girassóis
malmequer/malmequeres

b) Quando for composto com hífen flexionam apenas as palavras variáveis (substantivos, numerais, adjetivos) e não flexionam os verbos e advérbios.
Exemplos:
  • substantivo-substantivo: os dois vão para o plural: couve-flores
  • numeral ordinal - substantivo: os dois vão para o plural: sextas-feiras
  • substantivo-adjetivo: os dois vão para o plural: guardas-civis, boias-frias
  •  verbo-substantivo: só o substantivo vai para o plural: guarda-costas
  • advérbio-adjetivo: só o adjetivo vai para o plural: sempre-vivas
c) Quando vierem ligadas por preposição, flexiona-se somente a primeira palavra.
canas-de-açúcar
águas-de-colônia
pés-de-moleque

d) Quando o substantivo composto for formado por palavras repetidas ou por onomatopeias, pluraliza-se somente a segunda palavra.
reco-recos
tico-ticos 
ping-pongues
bem-te-vis
quero-queros

OBSERVAÇÕES: substantivos compostos que possuem mais de uma forma para o plural.
salários-família ou salários-famílias
guardas-marinhas ou guarda-marinhas

(Estamos formatando a atividades)






Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.