sábado, 22 de junho de 2013

VEM, VEM PRA RUA!!! SEM PARTIDO!! SEM PARTIDO!!!

A onda de protestos que está acontecendo no Brasil surpreende todos os analistas políticos, não só no Brasil, mas no mundo inteiro. As manchetes dos jornais internacionais tentam entender o que está acontecendo no Brasil. Como um leão adormecido por décadas, a juventude desse país resolveu acordar de sua letargia. A revolta, que todos sabem, teve como estopim o aumento das passagens de ônibus no Estado de São Paulo, ganha agora ares de revolução. 
O Brasil balança na corda bamba, no momento em que a mídia internacional volta seus olhos para nosso país devido o acontecimento da Copa das Confederações, explode essa onda de protestos. O movimento é legitimado pelas massas que não aceitam qualquer intervenção partidária. Aqui na cidade de Marabá, na caminhada que aconteceu no último dia 20, representantes do PSTU aprenderam bem essa lição. Comprimido há muito tempo no discurso xiita de meia dúzias de professores e alunos do campus I da UFPA, esse partido que surgiu como representante, legítimo, diga-se, da extrema esquerda, se ananicou e não conseguiu difundir sua ideologia. Certo professor da universidade, com sua adiposa arrogância de quem acha que possui a fórmula secreta para resolver os problemas do mundo, tentou ignorar um princípio básico defendido pelos partidos de esquerda, a democracia. Se deu mal, quase apanhou em meio ao manifesto quando empunhava uma bandeira vermelha com as siglas do partido PSTU. Ouviu uma saraivada de vaias e um coro oníssono "Sem partido! Sem partido!", acuado, os representantes do partido tentavam, de cara fechada pela estupidez do ato, justificar o injustificado, pois haviam participado da reunião onde se decidiu que não deveria haver bandeiras de partido no movimento. Mas como sempre,eles tinham a razão. Tenho certeza que até agora, ainda ecoa  nos seus ouvidos o refrão "PSTU vai tomar no c.!" PSTU vai tomar no c.! Que vergonha e prejuízo para a legenda. Acabaram desconstruindo o que deveriam construir com a juventude - um partido legítimo, filho da revolução. 

Reações:

3 comentários:

  1. Esta talvez esteja sendo a maior surpresa para os políticos desse país, o apartidarismo dos movimentos, ou há não tolerância com a presença de bandeiras ou mesmo representantes de partidos. Temos vistos militantes de partidos sendo ridicularizados e expulsos do movimento, ai os políticos dizem não saber o que está acontecendo. Mais é muito fácil de entender, estes tais políticos que se dizem representantes dessa massa que hoje esta nas ruas mentiram e roubaram eles o tempo todo, ai os mesmo não se sentem mais representados por estes partidos é só isso ai temos um movimento por causa e insatisfação e não um movimento ideológico.

    ResponderExcluir
  2. ôoooo povo besta,a corrupção sempre vai governar nosso BRASIL.

    ResponderExcluir
  3. ôoooo povo besta,a corrupção sempre vai governar nosso BRASIL.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.