quinta-feira, 18 de abril de 2013

NÃO IMPORTA A COR DO GATO, CONTANTO QUE ELE PEGUE O RATO (JS falando sobre a terceirização do HMM)

"Terceirizar serviço público é assinar um atestado de incompetência" (Josélio - Sintesp)

Na reunião de ontem, 17/04, entre a equipe do governo e a Mesa de Negociações Permanente, o prefeito foi bem enfático "uma das saídas que tenho visto é através das O.S.,ou terceirização como querem chamar" ao falar do problema da folha de pagamento já ter ultrapassado o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.Segundo essa lei, o município deve manter numa margem de 51,3% a folha de pagamento. Pelos dados do governo municipal, no mês de março a folha já ultrapassou a margem dos 56%.  Ele apresentou algumas medidas, chatas a bem dizer, como dispensar 150 das merendeiras contratadas, terceirizar por completo o serviço de coleta de lixo, nesse caso os agentes de conservações pagos pela prefeitura passaria a cargo da O.S. que assumir o serviço, terceirizar o Hospital Municipal. Dessa forma o prefeito pretende resolver dois problemas: primeiro, os postos de saúde não funcionam porque não há pessoal suficiente nem pode contratar mais por canta da Lei, na avaliação dele, todo o pessoal concursado, médicos, enfermeiras, técnicos, etc, seriam locados nos postos de saúde; segundo,  se resolveria o problema da má gestão e da má prestação de serviço que historicamente tem marcado o HMM.
"Não podemos jamais concordar com qualquer forma de terceirização, isso é assinar um atestado de incompetência". Disse Josélio, um dos diretores do Sintesp. Edmilson, coordenador geral do Servimar, também não aceita essa discussão, para ele, nesse processo somente o servidor é quem sai perdendo, como sempre aconteceu nas terceirizações que temos conhecimento. "Desafio então os sindicatos a mostrarem que há outra saída para esse dilema", retrucou o prefeito, que também não deixou de falar do que ele considera "injustiças e exageros" no PCCR da educação, por exemplo ele cita  os níveis de mestre e doutor e também os chamados "professores iluminados". Fomos bem enfáticos em mostrar ao prefeito que o problema do município não está na educação e que a verba da educação só serve para a educação. Falamos ainda que além do FUNDEB existe o recurso próprio da prefeitura, que corresponde a 25% de seu orçamento, o qual esse ano foi calculado de forma defasada, usando como previsão 54 milhões, mesmo valor aprovado para 2012, que tomou como base o ano de 2011. A previsão de recursos próprios para esse ano foi prevista com base nos recursos de 2011, isso é um absurdo.

Também nos posicionamos contra a terceirização dos serviços públicos. Essa política neoliberal que tira do Estado a responsabilidade com os serviços públicos para que representantes do capital lucrem com isso. 

Dois pontos de pauta já antigos foram acatados pelo prefeito que autorizou o secretário de administração, Ademir Martins, implementar já no mês de maio: o vale transporte voltará a ser pago em pecúnia às demais secretarias, como acontece na educação e o vale alimentação que voltará a ser pago no contra-cheque junto com o pagamento. Esse ponto foi requerido principalmente pelo pessoal da Zona Rural que muitas vezes precisam vir à Zona Urbana para poder fazer uso do cartão. Ademir apresentou ainda a proposta de se fazer o pagamento de forma escalonada, como o estado faz, a partir do dia 25 de cada mês, para desafogar o banco nos dias de pagamento. Essa proposta apresentamos aqui em postagem anterior. Que bom que o secretário leu. O prefeito autorizou a viabilização dessa medida.
Com relação ainda as terceirizações, o debate está aberto, não foi batido o martelo, vamos debater com a categoria para vermos a saída.

Reações:

15 comentários:

  1. Aurismar queria saber se todas as escolas da rede municipal irão aderir os três dias de paralização nacional da educação dias 23,24 e 25 de abril.

    ResponderExcluir
  2. Camarada, agora, como diz o ditado, você me apertou sem abraçar. Infelizmente não posso garantir isso, eu desejo que sim, esperamos que sim, mas não podemos garantir.

    ResponderExcluir
  3. Aurismar,o prefeito JS vive alegando o alto custo da folha de pagamento,mais as coisas estão preticamente do mesmo jeito que o Maurino deixou.Tem secretaria que se fechar hoje não faz falta,e ainda tem os secretários adjuntos e esse monte de cargos comissionados,agora vem com esse de terceirizar os hospitais o que significa falta de competencia administrativa,o problema do HMM são os Médicos que passam mais tempo no alojamento(SUITE)de que no consultório e também a falta de material que no caso já tem mais de 3 dias que falta material para fazer exames e outras coisas,e ai de quem é a culpa já que não são os hospitais que administram os recursos?Se ele lotar os servidores para os postos de saúde o gasto vai ser pior pois os servidores continuaram recebendo seus salários e ele ainda vai ter que disponibilizar recursos para a empresa ou entidade pagar os funcionários que seráo de carteira assinada,portanto eu acho que tem outros intereses envolvidos nessa história...!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colegas iluminadas,fiquem alertas não é a primeira vez que o prefeito salame em entrevista cita "os iluminados e os mestres ".Tem gato na tuba...não adianta negarem tem algo sendo planejado contra educação.

      Excluir
  4. Anonimo, abril 19,
    Estão querendo usar os recém "iluminados" como os vilões da folha de pagamento! E os neófitos estão se deixando convencer. Será que os vilões da folha não são as mais de quinhentas merendeiras recém contratadas? Ou o excesso de servidores lotados na sede da SEMED? Ou o número excessivo de portarias de nomeações de coordenadores da SEMED (dizem que o DASC tem duas coordenadoras - estão coordenando o quê?)? Ou os MUITOS servidores da 4ª URE que acumulam entre o Estado e o Município mais de 400 (quatrocentas) horas, e não trabalham nem 200 horas? É bom que se a Prefeitura não disponha de um CONTADOR pelo menos um professor licenciado em Matemática, leitor desse badalado blog, se ofereça para fazer o impacto financeiros dessa lambança da folha de pagamento. Se precisarem de um PEDAGOGO para o serviço, a rede municipal dispõe de nada menos que 1500!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops! É só disponibilizar os dados que tamos ai. Nem precisa ser oficiais os ficiticios de boca a boca dá pra simular uma situação. Estamos no aguardo.

      Excluir
    2. Iremos por parte!Começamos então pelas merendeiras: em dezembro de 2012 tínhamos 190 (cento e noventa) merendeiras (trabalharemos com números exatos). Hoje, se ouve dizer que temos 500 (quinhentas). Qual foi o impacto financeiro da diferença (500-190= 310)? Ah, não se esqueça que vc deve levar em conta salário mínimo+encargos patronais+15% de gratificação de apoio+13º salário+1/3 de férias!!!

      Excluir
    3. Considerando que cada uma delas ganhe apenas o salario ´minimo R$ 678,00 + 15% = R$ 101,70 + 22% de encargos patronais INSS= R$ 149,16
      678,00
      101,70
      149,16
      ______
      928,86
      x 310
      ______
      287.946,60
      Por mês como são contratadas ainda teremos que pagar recisão no final do contrato.

      Excluir
    4. Fechando a conta em 300 mil vezes 13 (doze meses de salario mais décimo terceiro)= 3 milões e 900 mil + 1/3 de férias 100 mil reais então teremos ai um aumento de 4 milhões anual na folha só nessa brincadeirinha era o abono né galera. Dançou o abono ai.

      Excluir
    5. Nobre comissão,
      Errei apenas na gratificação de apoio, não é 15% e sim 10%. Favor corrigir o cálculo! Depois passaremos aos comentários.

      Excluir
    6. Considerando que cada uma delas ganhe apenas o salario ´minimo R$ 678,00 + 10% = R$ 67,80 + 22% de encargos patronais INSS= R$ 149,16

      678,00
      67,80
      149,16
      ______
      894,96
      x 310
      ______
      277.437,60

      Corrigido

      Fechando a conta em 280 mil vezes 13 (doze meses de salario mais décimo terceiro)= 3 milões e 640 mil + 1/3 de férias 93 mil reais, aproximadamente, então teremos ai um aumento de 3 milhões e 733 mil.

      Excluir
  5. Não sou profeta,mais olha só o que pode acontecer com o JS,em 2014 haverá para dep.estadual,federal entre outros e ele não vai concorrer,a não ser que abra mão da prefeitura,coisa que ele não vai fazer pois o osso é bom.Em 2016 teremos eleições para prefeito e vereador e com o rumo que tá tomando sua gestão,mesmo que ele faça uma boa gestão a sua reeleição não vai ser tão fácil assim,pois do jeito que a coisa tá é munição de campanha para o dep.Tião Miranda e outros adversários político,ai fica o questionamento,e se ele não conseguir se reeleger,como vai ficar sua vida política?Cuidado JS,tem gente que finge que tá do seu lado mais que na verdade querem o fracaso de sua gestão,ou a vossa excelencia tá cego...!

    ResponderExcluir
  6. Mais são justamente os RATOS é que estão apoiando a terceirização,e esses RATOS muita gente sabe quem são,e o prefeito não pega se não quezer ou será que tem medo?E o mensalim hein?

    ResponderExcluir
  7. É descepcionante lê o prefeito se referir aos "iluminados" como "injustiça e exageiro"! pois saiba prefeitos que a "iluminação foi uma ardua conquista de direitos, e a esperença era que essa "iluminação" se estendesse a todos os outros educadores e não regredir a conquista dos outros, a educação precisa avançar na valorização dos educadores e não em regreção de direitos! E nós que apostavamos que essa mudança seria nesta direção, no avanço!

    ResponderExcluir
  8. Concordo quando você fala que a iluminação poderia ser estendida pra todos, isso que deveria ser feito, a Lei desta iluminação está incorreta, nossos direitos São iguais.Infelizmente. estamos no BRasil da desigualdade social.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.