domingo, 31 de março de 2013

VEREADORES APROVAM PROJETO DE LEI QUE ACABA COM A CARREIRA DO MAGISTÉRIO


Projeto de Lei
Segundo o Sintepp, o projeto de lei em questão retira o Pessoal de Apoio Administrativo do plano; reduz os níveis do cargo de professor (desconhece ou não reconhece os mestres e doutores); reduz a promoção horizontal de 5% para 3%; reduz o adicional de incentivo profissional de 20% para 10%, além de transformá-lo em gratificação.
O projeto reduz a gratificação de difícil acesso para um percentual único de 10% (pelo plano em vigor varia de 10% a 30%); reduz a gratificação de direção escolar entre 16,6% a 25% (sendo que varia de 40% a 60%); reduz a gratificação de suporte pedagógico, que hoje é de 60% para índices que variam de 30% a 50%; reduz a promoção vertical em 50%, baixando de 10% para 5%.
Foto
Calma, meu povo, isso não foi em Marabá, foi em Dom Eliseu e deu o maior quebra-pau, pelo menos 20 professores saíram feridos num embate com o batalhão de choque que foi enviado de Parauapebas. Que isso nos sirva de alerta, devemos fortalecer   cada vez mais a nossa base.

Reações:

5 comentários:

  1. Professoraabril 01, 2013

    rapaz, eu ia fazer já já o maior escândalo....UFAAAAAAAAAAAAAAAA!

    ResponderExcluir
  2. Aurismar, qdo sai o visavale do pessoal que não é da educação?? recebi só o parcelamento.

    ResponderExcluir
  3. Rsrsrs... Apesar de ser brincadeira... Não estamos isento deste processo, pois o governo de Maraba já deixou claro que pretende fazer cortes na educação... Lamentamos muito esta situação dos companheiros e companheiras de Dom Elizeu.

    ResponderExcluir
  4. hummm, QUERO ver QUANdo SAIR a SEMANa QUE vem A portaria DE lotação DA semed, QUE vai DAR muito PANo PRA manga, AGUARDEM kkkkkkkkkk, COITADOS, povo DA educacão RSRS HOO desculpa.. EDUCAÇÃO...

    ResponderExcluir
  5. A nonimo
    quero saber se o povo do maurino vai sai ou não da semed;será que a tal da Elza vai ficar,não acredito;;;;;;;;;;;;;;;;

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.