domingo, 24 de março de 2013

PUBLICO COMO DIREITO A RESPOSTA - COM A PALAVRA O LÍDER DO GOVERNO


Prof Pedro Souzamarço 24, 2013
Galera, estamos apenas iniciando o Governo João Salame. Não vamos conseguir resolver todos os problenas da educação criados com a conivência de muitos que "se dizem educadores" durante o governo Maurino Magalhães. Estamos com 100% do recurso do FUNDEB comprometido com folha de pagamento. Temos que encontrar uma saida para resolver isso. Um governo democrático e popular resolve seus problemas através do diálogo, portanto as reuniões, acontecendo aqui, ali ou acolá, são naturais. Infelizmente, conheço alguns desses anônimos que posam como o arauto da competência e da moralidade nos comentários do Gazetando, mas, na realidade, são péssimos professores. Não conseguem nem dar uma aula com qualidade. O Governo João Salame não reduziu nem reduzirá salário de servidor. Estamos apenas cortando os beneficios demagógicos concedidos a alguns privilegiados como o pagamento de insalubridade a todos os servidores da saúde. Isso é errado. Nem todos os servidores da saúde ficam em contato com o ambiente de risco. Na educação, a única coisa que fizemos foi retirá a gratificação exagerada de diretores e vices e repassá-las para os coordenadores e orientadores. Como medidas administrativas, agora, vamos diminuir o número de servidores na Semed Sede, o número de merendeiras, dar a suplementação de 80 horas, com essa medida, diminuir o número de contratados,realizar o Processo Simplificado de Transição para eleição direta dos gestores escolares e a partir de julho iremos pagar o retroativo da Lei do Piso, a contar de 01/01/2013 e mais os 5% de intersticio dos servidores. Não estamos pagando isso agora pq pegamos a PMM está quebrada e não existe recurso. A bancada da educação na CMM, composta pela Toinha, Irismar e Eu, estamos atento a tudo o que diz respeito a educação e não aceitamos que se mexa em salário do servidor. Faremos, urgentemente, uma redução drástica no número de secretarias para diminuir gastos. Para os pessimistas de plantão, já temos 100 km de asfalto garantidos para o ano de 2013. As obras terão inicio a partir de junho com o fim do periodo chuvoso. Reafirmamos todos nossos compromissos de campanha, porém temos quatro anos para implementá-los. Nosso governo ainda enfrenta varios problemas, mas iremos equacioná-los mesmo contrariando os pessimistas que torcem para Marabá continuar dando errado. Um grande abraço

Prof Pedro Souza

Lider do Governo

Reações:

26 comentários:

  1. Profª J.Rmarço 24, 2013

    Em primeiro lugar gostaria de firmar meu compromisso com a educação de Marabá, pois longe dos holofotes ou das mesas das assembleias como meu colega Aurismar costumar se colocar, venho acompanhando o desenrolar do "Pré-Setembro Negro", nesse sentido lanço um desafio ao Ilmº Vereador Pedro Souza, que como representante do Governo na Camara até o momento, ponha seu prestigio em todas as suas palavras que foram ditas, assumindo de Público que caso o governo "João Salame", venha a romper com a Base o mesmo renuncia a seu mandato. Esta lançado Aurismar o desafio, aguardo sua imparcialidade diante desse desafio, mais uma vez meu muito obrigada pelo espaço democrático do seu Blog.

    ResponderExcluir
  2. Professor Pedro souza é constrangedor para o senhor dizer que existem professores que não sabem dar aula, sendo que o senhor mesmo escreve assim (retirá) o certo é assim Professor retirar
    ou talvez este ao que o senhor se refere foi seu aluno. marcelo aluno da universidade federal do pará campus de Marabá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado para você não ser chamado de REVISOR DE TEXTOS DESEMPREGADO, como eu fui chamada por um ANÔNIMO CONCURSADO IDIOTA,só por falar que se revizasse o texto antes de postar aqui, uma exigência do GOOGLE.

      Excluir
    2. Mas pelo visto vc não anda revisando seus textos minha querida. Continua cometendo erros graves. A palavra revisão é escrita com s, portanto todas as suas derivações também devem ser escritas com s. O correto seria REVISASSE. Obrigado pelo espaço!

      Excluir
  3. Prof Pedro Souzamarço 24, 2013

    Profª J.R,

    Como apreciador de um bom debate, nunca disse a vc nem a ninguém que renunciaria a meu mandato. Ao contrário, sempre disse que lutaria incansavelmente pela melhoria de nossa educação. Estou fazendo isso todos os dias. Defendo melhorias que venham beneficiar a maioria dos servidores. Nunca defendi nem defenderei privilégios para alguns. O governo João Salame deverá ser avaliado como negativo ou positivo, pelo menos, depois de um ano de governo porque, em 2013, estamos trabalhando apenas para pagar dívidas do Senhor Maurino Magalhães. Nesse governo, estou lutando para implementar nossas propostas para a educação como eleição direta, cursinho pré-vestibular para as comunidades carentes, escola de tempo integral, computador para professor e aluno, melhores condições de trabalho e valorização do servidor. Mesmo sabendo de que estamos com 100% dos recursos do FUNDEB comprometidos com pagamento de pessoal.

    Abraço,

    Prof Pedro Souza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que V. Excelência tem a ver com os computadores para os alunos da rede pública do ensino fundamental, quando todos sabem que essa é uma promessa de campanha do prefeito, garantirando que em seu governo cada aluno teria um computador? Que se saiba os computadores são, entre tantas, uma promessa do João Salame, e não de V. Excelência. E quanto aos garantidos 100 km de asfalto, segundo o próprio prefeito, e isso antes de assumir, garantiu ele que já dispunha de R$ 100 milhões de reais para esse asfalto, bem como R$ 45 milhões, aproximadamente, para resolver o problema da Grota Criminosa. Isso não é novidade, foi divulgado no CT. Em todo caso vamos aguardar esses 100 km de asfalto.

      Excluir
  4. Prof Pedro Souzamarço 24, 2013

    Meu caro Anônimo março 24,

    Prefiro o debate no campo das ideias em detrimento à forma, mas falando com uma pessoa que possua nome. Cometer deslizes gramaticais é normal porque a escrita está diretamente ligada ao estado emocional, ao instrumento e ao ambiente de quem está escrevendo, principalmente nas redes sociais.Gramaticalmente, Vossa Senhoria está correto quando observa que a grafia correta é "retirar" em vez de "retirá" no trecho "fizemos foi retirá a gratificação exagerada de diretores e vices" de meu texto. Mas, como em nossa vida, devemos aprender diariamente, a grafia de seu texto também apresenta vários desvios gramaticais e eu não os considero erros porque ninguém escreve certo nem errado, apenas empregamos o nível de linguagem inadequado ao momento de fala. Observe, depois do trecho "Professor Pedro Souza", a gramática exige o emprego de uma vírgula por se tratar de um vocativo. Os substantivos próprios "marcelo", "universidade", "federal, "pará" e "campus" de seu texto também deveriam apresentar iniciais maiúsculas, sem falar na falta de clareza e na estrutura truncada de suas orações e períodos. Portanto, agradeço a sua observação porque aprendi mais um pouco a avançar na difícil tarefa de conhecer melhor a nossa Língua Portuguesa.

    Abraço,

    Prof Pedro Souza

    ResponderExcluir
  5. Prof Pedro Souzamarço 24, 2013

    Meu caro Anônimo março 24,

    Prefiro o debate no campo das ideias em detrimento à forma, mas falando com uma pessoa que possua nome. Cometer deslizes gramaticais é normal porque a escrita está diretamente ligada ao estado emocional, ao instrumento e ao ambiente de quem está escrevendo, principalmente nas redes sociais.Gramaticalmente, Vossa Senhoria está correto quando observa que a grafia correta é "retirar" em vez de "retirá" no trecho "fizemos foi retirá a gratificação exagerada de diretores e vices" de meu texto. Mas, como em nossa vida, devemos aprender diariamente, a grafia de seu texto também apresenta vários desvios gramaticais e eu não os considero erros porque ninguém escreve certo nem errado, apenas empregamos o nível de linguagem inadequado ao momento de fala. Observe, depois do trecho "Professor Pedro Souza", a gramática exige o emprego de uma vírgula por se tratar de um vocativo. Os substantivos próprios "marcelo", "universidade", "federal, "pará" e "campus" de seu texto também deveriam apresentar iniciais maiúsculas, sem falar na falta de clareza e na estrutura truncada de suas orações e períodos. Portanto, agradeço a sua observação porque aprendi mais um pouco a avançar na difícil tarefa de conhecer melhor a nossa Língua Portuguesa.

    Abraço,

    Prof Pedro Souza

    ResponderExcluir
  6. Comecei a leitura e até bem perto do final pensei que fosse o Secretário de Educação. Pensei outra vez que fosse pela demonstração de autoridade e de poder. Mas, coloquemos as coisas em seus lugares. Ele é vereador do PPS e é da educação. Mas é legislador e como tal, deve deixar o espaço para o Bressan trabalhar.

    Executivo é Executivo e Vereador é Legislativo. No entanto, os vereadores governistas comportam-se como se fossem a copeira do prefeito.

    Bressan mostra a sua cara...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há na educação uma verdadeira guerra de egos. Em um lugar onde todo mundo quer mandar, tem tudo para não dar certo.

      Excluir
  7. O falar e escrever correto vem conforme as necessidades do ser humano. Nós, enquanto educadores, precisamos mostrar ao aluno que existem as duas formas, formal e informal e que ele precisa saber qual usar e em qual situação. Temos que fazê-los entender de que é preciso, ao menos, buscar escrever e falar corretamente quando for preciso. Professor, principalmente graduado em Letras, tem sim que falar e escrever corretamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, nós, de Letras, temos que praticamente ser obrigados a escrever corretamente...

      Excluir
  8. Pedro Sousa quando é que este governo, do qual vc é lider na camara vai assumir pra si a responsabilide de administrar o municipio, porque ate agora é so CHO RO RO, e jogando a culpa no MAURINO, vamos esquecer o omi sior!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Prof Pedro Souzamarço 25, 2013

    Meu caro Aurismar,
    Meu comentário publicado por você como "Direito a resposta", tem como objetivo contribuir para o desenrolar do bom debte, visando à recuperação e o desenvolvimento de nossa querida Marabá, mas gostaria de responder somente aos comentários que estiverem identificados com o nome do perfil do facebook. Não posso dialogar com uma pessoa sem nome e sem rosto, um Anônimo. Marabá está passando por um momento dramático e está precisando de nossa ajuda. O governo João Salame e Eu, Lider do Governo, estamos precisando de ideias racionais para que possamos, junto com os vereadores e sociedade, recuperar a nossa cidade. Estamos precisando de sugestões factiveis não de ideias mirabolantes de alguns "donos da verdade" anônimos.

    Abraço

    Prof Pedro Souza

    ResponderExcluir
  10. JOSÉ SILVAmarço 25, 2013

    vocês querem saber a verdade? acho que está havendo precipitação dos dois lados, o governo tem pressa em querer arrochar no servidor, mas ele esquece que os servidores lhe base eleitoral, o servidor está nos três por cento, mas ele não mora sozinho em uma casa não, ele tem parentes e amigos. O servidor se apressa em queimar o governo, mas vamos dá um tempo ele está pagando o atrasado e está querendo por a casa em ordem, 6 meses acho que é prazo mínimo para qualquer governo mostrar a que veio.

    ResponderExcluir
  11. José Silva vc só defendeu o governo, mais não mostrou a verdade, pois ate hoje tem professor reclamando, que tem a receber, e os funcionarios da sec. de obras todos reclamão que estão recebendo a menos, mais vc acertou quando falou que que o servidor não mora sozinho, pois a sorte dele é que alguem de sua familia vem le ajudando nesta onda de plano de austeridade do governo João Salame, vc tambem diz que, o governo vem pagando os atrasado mais esquese de avisar os dono de predios alugados para a secretaria de educação. Procuro a vc José Silva, se vc tiver que trafegar com o seu automovel ou sua moto sem placa sem liceciamento no municipio de Maraba, algum agente de transito ia deichar de le multar, sobre sua alegasão que vc estar sem dinheiro, pois estar tentando colocar sua casa em ordem, e pior seria se vc falase ao agente que seu veiculo foi uma doação.

    ResponderExcluir
  12. O problema é será que dentro deste discurso prevalece a verdade, o que eu penso é cortar gastos sem demitir gente será que tem como, vamos ver hein

    ResponderExcluir
  13. Prof.Pedro souza,não é culpando os hospitais pelo caos na saúde que o governo vai resolver os problemas,querendo até mesmo terceirizar os hospitais.Todo mundo sabe que o problema da saúde não só em Marabá mais em todo Brasil tá na má aplicação dos recursos principalmente com o que é gasto com os altos salários pagos aos comissionados,outra coisa,não são os hospitais que administram os recursos e sim a secretaria de saúde,portanto o problema tá é lá,então que terceirize a secretaria de saúde,olha só o que aconteceu com a terceirização da merenda escolar e o lixo,e para finalizar,a Pro saúde paga para os funcionáris que trabalham no regional um salário bem melhor de que a prefeitura paga para os servidores então economizar ele não vai,e qual é a empresa ou entidade que não visam o lucro?Trabalhar de graça eles não vão com certeza.

    ResponderExcluir
  14. A minha sugestão para o senhor vereador Pedro Souza é que ele comece tentando convencer os seus pares (vereadores) que eles devem ir devagar com o andor que o santo é de barro, não dá pra continuar tudo como antes no quartel de abrantes , tem que haver sacrificio de todos os lados , o legislativo e o executivo tem que parar de querer montar nas costas dos trabalhadores para manter privilégios. Para ajeitar as coisas tem que se enxugar a máquina para sobrar investimento e não deve ser o trabalhador a pagar a conta. Lembre aos vereadores que ele estão a serviço do povo (inclusive dos servidores publicos) e não o inverso e que se o povo não gostar do serviço a resposta será dada nas urnas.

    ResponderExcluir
  15. Isso é uma vergonha companheiros!!! O professor Pedro Souza foi eleito para está do lado da educação... Defender os interesses da educação e daqueles que também são professores como ele é, porém tem se mostrado contra a categoria. Tirar direito de servidor,isso é lamentavel e ainda diz que esta contribuindo, o que é isso? Aurismar companheiro, sempre gostei de ler as noticias do seu blog, porém agora virou uma disputa.

    ResponderExcluir
  16. Prof.Pedro Sousa, não vejo como extinguir secretaria, pois todas tem uma política pública definida, até a de planejamento, turismo, cultura e esporte.O que tem que ser feito é diminuir os gastos que vcs estão permitindo em basicamente 3 secretarias do governo.Acho que se diminuir secretaria, da margem de acumular tudo nas maos de meia dúzia, ai fica muito esquisito.

    ResponderExcluir
  17. O que faremos agora? O vereador q foi eleito pela categoria para nos defender agora está do lado do governo. E agora? Quem poderá nos defender?

    ResponderExcluir
  18. Creio que deva existir debate, mas se ele começa com inverdades fica dificil. Sou coordenadora e até o momento não recebi nenhuma gratifcação como o senhor afirma no ínicio do texto!

    ResponderExcluir
  19. a politica que esta sendo feita em cima de direitos adquiridos é um desrespeito com a categoria, MAS vamos Confiar que o legislativo não vai votar a favor de extinguir ou diminuir os diretos do servidor que muitos deles vereadores se empenharam para que o servidor da educação ganhasse um pouquinho a mais. Será companheiros que a educação(PCCR) vai virar uma panela que um chega e põe, outro chega e tira? A EDUCAÇÃO NO PARÁ, NO BRASIL, EM MARABÁ precisa é de incentivo, de motivação para que haja uma boa qualidade de ensino e não CORTES E MAIS CORTES E CORTES o que vai sobrar? insatisfação!!!! Também acredito que o prefeito João Salame é um homem sério e muito sábio e que não vai ouvir conversas ou propostas de A ou B que a saida para a suposta crise financeira na prefeitura seria mexer com os direitos do servidor... também penso que após ser eleito vereador o professor PEDRO SOUZA não rasgou seu diploma de professor. sendo assim ele não vai ser contra a categoria, ele tem que ser o primeiro a defender seus colegas de profissão e melhorar o salario do professor e não tirar o que ja existe.

    ResponderExcluir
  20. Será que o prefeito não previa a situação que estava a prefeitura? penso que sim, mas mesmo ciente disso fez promessas exageradas. E agora prefeito João Magalhães de Lima?

    ResponderExcluir
  21. trabalho numa escola do municipio e gostaria de perguntar ao lider do governo Pedro Souza, pra que esse tanto de merendeira nas escolas? Tem mais merendeira do que alimentos pra preparar a merenda dos estudantes.Isso é uma vergonha, a educação continua sendo cabide de emprego.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.