quarta-feira, 20 de março de 2013

O VERGONHOSO CASO DO IASEP EM MARABÁ

A saúde pública em Marabá não precisa dizer que é um caos porque esse fato já é conhecido de todos. E, diga-se, é difícil um município no Brasil que seja diferente. O atendimento particular é melhor? Não, também não presta. Quem já ficou menos de três horas aguardando para ser atendido por um médico particular? Eu já trabalhei em uma clínica particular dessa cidade e vi muitas pessoas bravas alegando que estava pagando caro e queriam ser atendidas. Olha que isso foi há quase 13 anos, de lá pra cá nada melhorou, piorou é bem verdade. Antes tínhamos, além desse que existem sem dá conta do recado, mais um hospital particular, que se transformou no Regional. 
Quem é servidor público estadual pode pagar um plano de saúde oferecido pelo Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará, é o famoso Plano de Assistência à Saúde - PAS. Quem  adere a esse plano de saúde tem descontado 6% de seus vencimentos, como no Estado o salário médio é 3,5 mil reais, qualquer pessoa não paga menos que R$ 210,00. Isso dá direito a ele e seus dependentes. 
Seria uma boa se o plano funcionasse aqui no interior, porém a verdade é que o plano só funciona na capital. Aqui em Marabá nunca funcionou. Recebi hoje na sede do Sintepp, um professor aposentado vindo de São João. Ele reclamava, e com toda a razão, que havia feito a consulta e o médico solicitou uns exames, e que, ao chegar no laboratório para realizar esses exames, foi informado de que a cota do IASEP já havia sido usada. Sei também de uma servidora indignada que faltou serviço três vezes para fazer uma consulta de vista e não conseguiu devido o mesmo problema da falta de cotas.
Vejam bem que absurdo! O Instituto tem uma reduzida cota de consultas e exames para atender Marabá e região! Enquanto que na capital e região metropolitana os usuários desfrutam até de atendimento domiciliar. Nós aqui do interior pagamos o luxo desfrutado na capital. Acho que está passando da hora de nos reunirmos e fazer uma nota pública contra essa administração do IASEP, esse descaso que há aqui com a nossa Região, são muitos usuários filiados que eles não vão querer perder. 

Reações:

9 comentários:

  1. dificilmente faço uso do iasep, porém, este mês precisei fazer uma consulta com um oftalmologista, cheguei a marcar entretanto quando chegou o dia me disseram que a consulta havia sido adiada para o dia 09 de abril por conta da cota. Eu pago todos os meses e quando precisei aconteceu isso,realmente é vergonhoso o que acontece com os servidores do interior.

    ResponderExcluir
  2. Realmente esse IASEP aqui em Marabá é uma negação,minha mãe é servidora estadual aposentada por tempo de serviço e quando precisou foi orientada ir para Belém pois lá o serviço é mais eficaz e o interior paga sim pelo luxo de quem mora na capital.Mais por falar em saúde aqui em Marabá o gestor fica dizendo que há falta de recursos e que o municipio ainda tá em crise más para inventar cargo comissionado tem dinheiro,no HMM inventaram um cargo de COORDENADORA DE RH para um setor que tem apenas 4 servidores e esse cargo desde da existencia do HMM nunca existiu e nem há necessidade,e agora mais um,inventaram uma espécie de DIRETORA ADMINISTRATIVA NOTURNA para ficar 6 horas de seguna a sexta no HMM sem fazer nada,e é por isso que o gasto com pessoal é um absurdo ficam inventando cargo comissionado ai querem penalizar os servidores que realmente trabalham,o JS tá igual ao Maurino,perdido que nem cego em tiroteio com tanto vereador querendo cargo comissionado para seus cabos eleitorais.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vc Aurismar, temos q nos mobilizarmos a fim de conseguimos melhorias no atendimento do IASEP aqui em Marabá e em todo o interior. É inviável pra nós servidores, sempre q necessitarmos de atendimeto, nos deslocarmos para Belém! Interessante disso tudo é que no momento do credenciamento ouve-se o mesmo bla bla bla de que estão fechando contrato com isso e aquilo, nos deixando falsas espeanças de melhoria no atendimento... Tudo ilusão!!!! Prof(a) Rita

    ResponderExcluir
  4. Ei TIÂO ti liga ai nas criticas dos professores, quanto ao atendimento do IASEP aque em Maraba, quando agente reclama la dos atendimentos a resposta é não foi feito convenio ainda, o que fas aquele cordenador Costinha? nada, pois empre ele tem como resposta, sempre o mesmo bordão: vou falar ao CHEFE.

    ResponderExcluir
  5. Companheiros...vamos pedir que o secretario de cultura passe a sacolinha pra arrecadar dinheiro para ajudar a educação de marabá, o Claudio Feitosa é o cara.
    ele meteu a mão no bolso dos empresários de marabá e mandou vê.

    valores dos shows:
    Djavan...380 mil, Zeca pagodinho... 270 mil, Zeca baleiro... 160 mil,
    lia soares... 80 mil.
    dizem que esses valores é so dos caches,não esta incluído passagens,hospedagem e alimentação e os 10% da equipe.
    O circo é mais rentável que os 3% da população que são os servidores municipal.

    ResponderExcluir
  6. o IASEP em Marabá não funciona mesmo, que plano de saúde é ésse? É só para o governo poder falar aos quatro cantos do estado que o servidor estadual tem um plano de saúde? ele poderia falar da seguinte forma: O SERVIDOR DO ESTADO DO PARÁ EM BELÉM E ARREDORES POSSUEM O PLANO DE SAÚDE DO ESTADO. Isto porque nós do interior não temos nada nem mesmo um plano de saúde pelo qual pagamos mensalmente. Cadê os nossos representantes que fecham os olhos para isso? Eu sou servidora do estado e sofro as consequencias desse descaso.

    ResponderExcluir
  7. Eu mesmo em janeiro consegui marcar uma consulta de vista só pra Maio.

    ResponderExcluir
  8. O Governo precisa melhorar os atendimentos em marabá, varias áreas da medicina não temos principalmente para os Idoso, Geriatra, e Urologista.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.