sexta-feira, 8 de março de 2013

E COMO ESTÁ A FAMÍLIA DE MARIA ELITÂNIA?

Não dá, não tem como saber a dor que essa família está passando. A morte de Maria Elitânia Marques e seu bebê precisa ser esclarecida, não pode se tornar mais um número nas estatísticas de mulheres grávidas que morrem por erro médico. 
Fiz uma pesquisa no Google sobre esse tema, e, em trinta e um segundos obtive 115 mil resultados. significa que esse tipo de crime é comum de acontecer no Brasil, em pleno século XXI. "Meu deus, isso acontecia há tempos quando não se tinha médico e hospitais a gente tinha que ganhar o menino em casa", foi  essa indignação que ouvi de uma colega minha professora mãe de tantos filhos e netos. 
Li em uma matéria na internet sobre o caso de Maria Elitânia, o médico alegando falta de material necessário  para se realizar a cirurgia. É claro que isso pode ter acontecido, mas pode ter acontecido também erro do profissional. Não vamos condená-lo de antemão, todavia é preciso considerar seriamente essa possibilidade de erro. Médico, deveria ser, mas, não é infalível. 
Trabalhei, há um tempo atrás, na minha época de estudos, em um hospital particular da cidade, conheci muitos médicos, sei que nesse meio há, como em todas as profissões, os bons e os maus profissionais. Vi casos de médicos deixarem a paciente gritando de dores em cima de um banco da recepção por não ter condições de pagar uma consulta. Vi também um ou outro que atendia primeiro a parturiente para depois saber se foi paga ou não a consulta. 
Sabemos que Marabá foi deixada em situação de emergência, na saúde principalmente, faltava de tudo, porém não podemos ter isso como desculpa para não investigar o caso como deve ser feito. O corporativismo que existe entre os médicos, e todos sabem que existe, não pode imperar dessa vez. A família de MARIA ELITÂNIA MARQUES não terá o que comemorar nesse dia da mulher. 


Reações:

8 comentários:

  1. Fico muito indiguinado quando vejo os tele jornais noticiando mortes de Mulheres em pleno trabalho de parto, e isso acontece não só aqui em Maraba, ou no Para, é um desrrespeito com elas em todo o Brasil, so lembrando o caso daquela senhora no Rio de Janeiro, que saiu do municipio de Duque de Caxias, passou por mais dois hospitais la da zona metropolitana e veio a obito no dia seguinte na porta de um outro hospital ja na capital. Eu só não entendo mesmo, é a atenção que é dada a uma Baleia quando encalha em uma praia la no Rio de Janeiro, ai é um Deus nos acuda, ai logo aparece todo o corpo de bombeiros, barcos da Marinha, medicos biólogos,Elicoptero do ibama, mais um pelotão de voluntarios, ambientalista de todos os canto do Brasil logo se articulam pra mandar ajuda, e no final a Baleia vai embora viva sem um arranhão no lombo, ai todo mundo vibra!!!!!!! e a familia das Elitanias das MARIAS vão sempre faser falta pra seus antiqueridos.

    ResponderExcluir
  2. Sim, o ser humano está sendo tratado como cachorro, e olha q tem cachorro de grã fina q come filé e tem coleira de brilhantes... Hoje em dia só valemos pelo q temos... Até quem paga uma consulta enfrenta meses para ser atendido, imaginem quem nao pode pagar... FIM DOS TEMPOS!!!

    ResponderExcluir
  3. Pergunto ao amigo anonimo das 08, de março, baseado em seu texto onde se diz que que tem este aparato todo dos orgão governamentais pra salvar um animal, até que não acho errado, desde que os seres humanos tambem tivessem o mesmo tratamento dados a ambos, vai ai esta dica ao Prefeito João Salame, porque ele não coloca o Dr. Jorge Bichara na SAUDE, ja que ele vivi tratando bem: Onça Gato Jacaré, e Macacos.

    ResponderExcluir
  4. Realmente está acontecendo um descaso com a vida do ser humano por parte dos administradores que elegemos. Seria bom dividirmos essa culpa, já que não fomos obrigados a votar em nenhum dos que hoje são detentores de mandatos e que viram as costas para a saúde e educação pública, principalmente. A AMAT agora não é mais interessante. Isso parece com o que chamam de "dor de cotovelo", quando o sujeito é trocado por outro pela namorada. Se a AMAT é um prostíbulo, porque tanta briga por esse bordel? Ou será que era intenção do prefeito ser eleito e depois, igualmente Nero, atear fogo nesse bordel? Se essa era a intenção, foi louvável. Eu que moro em Marabá há cerca de 30 anos, desconheço os préstimos da AMAT para com Marabá e região. Mas talvez eu, desinformado que sou, não tenha percebido as vantagens da AMAT.

    Perde-se tempo e dinheiro com a AMAT, enquanto os municípes das cidades afiliadas morrem nas portas de seus hospitais públicos; um batalhão de pessoas saem das escolas na condição de analfabetos funcionais; as estradas de ligação entre esses municípios estão no chão batido e cheios de crateras; ruas com esgoto escorrendo pelas sarjetas, isso no caso em que existem sarjetas, pois a maioria das ruas das afiliadas é de chão batido; menores, idosos e doentes mentais abandonados à própria sorte sobre as praças e logradouros públicos... Enquanto isso os prefeitos associados mostram seu ego.

    ResponderExcluir
  5. Complementando... E se a morte da mãe e do bebê tivesse acontecido na gestão do Maurino, a repercussão nos meios midiáticos, inclusive nas redes socias, teria sido enorme. Então a máxima que diz que o pau que dá em Francisco é o mesmo que dá em Chico, não vinga por essas paragens.

    ResponderExcluir
  6. Amigo Adir concordo com vc em tudo, pois se esta morte da mãe e do bebé fossem na gestão do desgoverno Maurino a repercussão nas midias teriam sido estrondosa, ate parecce que naquela passeata das mulheres de lutas feita no dia internacional das mulheres, eu pensava que as mesmas iriam protestar la na frente do materno infantil, e que elas se revesariam em seus discursos inflamados cobrando do prefeito as mudanças que elas tanto esperavam, mais nem se quer pararam na frente da delegacia das mulheres, ou enserraram seus manifesto em frente a suas associacões, tudo mfoi diferente da quela famosa marcha das mulheres na época da campanha pra prefeito, aonde elas cobravam mais saude pra mulheres, melhores tratamentos pras mulheres gravidas, e que nem uma mulher neste municipio ficasem mais que trinta dias pra faser um exame de colo do utero, ou uma mamografia. Adir acredite se quiser nada disso foi pedidos aos berros como fora antes, tudo terminou na porta da prefeitura com elas tendo direito a tudo na fala do prefeito João Salame. AH!!!!!mais foi bonito.

    ResponderExcluir
  7. Todo esse caos na saúde em todo Brasil é culpa de nada mais nada menos da CORRUPÇÃO,o mais preoculpante não são os CORRUPTOS.LADRÕES e sim o SILENCIO DOS HONESTOS."

    ResponderExcluir
  8. Adir tambem vou concorda com tigo, pois o pau que dona Rosalina quebrava nas costa do Francisco, hoje ela usa pra alisar a do Chico, falo sem paixões politicas, pois sou morador aque das laranjeiras proximo a feira coberta do bairro, aque nesta feira ela quebrava o pau no lombo do ex. prefeito Tião denuciando a venda de bebidas alcolicas aqui na feira, com as desculpas de que as Sr. donas de casa ja não estavam frequentado mais a feira, pois a mesma estava se trasformandos aos domingos em um cabaré da Capixaba. Tião veio reuniu com elas e suas senhoras de um arco iris, e logo no outro domingo ja não se vendia mais bebidas alcolicas aque na feira, hoje esta feira se trasformou-se em um favelão, as calçadas são ocupadas por,camelores e bancas de jogatinas, cachaça e musicas altas é que rola aque, cade vc Rosalina e suas mulheres do Arco Iris?

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.