quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

VOTAÇÃO NA CÂMARA HOJE

Ontem dia 06/10, estivemos todo o dia reunido com representantes do governo e com os vereadores analisando os projetos de lei que visam alterações no PCCR  e na lei do Vale-Alimentação entre outros. Ao todo foram 27 projetos analisados pelos vereadores. Desses, 5 dizem respeito diretamente a educação: o que autoriza o executivo municipal a realizar contratações de servidores temporários para a secretaria municipal de educação, o que trata sobre a eleição para diretor e extinção do cargo de vice-diretor, o que faz alterações ao vale alimentação, o que trata das mudanças referente às gratificações de mestrado e doutorado: o projeto apresentado pelo executivo previa a redução para 30% mestre, que hoje é 100% e 60% para doutor que hoje é 150% (lembrando que há hoje na rede apenas 5 mestres e nenhum doutor) e o das gratificações de comissões.
O projeto que disciplina a eleição de diretor e extingue o cargo de vice sofreu algumas alterações importantes: fica mantido o cargo de vice-diretor nas escolas de grande porte mantendo uma gratificação de 20%; diretor pedagógico e diretor educacional não terão portaria, mas ficarão com a gratificação de 15%; as gratificações do diretor administrativo fica da seguinte forma: 20% pequeno porte, 25% médio porte, 35% grande porte; no entanto esse projeto foi retirado de pauta porque precisa ser melhor ajustado ao PCCR, portanto não será votado hoje; o projeto do vale-alimentação não será votado porque estava diferente do que foi acordado em mesa de negociação; as gratificações de mestrado e doutorado ficou aquilo que foi acordado na mesa com a representação dos três sindicatos e da secretaria de educação: 50% mestre e 75% doutor; as gratificações por participação em comissões especiais serão reduzidas de 100% para de 60% a 100% sobre o salário base (por exemplo, a comissão que criou o PCCR, a comissão que reformulou o RJU, etc).
SOBRE AS CONTRATAÇÕES:
PROJETO DE LEI Nº 040, DE 11 DE JANEIRO DE 2013.
Autoriza o Executivo Municipal, a realizar contratação de servidores temporários para a secretaria Municipal de Educação, para os cargos que especificamente e, dá outras providências.
ANEXO ÚNICO
1- RELAÇÃO DE HORAS-AULA POR DISCIPLINA DISPONÍVEL NA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO NA ZONA URBANA E RUAL PARA O ANO LETIVO DE 2013.
  1. Língua Portuguesa: zona urbana --- zona rural: 4800
  2. Lingua Inglesa: zona urbana: 3970 zona rural: 2000
  3. Matemática: zona urbana: 2080 zona rural: 4800
  4. História:  zona urbana: --- zona rural: 2530
  5. Geografia: zona urbana: 1345 zona rural: 2540
  6. Ciências Físicas e Biológicas: zona urbana: ---- zona rural:2800
  7. Educação Física: zona urbana: ---- zona rural:2600
  8. Artes: zona urbana: 3475 zona rural:2020
  9. Educação Religiosa: zona urbana: 910 zona rural: 1110
  10. Estudos Amazônicos: zona urbana: 1435 zona rural:2500
  11. Educação Geral: zona urbana: 14000 zona rural:9700
TOTAL: 64.615 horas
Observação: Para os anos finais (Disciplinas específicas) poderão ser contratados Licenciados nas áreas ou Concursados a Licenciatura, preferencialmente no 3º período.
2_ PESSOAL DE APOIO PARA CONTRATAÇÃO ZONA URBANA E ZONA RURAL/2013.
  1. Agente de  Conservação: zona urbana: 120 zona rural:---
  2. Auxiliar de Secretaria: zona urbana: --- zona rural:60
  3. Instrutor de Música: zona urbana: 10 zona rural:---
  4. Merendeira: zona urbana: 218 zona rural: 50
Total Geral: 458
Esse projeto está em pauta e será votado hoje na Câmara Municipal de Marabá.

Reações:

32 comentários:

  1. Professor Aloisio Rêgofevereiro 07, 2013

    Bom dia companheiro Aurismar, esclareça por favor o que significa educaçao geral 14000 horas aula não entendi, e os pedagogos de quantas horas-aula a prefeitura necessita.Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Educação geral é o ensino do fundamental menor, do 1º ao 5º ano. Se for dá 200 horas para cada professor serão necessários 70 professores, se for dá 100 horas serão necessários 140 professores. Ok.

      Excluir
    2. Professor Aloisio Rêgofevereiro 07, 2013

      Obrigado Professor pelo esclarecimento oportuno

      Excluir
  2. Aurismar, e quanto a questão da carga-horária suplementar, quando será decido se essa proposta será aceita ou não?

    ResponderExcluir
  3. Parabéns colegas por conseguir manter o cargo de vice diretor, não permiter que houvesse mais redução na gratificação de mestre e doutor e princiaplmente a oferta de contrato para qualquer profissional habilitado para o cargo independente de filiação partidária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Afinal o cargo de vice para todas as escolas ficou mantido ou só para as de grande porte? RESPONDA-ME!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. Pelo projeto apresentado pelo prefeito ficou mantido apenas o vice-diretor das escolas de grande porte com gratificação de 20%. Mas esse projeto ainda não foi votado pela câmara.

      Excluir
  4. Vai ter contrato para Pedagogo?
    Quando vão chamar as pessoas do concurso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedagogo entra na educação geral (1ª a 4ª série) são 14000 horas para contrato.

      Excluir
    2. Meu deus pra que contratar pedagogo. se foi chamado mais de 300 no concurso que ainda nem venceu?eles querem é empregar.A semed virou um grande cabide.E que sofre é servidor efetivo .

      Excluir
  5. E o salário de dezembro o que foi decidido?

    ResponderExcluir
  6. Caro Aurismar, afinal os vices diretor de médio porte é certo que sairão ? Pois preciso de algo concreto para procurar uma lotação em outra função. Por favor responda-me

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No projeto apresentado pelo prefeito só se mantem o vice-diretor das escolas de grande porte com a gratificação de 20%.

      Excluir
  7. PROF RAIMUNDOfevereiro 07, 2013

    AURISMAR NA SUA POSTAGEM ESTÁ AFIRMADO QUE OS DIRETORES PEDAGÓGICOS E ADMINISTRTIVOS NÃO TERÃO PORTARIA. ENTÃO, QUEM NA ESCOLA FICARÁ RESPONSAVEL PARA ASSINAR DUCUMENTAÇÃO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi erro meu, quem é o diretor pedagógico e o educacional.Já corrigi.

      Excluir
  8. Aurismar, a lei assegura a gratificação mestrado de 100% para àqueles que haviam sido enquadrados pelo Plano vigente? E como ficará a gratificação de doutorado para nós, que já fomos enquadrados, pelo atual PCCR?
    Muito grato, querido, e parabéns pelo seu blog - um excelente e imparcial veículo de comunicação para nós professores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem já é mestre (são apenas 5 na rede municipal) que ganha os 100% não perde, é direito adquirido. Se fizer doutorado... bem ai é outra história, vamos ter que investigar para termos uma resposta.

      Excluir
  9. Aurismar, e os contratos para merendeira gostaria de saber como vai ser, porque dizem que temos que ir atras dos vereadores para que eles possam nos indicar, essa informação está correta?

    e quem não tem conhecimento com vereador vai ficar sem contrato?

    preciso da respposta, OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  10. AURISMAR, HÁ PREVISÃO DE QUANDO SERÃO CHAMADOS OS PROFESSORES APROVADOS NO ÚLTIMO CONCURSO?

    ResponderExcluir
  11. AURISMAR, QUAL A JUSTIFICATIVA DA PREFEITURA PARA A DEMORA NA CONVOCAÇÃO DE PROFESSORES APROVADOS NO ÚLTIMO CONCURSO, SENDO QUE EM CERTAS DISCIPLINAS AINDA HÁ APROVADOS QUE PODERIAM SEREM CHAMADOS.

    ResponderExcluir
  12. Camarada esse é um ato administrativo da prefeitura, não tenho essa resposta. O que sei e tenho gravado foi o que o prefeito ordenou na última reunião da mesa "comece chamando os concursados" disse ele ao Bressan, se não se cumpriu não sei o porquê.

    ResponderExcluir
  13. Aurismar, e os contratos para merendeira gostaria de saber como vai ser, porque dizem que temos que ir atras dos vereadores para que eles possam nos indicar, essa informação está correta?

    e quem não tem conhecimento com vereador vai ficar sem contrato?

    preciso da respposta, OBRIGADA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é oficial, mas é isso que está acontecendo. É bom você correr a disputa está feia.

      Excluir
    2. Aurismar falaram sobre um concurso, pra quando será? será ainda este ano ou para o que vem?

      Excluir
  14. A disputa ta feia p pegar uma vaga, toda MARABÁ deixando curriculos e documentos com vereadores, ja mexi meus pauzinhos também!!! E sera q quem comecou a dar aula dia 28 de janeiro, recebera fim de fevereiro???

    ResponderExcluir
  15. Os vereadores aqui estão sendo como bóias num afogamento, temos q nos agarrar em alguma!!! Ta caótico!!!

    ResponderExcluir
  16. Essa data está certa? Ontem dia 06/10!

    ResponderExcluir
  17. Aurismar ao meu ver a mobilização deveria ser outra. Os prefeitos do Pará juntamente com o Governador deveriam se mobilizar e ir até Brasilia brigar pela complementação da UNião , buscar recursos junto ao Bnds para se investir em infraestrutura , cortes caso necessario deveriam ser feitos para amenizar a situação do momento deixada pela administração anterior. Poderíamos até discutir uma ampliação do numero de aluno em sala num primeiro momento até que se sane as dificuldades depois se voltaria ao numero de alunos adequado , aceitar perder direitos com essa conversinha fiada que depois que as coisas se acalmarem eles serão devolvidos pra mim não é admissível.

    ResponderExcluir
  18. Aurismar, eu como pessoa física posso fazer essa denúncia ao MP sobre a contratação do povo, sendo que ainda há centenas de pessoas que foram aprovadas no concurso público.Ou você acha que isso não deve ser caso de MP?

    ResponderExcluir
  19. Tenho um jeitinho de tornar nacional esse mensalinho que houve em Marabá e essa falta de vergonha que está acontecendo de novo em contratar pessoas indicadas pelos senhores vereadores de Marabá.

    ResponderExcluir
  20. Veja bem, companheiro, a justiça garante a administração pública a contratação de servidores temporários, talvez seja questionável a forma como se dá o processo. Com relação aos concursados, a obrigatoriedade de chamamento, só acontece dentre aqueles que foram aprovados e classificados dentro do número de vagas ofertadas e não dentre todos os aprovados. Por exemplo, são ofertadas 220 vagas para o cargo X, 300 candidatos passam no concurso, serão chamados os 220 que obtiverem as melhores notas e não todos os 300 que obtiveram aprovação; mas, se for do interesse da administração, esses poderão ser chamados. Como pessoa física você tem todo direito de ajuizar ação no ministério público.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.