terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

VEREANÇA ADMINISTRATIVA - ISSO NÃO EXISTE



Há algumas coisas me incomodando desde quando tomei conhecimento. E, desculpem-me meus aliados políticos, se é que assim posso dizer; mas quando algo me incomoda tenho que por para fora caso contrário não consigo dormir. O dia é longo, a batalha é ferrenha, tenho que descansar bem para o dia que segue - olha que já são quatro da manhã. Essas coisas ficam sendo sopradas em meus ouvidos por aquela mesma bichinha que andou assoprando maldades nos ouvidos do vice-prefeito na conturbada transição do desgoverno Maurino para o neogoverno Salame.
A primeira delas é a de que cada vereador tomará conta de um Posto de Saúde, sacanagem não é mesmo? Vereador tomando conta de Posto de Saúde!? Como assim tomando conta? Será ele o administrador, o indicador político ou o que? Posto de Saúde é de responsabilidade do Secretário de Saúde, ele é quem deve gerir todas as demandas da rede. Essa pastilha se vingar, peca e cai mucha. Não adianta que não vai dá certo. 
A segunda é a história já confirmada, não oficialmente; mas nos bastidores, de que cada vereador recebeu uma cota de indicações para os servidores a serem contratados. Que história é essa, rapaz?! Calma, eu explico. Que vereador sempre empurrou os seus na administração pública isso é fato, só que agora parece que o negócio virou caso oficial. Antigamente, por exemplo, se na EMEF Sossego do Maurino estivesse em falta um professor de geografia, qualquer professor formado na área com disposição de carga-horária, que não fosse concursado, poderia se apresentar à diretora da escola, que iria fazer a lotação do professor e apresentar à Secretaria de Educação. Nos meus doze anos como professor do município, nunca vi nenhum nome ser rejeitado, nessa situação. Agora não é bem assim. O diretor primeiro perguntará ao servidor: "_ quem foi o vereador que lhe mandou". O professor vai responder: "_ o vereador Astrogildo Mamata". A diretora vai verificar uma lista de vereadores e cotas preenchidas e vai dizer: "_Sinto muito, mas esse vereador já preencheu a sua cota". Ou então, está lá o professor contratado via tradicional (aquela que explicamos como era) dando a sua aula. De repente recebe um comunicado para comparecer à sala da diretora, quando então será comunicado: "_Sinto muito, como o senhor não foi indicado por nenhum vereador, o senhor pode ir embora, chegou um professor com a indicação do vereador Astrogildo Mamata". 
É hilário isso, muito hilário; mas, vai que cola! Está errado, meu povo! Não é assim que se faz política! Não entendo. A ideia não era reter gastos? Não era para se evitar contratações? Quer dizer que cargo público agora vai virar moeda de negociação entre prefeito e vereador?  
Antes que alguém diga: "não é o prefeito de vocês?". Não, não é o meu prefeito. Quem tem prefeito é a cidade. Apoiei e pedi voto aos candidatos que julguei terem as melhores propostas como qualquer cidadão poderia ter feito, porém isso não significa que devo aplaudir, e nem o farei, todos os atos, quer sejam ou não legais, do prefeito o do vereador. 
Vamos separar as coisas. Vereador vai legislar em prol da municipalidade e fiscalizar os atos da administração. O prefeito vai administrar com base na sigla LIMPE: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. São os princípios que regem a administração pública.

Reações:

43 comentários:

  1. isso é imoral, ilegal e engorda (os bolsos deles). Essa câmara é a cara da desmoralização. Uma vergonha. Qdo olho pra os q foram reeleitos (e alguns q não foram) é inevitável não pensar: qta safadeza!

    ResponderExcluir
  2. EM UMA CÂMARA PRATICAMENTE TODA DO LADO DO PREFEITO AINDA TENS DUVIDAS DO QUE ELE SUGERIR NÃO SER APROVADO? EM UM MUNICIPIO A BERA DA FALENCIA, AGONISANDO NA BOCA DE UM ABISMO FINACEIRO, E QUE SE DIZ FAZER DE TUDO PARA ECONOMIZAR E AI APARECE ESSA MESMA CAMARA DE VEREADORES RECEBENDO 22 VEICULOS TODOS ZERO BALA PAGANDO UM ALUGUEL MENSAL NO VALOR DE 50 MIL REAIS, ISSO AI É O TAL CORTE DE GASTOS? ENQUANTO SE CORTA GTI DE SERVIDOR, SE TIRA E POE PROFESSOR TODA HORA NA SALA DE AULA, PARA SE DIZ "ECONOMIZAR" ESSA MESMA CAMARA FAZ ISSO E AINDA VEM ME DIZER QUE NEM SABE O SIGNIFICADO DA PALAVRA MENSALINHO

    AGORA OUSO UMA FRASE DE UM OTIMO FILME REGIONAL

    "AGORA BEM AI"......

    ResponderExcluir
  3. Isso tudo eh a mais pura verdade.... o prefeito jamais ira deixar de agradar os vereadores, ele pode esta mostrando trabalho, mas em se tratando de politica, tudo eh sujo... e ja tem secretarios perseguindo concursados para abrir espaço pros deles...e o prefeito vem com essa de nao contratar, conta outra....

    ResponderExcluir
  4. Caro colega, que coisa feia isso! Em pleno século XXI! Para pagamento de servidores é tudo assim. Quando sai é parcelado! E os vereadores ganhando carros, recebendo extras para serem pagos com o nosso salário. Francamente!!! " Oh Marabá, Terra de muro baixo."

    ResponderExcluir
  5. Oh companheiro Francisco e companheiro Aurismar...pior que a essas alturas do campeonato, já bateu a pedagogia da desesperança sabe? Lembro de uma frase de um professor na faculdade. Ele dizia: "calma gente, eu tenho duas noticias pra vcs, uma boa e uma ruim...A boa é que ESSAS COISAS SEMPRE EXISTIRAM e a ruim é que VAI CONTINUAR ASSIM" Sabe ando tão decepcionada com esses seres que se dizem humanos, que essas práticas nem me escandalizam mais, como diria Guevara "Quando o extraordinário se torna cotidiano é a revolução". Nesse caso é " quando a corrupção não se tornar cotidiana, aí sim é a revolução...afinal de contas...o que vai acontecer? nada...o que aconteceu com o Maurino??? NADA!!!! o QUE ACONTECEU COM A JUÍZA pISSOLATI QUE PINTOU E BORDOU DEFENDENDO tanta arbitrariedade? NADA"!!!O que aconteceu com os vereadores que compraram voto DESCARADAMENTE? NADA NADA E NADA....e é isso que vai continuar acontecendo? NADA, NADA E NADA....

    ResponderExcluir
  6. aqui na escola estamos acompanhando os blogs do sintep e o seu, são tantas coisas que deixam a gente com a cabeça "embaralhada", agora mesmo eu sorri muito lendo o texto acima. Porque não é pra rir, mas parace piada mesmo! Eu só posso pedir a Deus que aja "mudanças" pra melhor e não p piorar a situação dos educadores de Marabá.
    Estamos por aqui... professora Fátima Tabosa lotada na sala de informática

    ResponderExcluir
  7. É pra rir ou p chorar!!! tenho pedido a Deus que as "mudanças" sejam pra melhor e não p piorar a situação dos servidores da educação. acompanhando sempre as postagens,
    por Fátima Tabosa!

    ResponderExcluir
  8. É por isso que dizem que na política até boi voa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu não queria nem ri, mas com essa....é verdade

      Excluir
  9. E os concursados,não vão ser chamados?

    ResponderExcluir
  10. Amigo Aurismar, estou querendo digerir tudo isso! Quer dizer, que, pagamento de dezembro amarraram no rabo do gato e soltaram fogo, como dizia minha avó. Vereadores podem estar indicando quem trabalhará nos postos de saúde? Oh meu DEUS!
    Recuso-me a acreditar que o nosso prefeito, eleito pelo povo e a Educação de Marabá, aceite isso.
    Assisti uma reunião com o prefeito João Salame e saí com tanta esperança nas palavras dele. Foi algo assim; " Sou político de sangue nas veias, não vou admitir que vereador algum, faça fila no meu gabinete e na minha porta para indicar quem quer que seja, principalmente para perseguir alguém. Sou um governo democrático e sou a favor de eleição na Educação. Porém estudaremos a melhor forma de realizá-la. Pagamento de dezembro, será pago, conforme sobra da contra-partida do fundo de participação. Se não pagar todo até o dia 30 de janeiro, mais uma parcela sai.O salário dos professores tem que ser garantido e não vou admitir o contrário." Saí de lá quase gritando; Esse é o homem que precisávamos na prefeitura. Meu coração palpitava forte.
    Agora estou no conflito interior. Será que mais uma vez vamos ser ludibriados? Não quero acreditar nisso! DEus vai proteger o João Salame e ele saberá se sair dessa sem prejudicar alguém.
    Esse é meu desabafo, vamos que vamos!!!

    ResponderExcluir
  11. Aurismar, parabéns pelo se Blog gostamos muito dele aqui na nossa Escola nós professoras e outros servidores só nos informamos por ele.Uma situação tem nos deixado preocupadas é o caso de uma Faculdade que algumas colegas estudam, e tudo indica que na realidade perderam seu dinheiro.Você tem alguma informação sobre a Faculdade IHELC nos ajude, pois no site do MPF fala o seguinte:
    Instituto Educacional Heitor de Lima Cunha (IHELC)

    No site desta instituição (http://ihelc.com.br/portal/) havia a informação de vários pólos no Estado do Pará, Tocantins, Maranhão, Goiás e Amazonas, onde oferta cursos de graduação, entre outros cursos.
    Após pesquisa no site do MEC (http://emec.mec.gov.br/) constatou-se que a referida instituição não possui autorização do MEC para ofertar cursos de graduação nem no município de Imperatriz/MA, tampouco em Araguaína/TO.
    Mesmo com os fortes indícios da oferta de cursos de graduação a referida instituição manifestou-se no sentido de que oferta única e exclusivamente cursos livres.
    Em razão disso, o MPF recomendou à instituição que suspenda a propaganda irregular e as atividades acadêmicas dos cursos que promove sem autorização do MEC. O IHELC também foi alertado pelo MPF a não dar início às aulas dos cursos irregulares sem o ato de credenciamento, autorização e reconhecimento junto ao MEC.

    O IHELC informou que acatou integralmente a recomendação e que alterou seu contrato de prestação de serviços educacionais e dos seus folhetos de divulgação, de modo que estes instrumentos não mais fizessem referência a cursos de graduação e pós-graduação, mas tão somente cursos livres.
    Com o objetivo de averiguar se de fato a instituição não oferta mais cursos superiores de forma irregular, o MPF oficiou às Promotorias de Justiça dos municípios nos quais a instituição atua para que estas, a título de colaboração com o Ministério Público Federal, encaminhem informações acerca da continuidade ou não da oferta de cursos superiores pelo instituto, ou mesmo, qualquer espécie de propaganda/divulgação relativa a cursos de graduação e pós-graduação naqueles municípios.
    Qualquer pessoa que tiver informações sobre a continuidade ou a abertura de cursos irregulares pelo IHELC pode encaminhar denúncia ao MPF pelo e-mail denuncia@prpa.mpf.gov.br com o maior número de detalhes possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é um absurdo Aurismar, eu sou estudante do curso de Pedagogia do IHELC em (Marabá) pelo menos era acho, todas nós devemos nos reunir e ir saber da verdade com a coordenadora Dulce, ela anda se escondendo no Municipio de Marabá, quem tiver noticias e souber onde ela mora avise no Site.Senhor Prefeito João Salame, soubemos que ela é funcionária da prefeitura nos ajude a resolver esse problema por favor, precisamos saber se o nosso curso feito nessa instituição tem valor e nosso diploma vai ter validade, quem souber do paradeiro dessa senhora enrolona ajudem a todas nós alunas do curso de pedagogia, quero me formarrrrr.Socorrooooo...

      Excluir
  12. Bem q me falaram isso, eu pensei q era boato, numa escola na nova maraba ja houve a chegada de profs indicados ( e acho q nem concursados são ) , o diretor ficou " tiririca" !!! P vcs verem q para os 22 carros, tem verba, mas p nos pagar o referente a dezembro, NADA!!! Estou lisa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É LAMENTAVEL ESTA SITUAÇÃO. UMA VERGONHA PARA O MUNICIPIO. ATÉ PARECE COISA DE PRINCIPIANTES POLITICOS OU "DESAMOCRACIA". QUE PENA!

      Excluir
    2. Parece que o atual prefeito esta confundindo o gerenciamento do municipio com a gestão publicitaria. Quando não há noticia interessante faz-se necessario "cavar" e "gerar polemicas" pois só assim o jornal vende. É impressão minha ou estão tentando combater um suposto desastre de governo com outro ainda maior. Que decepção! Longe de mim querer ser saudosista com a gestão anterior, mas ao menos nesta época o discurso girava em torno do resgate dos direitos do servidor e agora o que Sr. Salame quer fazer é imoral.

      Excluir
  13. E os concursados?

    ResponderExcluir
  14. Não acredito que escolhi errado os meus candidatos... tava na hora da classe fazer uma 'visita" na Câmara com umas 300 pessoas para tirar alimpo essa história...

    ResponderExcluir
  15. Apenas complementando com uma pequena continha de matemática o comentário do Francisco Sousa relativo aos veículos alugados. Com os 50 mil reais mensais de aluguel, o locador poderá, se quiser, comprar dois veículos novos a casa mês, o totaliza 24 veículos por ano e 96 veículos ao longo dos quatro anos. Sem contar que no final do contrato ainda terá os 22 veículos. É um grande negócio. Os vereadores ainda terão uma cota de combustível e mais algumas regalias. Tudo bancado pelo povão que votou em troca de alguma coisa, que só cada um sabe o que é.

    ResponderExcluir
  16. Somente quem é tolo acreditou que poderia ser diferente... Nem precisava ser vidente para saber que isso aconteceria, as alianças já diziam tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais tolo ainda é quem não acredita e desiste de tentar mudar e se fecha numa redoma de teorias universitárias.

      Excluir
  17. Mais uma indignação isso sim, pois só se confirma que esses boatos são verdade mesmo, escutei essa história em duas escolas de vereadores que possuem uma lista de pessoas para contratos, de remover concursados para sala de aula e colocar os indicados tanto de vereadores como de colegas de pessoas da Semed.

    ResponderExcluir
  18. Faço minhas as palavras do colega acima que disse que já bateu a pedagogia da desesperança e que nada foi feito nem com Maurino, nem com a Juiza Pissolati, nem com os vereadores que venderam seus votos e muitos foram reeleitos.
    É tanta injustiça e corrupção só sei que como nada dura para sempre aqui a quatro anos tem eleição e como diz o velho ditado: Escreveu e não leu o pau comeu!!!!

    ResponderExcluir
  19. Não vou generalizar que todo politico é corrupto apesar da maioria ser, deve ter um ou outro que se salva assim espero, pois bem, me pergunto pra que tanto vereador se na hora deles defenderem o direito da população são poucos que tomam a frente e se comprometem, me recordo da época não muito distante que queríamos cassar o Maurino faltou assinatura e principalmente a coragem de alguns vereadores de aparecer na câmara. Mas na hora que querem voto fazem campanhas e promessas absurdas.

    ResponderExcluir
  20. sim, todo mundo muito euforico com essa nova noticia, mais não esqueço do salário de dezembro, o que o prefeito vai fazer pra pagar? como é que está essa situação?


    quero NOTICIAS!!!! BÚA BÚA

    ResponderExcluir
  21. COMO VOU FAZER PRA SER CONTRATADA COMO MERENDEIRA? TENHO QUE CORRER E IMPLORAR PRA ALGUM VEREADOR TER MISERICORDIA DE MIM? É ISSO? ISSO É O CUMULO DO ABSURDO!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Caro Aurismar,
    Todos sabem que estamos vivendo uma situação complicada na esfera pública, no entanto, se não me falhe a memória, uma das propostas do atual prefeito seria implementar "Escolas de tempo integral". Porém, em nenhum momento ouvir falar sobre esse assunto depois que o Salame assumiu a prefeitura. Outro ponto importantíssimo é a questão de 1/3 de hora atividade. Espero que na próxima assembleia esses referidos pontos sejam colocados em pauta e não caiam no esquecimento.

    ResponderExcluir
  23. Caro Aurismar,
    Todos sabem que estamos vivendo uma situação complicada na esfera pública, no entanto, se não me falhe a memória, uma das propostas do atual prefeito seria implementar "Escolas de tempo integral". Porém, em nenhum momento ouvir falar sobre esse assunto depois que o Salame assumiu a prefeitura. Outro ponto importantíssimo é a questão de 1/3 de hora atividade. Espero que na próxima assembleia esses referidos pontos sejam colocados em pauta e não caiam no esquecimento.

    ResponderExcluir
  24. Companheira Geografia online, primeiro as primeiras coisas. Nada disso foi esquecido por nós. Temos uma carta compromisso assinada pelo prefeito, vamos cobrar isso dele no momento certo, depois que passar essa tempestade.

    ResponderExcluir
  25. Companheiros é bom lembrar, ou melhor é bom não esquecer de que a administração Maurino fez o que fez sem ele ter preparo ou estudo. Agora vamos imaginar o que o "SASA", pode ou irá fazer em Marabá sendo essa pessoa meticulosa e estrategista que esta mostrando ser, o pior tocando a máquina pública do geito que estar?

    ResponderExcluir
  26. Caro amigo Aurismar, segue nota de UTILIDADE PÚBLICA da Prefeitura de Bagre a qual já em 2012 alertava para algumas Instituições de Ensino que estariam enganando nossos colegas professores com cursos que não são reconhecidos pelo MEC, eu fico imaginando como estão essas pessoas hoje vendo seu sonho ir por água a baixo, segue na integra a matéria vinculada pela prefeitura:

    ALERTA! Tome cuidado com as faculdades irregulares
    Caríssimos Secretários Municipais de Educação

    Foi amplamente divulgada pela imprensa local uma lista de instituições que estavam ofertando cursos de nível superior e pós-graduação que não tem registro no MEC, conforme o Sistema E-MEC (http:www.emec.gov.br/) e que são investigadas pelo Ministério Público Federal. Entre os alunos dessas instituições, cerca de 15.000 cidadãos, muitos são professores da rede municipal de ensino.
    Assim, encaminhamos a lista das instituições investigadas e solicitamos o empenho dos secretários municipais em informar à UNDIME/PA o número de professores da rede municipal que foram prejudicados por matricularem-se numa dessas instituições, a fim de a UNDIME/PA contribuir na busca de solução, junto a instituições credenciadas, para a garantia de conclusão da formação dos alunos que já são professores em escolas municipais.
    Aguardamos resposta até o dia 10 de maio para que tenhamos tempo de encontrar soluções.
    1.
    PATEP – Faculdade Teológica do Pará.
    Auto Administrativo nº 1.23.000.002385/2011-70;

    2.
    FAESPA – Faculdade de Educação Superior
    do Pará. Auto Administrativo nº 1.23.000.000626/2011-27;

    3. IDESAL
    – Instituto de Desenvolvimento Educacional São Lucas/Faculdade Reunida. Auto
    Administrativo nº 1.23.000.000512/2012-68;

    4. IESSB
    – Instituto de Educação Superior e Serviço Social do Brasil / OSEAD –
    Organização Social Evangélica das Assembleias de Deus. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000222/2011-33;

    5. IESM
    – Instituto de Ensino Superior do Marajó. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000240/2012-04;

    6. ISEFECHR/PA
    – Instituto Superior de Filosofia, Educação, Ciências Humanas e Religiosas do
    Pará. Auto Administrativo nº 1.23.000.000321/2012-12;

    7. Centro
    de Estudos Avançados Alfa/Proficiência. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000520/2012-12;

    8. FACUNI
    – Faculdade Universal – Altamira. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000579/2912-01;

    9. IBES
    – Instituto Brasileiro de Educação e Saúde. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000581/20012-71;

    10. IHELC
    – Instituto Educacional Heitor de Lima Cunha. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000584/2012-13;

    11. FIJ
    – Faculdades Integradas de Jacarepaguá. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000582/2012-27;

    12. IESPA
    – Instituto de Ensino Superior do Estado do Pará. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000580/2012-27;

    13. IEBP
    – Instituto Educacional Bom Pastor. Auto Administrativo nº
    1.23.000.000566/2012-23.

    Aguardamos manifestações.

    ResponderExcluir
  27. Carissimo Aurismar,
    Estamos desesperadas porque saiu dia 05/02/2013 no jornal Amazônia o fechamento da faculdade IHELC, e agora o que vamos fazer estavamos para se formar, a pessoa responsavél nunca atende o telefone é a Profª Dulce, socorro nos ajude, temos que ir a Policia ao MP, quem pode nos ajudar? a reportagem é a seguinte:

    Justiça embarga faculdade

    Edição de 05/02/2013
    Tamanho do Texto


    Juíza federal suspendeu graduações da Fatespa em Dom Eliseu. lista de instituições fechadas chega a 11.

    Decisão da Justiça Federal suspende cursos de graduação oferecidos pela Faculdade de Ensino do Estado do Pará (Fatespa), que atuava desde 2008 no município de Dom Eliseu sem credenciamento e autorização do Ministério da Educação (MEC). Com a determinação, já chega a 11 o número de instituições fechadas no Pará.

    A Fatespa também está impedida de fazer propaganda e de realizar matrícula de novos alunos. A decisão também suspende as atividades acadêmicas das turmas em andamento. Caso não sejam cumpridas medidas determinadas pela Justiça para regularização dos cursos, a Fatespa pode sofrer pena de multa diária de R$ 10 mil.

    A faculdade foi obrigada, ainda, a apresentar à Justiça a relação de todos os alunos e a qualificação completa de sua entidade mantenedora, dos sócios responsáveis pela instituição e por instituições parceiras. A instituição terá que divulgar essas obrigações em seu site e nas dependências físicas em que exerça suas atividades. A direção da instituição não foi encontrada para comentar a determinação.

    A decisão é da juíza federal Lucyana Said Daibes Pereira e se refere a processo aberto a partir de ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) e assinada pelo procurador da República Gustavo Henrique Oliveira.

    Segundo o MPF, a instituição teria iniciado o processo de credenciamento junto ao MEC em 26 de janeiro de 2009, mas até hoje ainda não o teria concluído. Entretanto, a faculdade estava em pleno funcionamento, com cursos de graduação de agronomia, engenharia ambiental, geografia, história, entre outros. A primeira turma da instituição se formaria no primeiro semestre desse ano.

    Com essa decisão, já chega a onze o número de instituições que atuavam de forma irregular no Pará que nos últimos dois anos foram fechadas ou que se comprometeram a não oferecer cursos de nível superior por não estarem credenciadas pelo MEC. Há ainda outras sete instituições processadas ou que já receberam recomendação do MPF para suspender os cursos irregulares. Outras oito instituições estão sendo investigadas.

    Ainda segundo o MPF, para saber se uma instituição de ensino é credenciada ou não junto ao MEC, os estudantes têm duas opções. A primeira é buscar a informação no site do próprio ministério ou por telefone, pelo 0800-616161 (ramal 4 e depois ramal 1).

    Instituições notificadas PELA JUSTIÇA*

     Faculdade de Educação Superior do Pará (Faespa), antigo Instituto Ômega

     Faculdade de Educação Tecnológica do Pará (Facete)

     Instituto Proficiência

     Faculdade Teológica do Pará (Fatep)

     Faculdade Universal (Facuni)

     Faculdade de Ensino do Estado do Pará (Fatespa)

     Instituto de Educação Superior e Serviço Social do Brasil (Iessb)

     Instituto de Ensino Superior do Pará (Iespa)

     Instituto Educacional Bom Pastor (IEBP)

     Instituto Educacional Heitor de Lima Cunha (IHELC)

     Instituto Superior de Filosofia, Educação, Ciências Humanas e Religiosas do Pará (ISEFECHR-PA)

    *Fechadas ou mantidas abertas com o compromisso de atuar oferecendo apenas cursos livres

    Fonte: MPF

    ResponderExcluir
  28. Essa historia dos vereadores terem cota nas escolas é verdade viu Aurismar? Trabalho em uma escola que infelizmente não posso citar o nome que chegou uma professora com um memorando da SEMED pra ser lotada com 200 horas. Ai ao procurar a diretora e informar, O MEMORANDO foi surpreendida com a seguinte resposta: "Não minha filha, aqui não tem vaga, realmente tem umas professoras e professores contratados, mas o vereador fulano já garantiu que elas não vao sair. portanto, as cotas aqui são do vereador X, você procura outro vereador que tem cota em outra escola. A professora coitada, foi embora atras do seu vereador e mais que depressa a diretora ligou pro seu vereador, que no final da tarde fez uma visitinha, pegou de novo a relação das professoras contratadas e levou...pra deixar na SEMED (EU IMAGINO) eu sei que quem escreve anonimamente não tem credibilidade, mas o que estou escrevendo é a mais pura verdade. E depois eu vou me identificar pra que? Não vou me identificar nem identificar a escola e o vereador porque não sou burra, no final, ainda sobra pra minhas costas que por sinal nem é quente...e depois nada vai ser feito mesmo...Herói meu filho, é o covarde que não teve tempo de correr!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk pura verdade

      Excluir
  29. Imagine professor aurismar, com essa crise financeira instalada na prefeitura de marabá. com os recursos oriundos do FUNDEB escassos, a SEMED, contratou uma professora para ser coordenadora da BIBLIOTECA DO PROFESSOR, aumentando ainda mais a folha de pagamento, sem nenhuma necessidade, pois me disseram que lá já estão lotados 03 professores concursados, e isso me remete a idéia de que nosso Excelentíssimo prefeito não deve estar ciente de tal absurdo.Desta forma será complicado equilibrar a folha de pagamento da educação.

    ResponderExcluir
  30. É meu amigo é a pura verdade, pois presenciei situação igual , parece até q estamos falando da mesma. Enfim dou graças por ser concursado e nao precisar vender minha alma e mais por nao ser diretor e ter q me humilhar por este cargo.

    ResponderExcluir
  31. Amigo Aurismar e Prefeito João Salame, a Diretora de uma Escola Municipal acreditem, cede suas dependências para Faculdade IHELC (irregular) diga-se de passagem esta impedida pelo MP/PA, a Escola Municipal é Augusto Morbach e a direção pelo que parece compactua com os absurdos dessa faculdade vamos denunciar esse inacreditavél absurdo.

    ResponderExcluir
  32. Na verdade nem deveria ter contratados,a própria contituição federal proibe isso,na POLICIA FEDERAL,POLICIA MILITAR,BOMBEIROS ETC,não tem contratados assim acabaria com apadrinhamento.

    ResponderExcluir
  33. Não sei por que tanto choro, se agora é que o OMI tem quarenta dia de governo, i oia que ainda falta tres anos e cinco dias pra terminar, guardem um poqin pa chora no FIM.

    ResponderExcluir
  34. Aurismar,dizem que a empresa que forneceu os carros para os vereadores é Sr.Itallo Ipujucam atual secretário de comércio e indústria.Se isso for verdade é brincadeira,são 22 veiculos mais de 50 mil reais mês 2300 por veiculo pennnnse na grana boa...!

    ResponderExcluir
  35. É, mas as escolas sem profs contratados seria o caos!!! Ai das escolas sem os contratos, somos necessarios e muito!!! So os concursados nao suprem as necessidades escolares. Viva os contratados!!!

    ResponderExcluir
  36. P vcs verem como os contratados sao importantes: nao há aulas sem profs, nem lanche sem merendeiras, etc......

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.