quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

VERDADEIRA QUEBRA DE BRAÇO

Uma verdadeira quebra-de-braço foi isso o que aconteceu hoje o dia todo com relação ao pagamento de dezembro entre o Conselho do Fundeb, Sintepp e governo municipal. O Conselho do Fundeb assim como o Sintepp defenderam a proposta de pagamento inteiro referente ao mês de dezembro e pagar o mês de fevereiro até o dia 10/03. No entanto, o governo manteve-se irredutível mostrando que se não houvesse um parcelamento dessa folha, não seria possível efetuar o pagamento. O governo argumenta que não há garantia  , mesmo aplicando os 25% dos recursos próprios, de que no dia 10/03 haja dinheiro suficiente para pagamento de fevereiro, caso se pague dezembro com os recursos disponíveis. Além disso, é preciso honrar  o acordo feito como o parcelamento do vale-alimentação e demais despesas referentes à fevereiro. "Garanto que se fizermos esse pagamento de dezembro agora, não haverá recursos suficientes para pagamento de fevereiro no dia 10 de março", disse Karan Al Hajar, presidente do Ipasemar. Há hoje disponível do FUNDEB R$ 7.314.490,37. Lembrando que a folha de dezembro chega perto dos 10 milhões. 
KARAN AL HAJAR - PRESIDENTE DO IPASEMAR
Diante disso, inicialmente o governo apresentou duas propostas:







PRIMEIRA PROPOSTA
  1. Pagar o pessoal do recurso próprio, Projovem e Fundeb Sede (lotados na Semed) em fevereiro;
  2.  Pagar o pessoal de apoio em março;
  3. Pagar os docentes em abril;
  4. Pagar em maio a educação infantil;
SEGUNDA PROPOSTA

Pagar escalonadamente o mês de dezembro segundo a faixa salarial da seguinte forma:
  • de 0 a 1.000,00 - fevereiro
  • de 1.001,00 a 2.000,00 - março
  • de 2.001,00 a 3.000,00 - abril
  • de 3.001,00 a 10.000,00 - maio
  • desligados e substitutos - maio


Obviamente, não aceitamos nenhuma dessas propostas. Depois de um dia inteiro de debate, o governo cedeu um pouquinho e melhorou a sua proposta que será apresentada amanhã para a categoria. 




TERCEIRA PROPOSTA
  • Pagar na íntegra o salário de quem ganha como salário base até um salário mínimo (entra ai todo o pessoal de apoio);
  • Parcelamento do mês de dezembro dos demais servidores em 4 vezes a serem pagas nos meses de fevereiro, março, abril e maio;
  • Pagar o mês de fevereiro até o final desse mês juntamente com a primeira parcela do mês de dezembro;
  • Pagar em junho o retroativo do aumento do piso salarial (Estamos recebendo o piso de 2012 no valor de 1.451,00, o valor do piso de 2013 é de R$ 1.567,00; o que vai dá uma diferença mensal de R$ 116,00; multiplicado por 5 meses dá R$ 580,00);
  • Pagar em junho o interstício de 5%, para quem tem direito, com retroativo a janeiro (a mudança de classe que ocorre a cada 3 anos).





Só lembrando que a primeira e a segunda proposta foram descartadas a que será apresentada amanhã para a apreciação da categoria será a terceira proposta. 
Cabe lembrar que não haverá descontos de imposto de renda nem previdenciários sobre as parcelas referentes ao pagamento de dezembro, uma vez que esses descontos já foram efetuados, garante Karam.



Reações:

28 comentários:

  1. E de todas as maneiras vai ficar dificil para quitarmos as contas companheiro Aurisamr. Mas vamos vee o q a categoria bai dizer. Tenho uma duvida se sair a parcela junto com o pagamento o imposto de renda vai abocanhar praticamente toda a parcela

    ResponderExcluir
  2. A terceira proposta obviamente nao e a proposta ideal mais pelo menos resolve esse imparce.O ideal mesmo seria efetuar o pagamento de todos os servidores afinal de contas trabalhamos.

    ResponderExcluir
  3. Caro colega Aurismar, quando saira o salario do pessoal de apoio,pois nao foi citado acima.

    ResponderExcluir
  4. BOA A PROPOSTA APESAR DE TUDO

    ResponderExcluir
  5. Com certeza essa terceira proposta e a melhor, pois ja estou desesperada por esse salario, sou agente de portaria e so ganho um salario minimo!

    ResponderExcluir
  6. Aurismar, e o que acontece com o responsável por todo esse impasse, isto é, o que acontece com o ex prefeito da cidade? Nada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professor Insatisfeitofevereiro 15, 2013

      Amigo eu me atrevo a responder se o Aurismar deixar. Quanto ao MAUrino, é quase certeza que nada aconteçará porém, quanto as pessoas que apoiaram essa pessoa que esta amputando as conquistas de nossa classe SETEMBRO/2013 esta chegando, e não vamos esquecer de 2017.

      Excluir
    2. Pagar 8 meses de vale alimentação atrasados, dois meses de salários que ficou para traz, é amputar direitos? A eleição sindical é em outubro, companheiro, é aberta a todo filiado que queira desputar. Não somos donos do sindicato, nem queremos nos perpetuar na coordenação, somos todos servidores concursdos de carreira.

      Excluir
  7. O maurino ja foi denunciado?
    e os secretários...não é possível que os caras vão sair vem leso.
    salame,conselho,sindicato...vamos acionar ajustiça,MPF,PF... alguém tem que pagar por isso.

    ResponderExcluir
  8. Oque o Pedro fusa faz ai.Ele não é executivo e nem secretario de educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Pedro Souza é o líder do governo, ele representa o prefeito nas negociações.

      Excluir
  9. A terceira proposta é a melhor sem sobra de dúvidas! eu sei que vcs vão decidir o q é melhor pra todos.

    ResponderExcluir
  10. Essas propostas são todas imorais. Eu aceito o parcelament no máximo 2 vezes. Se as contas de água, luz e telefone parcelassem até q eu aceitaria em 4 vezes. O João não quer pagar até o dia 10 de cada mês pq não quer q pensem q ele atrasou o pagamento do governo dele. E nos? Como ficamos? Independente da dívida deixada pelo MAUrino o João agora tem q assumir essa dívida se realmente ele quer o bem dos servidores.

    ResponderExcluir
  11. Aurismar quem não aguenta mais essas discursões (hoje não vai sair amanhã e até agora so reunião e nada de dinheiro na conta), quero saber o seguinte, não vou mais trabalhar esse ano como fica a questão do vale-alimentação e salário? Prof Gean

    ResponderExcluir
  12. Caros companheiros que usam o blog do prof Aurismar para se informar de tudo que tange a educação em nosso municipio, acho que aceitar qualquer proposta que não seja o pagamento integral do mês de dezembro e o pagamento do mês de fevereiro ao final do referido mês é uma forma de covardia de nossa parte caros colegas, pois trabalhamos dignamente, cumprimos com nossas obrigações em sala, e principalmente, ficamos pacientes acreditando nas promessas feitas pelo sr prefeito João Salame de que a vida dos servidores da educação( que diga-se de passagem tanto colaboraram p a eleição do mesmo) seria regularizada em seu mandato. Já chega de baixar a cabeça e aceitar essas propostas desvantajosas para nós trabalhadores, o q foi feito c o pagamento do vale já foi uma vergonha, até quando vamos aguentar tudo isso calado? desse modo o prefeito vai sempre colocar goela a baixo tudo o que p ele for interessante, é hora de colocar o pé na parede e não aceitar essa proposta indecente. Queremos o salário de dezembro já! Queremos o aumento do piso já! Queremos o interstício já! Não podemos baixar a cabeça pois se deixarmos a prefeitura fazer somente o q é interessante e conveniente para o gestor seremos massacrados por mais quatro anos. Pensem nisso companheiros!
    Prof: André

    ResponderExcluir
  13. Não entendo porque o projovem, que não faz parte do fundeb não foi realizado o pagamento até agora, Sabe-se que o projovem é verba exclusiva em conta do proprio programa, e que a verba está em conta corrente, segundo as normas contidas no proprio site do mec. o dinheiro já foi depositado para marbá. Porque o mesmo tratamento com o projovem já que não está vinculado ao fundeb? neste caso acho desleal o mesmo tratamento.

    ResponderExcluir
  14. nas suas explicações não há data especifica para o pagamento de Fevereiro...entendo que a data acordada pelo sindicato é de no máximo dia 28 de Fevereiro, correto?

    ResponderExcluir
  15. A melhor proposta seria, pagar todo o salário de Dezembro já que estar atrasado á dois meses, e parcelar o de fevereiro, pagava uma parcela agora de fevereiro e a outra em março.

    ResponderExcluir
  16. A melhor proposta seria, pagar todo o salário de Dezembro já que estar atrasado á dois meses, e parcelar o de fevereiro, pagava uma parcela agora de fevereiro e a outra em março.

    ResponderExcluir
  17. Salário de apoio com GTI também vai receber na íntegra? Afinal ainda havia pessoas com dobra até dezembro.

    ResponderExcluir
  18. LÍNGUA PORTUGUESA EM AÇÃOfevereiro 15, 2013

    Pessoal, vamos dar uma revisada antes de publicar, por favor, as mensagens ficam bastante confusas...

    ResponderExcluir
  19. Pra mim aúnica proposta é radicalizar e fazer greve até receber o mes de dezembro,nossas contas vão ser parceladas?A celpa só religa se pagar tudo, como é que esse prefeito quer parcelar? Mirian Luiza.

    ResponderExcluir
  20. Resta saber se a leolar, a cosanpa, a celpa etc etc irão parcelas nossos debitos também. Enquanto pagar o que ficou atrasado não foi nenhum favor do prefeito. Vamos defender mais a categoria e menos o executivo.

    ResponderExcluir
  21. Olá, companheiros, vejam essa postagem no JORNAL FOLHA DO PARÁ
    http://www.folhadopara.com/2013/02/educao-em-marabapa-uma-verdadeira.html

    ResponderExcluir
  22. Ei o karan não tava no governo do Maurino, e agora ele dá solução para o problema ????????? Ajuda na dor de barriga e depois dá o remédio kkkk

    ResponderExcluir
  23. O Pedro Sousa é líder de governo mas antes ele é vereador eleito pelo povo, e agora massacra o povo. Mas o salário dele não é parcelado.

    ResponderExcluir
  24. O Pedro Sousa é líder de governo mas antes ele é vereador eleito pelo povo, e agora massacra o povo. Mas o salário dele não é parcelado.

    ResponderExcluir
  25. Sônia Sacramentofevereiro 19, 2013

    NO Brasil o professor sempre vem depois de tudo e de todos.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.