sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

SOBRE O INSTITUTO IHELC


Ultimamente tenho recebido vários comentários de pessoas denunciando que o Instituto IHELC, representado aqui em Marabá pela professora Dulce, não está legalizado para oferecer cursos e que turmas de graduação e pós-graduação oferecida por esse instituto seriam desativadas e os alunos perderiam o dinheiro investido (vocês lambram o que aconteceu com aquela tal de FESUMA que apareceu por aqui e deu calote em muita gente). Com o objetivo de esclarecer ao nosso leitor sobre esse problema, entramos em contato com a professora Dulce por telefone que nos deu o seguinte esclarecimento "Nenhum instituto mais está podendo trabalhar com graduação, as pós tudo bem, mas graduação não, porque havia alguns institutos trabalhando nos municípios e não estavam certificando os alunos. Eu não estou mais trabalhando com graduação. A última que fizemos encerramos o mês passado, exatamente por causa disso. Estou certificando todos os alunos, são 300 alunos do curso de pedagogia que estão faltando apenas entregar a monografia, mandando a documentação para receberem em junho,  porque tem que ir para uma universidade chancelar,eu entrgarei pessoalmente o certificado a todos eles . Nas pós não tem problema nenhum, estou continuando com as pós, inclusive estamos com uma em andamento, mas graduação não trabalho mais. Isso porque um promotor de justiça, dr Alan, entrou com um processo que nenhum instuto pode mais atuar dentro do município".
Dulce nos informou ainda que, após essa nossa conversa, entrou em contato com o responsável pelo instituto, senhor ANTONIO ASSUNÇÃO DE MOURA, que informou que "está firmando convênio com uma universidade e que vai voltar a atuar no município, não como o instituto IHELC, mas como a universidade. Ele pessoalmente vai montar as turmas, mas quem vai atuar será a universidade a distância, mas ai não serei eu Dulce que estarei na coordenação porque vou sair para fazer o mestrado, se as turmas forem intervalar eu ficarei na coordenação"
Espero ter podido contribuir para esclarecer as dúvidas dos companheiros. Agradeço a professora Dulce por nos atender e prestar os esclarimentos.

Reações:

25 comentários:

  1. Prof. Kátiafevereiro 22, 2013

    Obrigado amigo Aurismar, foi de grande ajuda seu esclarecimento vou divulgar essa noticia paras minhas colegas, porém segundo informações das minhas amigas a Coordenadora ainda tem Sim, turma de Pedagogia em andamento, convido você a fazer uma visita surpresa na E.M. Augusto Morbach, pois no último Sábado teve aula, e marcaram para aulas com a turma todos os fins de semana,passe por lá e tire as duvidas eu acho que mais uma vez essa senhora quer enganar a todos nós, induzindo até você amigo Aurismar ao erro, sei que és pessoa comprometida com a Lei e a ètica, pois se assim não fosse não teria tanta credibilidade na nossa categoria.

    ResponderExcluir
  2. Profª. Lúcia Castrofevereiro 22, 2013

    Aurismar, mês passado foi Janeiro, como pode esse Instituto ter encerrado as aulas nesse mês se todas nós estavamos de Férias inclusive essa coordenadora, que não tem ética e muito menos respeita os alunos, afirmo isso porque ela dificilmente atende o telefone, acho que já esta com medo da confusão que ela mesmo junto com esse Assunção fizeram em Marabá. Não acredito nenhuma palavra que ela falou, o impedimento segundo o MP/PA data de 2012, então ela já sabia! mas mesmo assim abriu e matriculou novos alunos.

    ResponderExcluir
  3. AURISMAR, nem graduação nem pós pode ser oferecido através do IHELC que é um instituto sem autorização do Estado, como isso ainda pode continuar a acontecer aqui em Marabá?

    ResponderExcluir
  4. Não são apenas uma, são duas turmas de graduação que estão em andamento aos sábados, na Escola Augusto Bastos Morbac

    ResponderExcluir
  5. Essas colegas estão querendo o que?Será que é um grupo que não quer que ninguem consiga se graduar?Porque existem pessoas que só querem para si, deixem os outros de mão larguem de ser caguetas.Engraçado que as que se dizem prejudicadas não estão atrás.Vão pra lá invejosas.Rosinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MARLENE FERNANDESfevereiro 23, 2013

      Você colega que defende a Instituição e chega a até chamar todas nós de Caguetas, espero que o seu Diploma caso possua seja válido e não tenha sido expedido por essa instituição, porque se o MP/PA já tinha proibido a continuidade dos cursos do IHELC fica a pergunta: essa coordenadora que esta a frente dessa confusão feita em Marabá, não vai ser responsabilizada pelos seus atos? deve-se mobilizar a sociedade Marabaense em defesa das pessoas de boa fé que foram enganadas e algumas ainda continuam fazendo os cursos irregulares na Escola Municipal Augusto Morbach, vamos dar um basta já nisso Polícia neles.

      Excluir
    2. Diante de um computador as pessoas enfurecidas deixam de ser umas cordeirinhas inofensivas e mostram o seu lado selvagem. Educadora Marlene antes de partir para o ataque verifique a veracidade dos fatos para não cometer injustiças e atingir pessoas de forma "vil". Deduzo que sejas educadora e logicamente já ouviu falar em ética. A reenvidicação dos direitos é um direito e caso seja irregular o que faz alusão, defendo que haja uma punição, mas escrever asneiras sem sustentação é algo baixo.

      Excluir
  6. vocês são desinformados e desde quando alguem nesse pais estão preocupados com a educação dos menos favorecidos,e qunatos profissionais ja se formaram através de cursos livres inclusive eu e 2000 mil alunos pela
    UCB.

    ResponderExcluir
  7. Sim,como fica as pessoas que já receberam seus Diplomas e que recebem da SEMED como Especialistas?

    ResponderExcluir
  8. Exatamente TEM TURMA SIM em andamento de pedagogia,eu mesma cheguei a falar com ela atraz de vaga,falei com ela pessoalmente na escola AUGUSTO MORBAG,onde a mesma me disse da turma que iria retornar as aulas no dia 02 de fevereiro passado,só que eu nao fui.Pois mim avisaram desse problema .

    ResponderExcluir
  9. RAIMUNDA COSTAfevereiro 22, 2013

    Já que isso continua acontecendo,gente precisamos acionar o MP , Polícia Federal,seja lá qual for a autoridade competente , é uma falta muito grande, todos nós que atuamos na área da Educação temos enquanto sociedade e cidadães de Marabá o dever moral de mobilizar-mos e por um ponto final nesse absurdo que essa Instituição esta fazendo com as estudantes e seus sonhos. Imaginem amigos se a coordenadora do Instituto não trabalha-se na mesma área e na Prefeitura de Marabá? acredito que o estrago seria maior, pensem nisso caros colegas de profissão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!! o seu português é horrível, voce enquanto educadora sugestão minha, procure uma escola de alfabetização, pois você ta mal. releia o seu texto observe.

      Excluir
  10. ENGRAÇADO, TEM ALUNO QUE TÁ COM CINCO MESES ESTUDANDO NO HIELC E JA VAI ENTREGAR O TCC. PODE ISSO? O MINISTÉRIO PÚBLICO PRECISA SER ACIONADO O QUANTO ANTES ACERCA DISSO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com voce, vamos denunciar esse descaso do IHELC

      Excluir
  11. Conheço a Dulce a muito tempo fiz ,minha pos graduação no intituto que ela representa e ja recebe como pós graduada a muito tempo. Aqui em Marabá há varias pessoas que fizeram a pós com ela e já recebem como pos graduados isso eu tenho certeza. Coversei com ela ontem após ver todos esses comentarios e ela me disse que há sim duas turmas de graduação que estão andamento já em fase final entrega de manografia e uma de Pós gradução tambem em andamento e que a´pos a proibição dos Institutos atuarem aqui no Pará ela está finalizando todo o processo do alunos para os certificarem os mesmo. Posso aqui garatir que ela é uma pessoa batalhadora e muito responsavel. Além de ser uma companheira. Se vc não a conece Aurisma ´peço a vc que a procure que vc verá a pessoa maravilhosa que ela é. Um Abraço,
    Francisca Sousa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GHYSIANE MENEZESfevereiro 24, 2013

      Essa coordenadora DULCE não pode devolver nosso dinheiro não? ouvi falar que ela é professora de Marabá o prefeito não pode obrigar ela a resolver tudo isso? muitas amigas só fizeram essa faculdade por causa que eu falei e pedi, será que vai ficar assim o prefeito não pode interceder por nós? ajude Aurismar estou cheia de duvidas.

      Excluir
  12. Sou aluna do IHELC e posso garatir a todos que o curso de graduação que fiz contribuiu muito pra minha formação a nossa turma terminou o curso estamos terminando nosso TCC pra entregar e estamos despreocupados no que diz respeito a entrega de nosso diploma porque confiamos na Dulce. Ontem estive com a Dulce pra marcar um encontro com minha orientadora de TCC não estamos tento aula voltaremos em abril pra estudarmos com ELA para os concursos que terão aqui em Marabá e demais minicipios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MARIA JOAQUINAfevereiro 24, 2013

      Vocês não estão entendendo mesmo hem?Colegas professoras, nenhum curso pode continuar a ser ministrado pela IHELC, seja ele de orientação, finalização, comprementação ou seja lá o termo que a Dulce queira dar, a orientação do Ministério Público é que o IHELC só pode atuar com curso livre, isto é não pode Graduar ou Pós-Graduar ninguem, cuidado com esses diplomas que a mesma oferta, pois são de Faculdades Investigadas de Flaude pelo MEC, vejam por si só na Internet companheiras, o companheiro Aurismar deve já ter ciência dessa informação, só queremos alerta todos sobre a fraude que este instituto esta fazendo em Marabá. As pessoas que defendem devem ter algum interesse, pois devemos falar simplesmente a verdade que esta posta nas investigações do Ministério Público, e não ficar especulando meias verdades e servindo de escudo para essa Senhora Enganadora que tanto prejudica a educação em nossa cidade.

      Excluir
  13. MARLENE FERNANDESfevereiro 24, 2013

    Amigas, temos que ir lá na SEMED, falar com o secretário de Educação e saber se ele tem ciência de que a servidora do Municipio Profª DULCE, estar autorizada a usar as dependências da E.M.AUGUSTO MORBACH, para ministrar aulas através do IHELC de Graduação e Pós-graduação de Faculdades que estão sobre investigação do Ministério Público. Isso é muito sério já que remete a uma responsábilidade solidária por parte da Prefeitura de Marabá, mais precisamente da SEMED na pessoa do Sr. Secretário Bressan. eu li que algumas prefeituras já orientaram aos seus secretários a por um fim em toda atividade desses institutos irregulares.

    ResponderExcluir
  14. acredito na credibilidade do ihelc, o Antonio tanto quanto a Durce são pessoas integras que estão preocupadas com o futuro do nosso país possibilitando pessoas simplis a um estudo digno

    ResponderExcluir
  15. Muito reclamão ta certo mais depois voces iram ver como vai ser a dificuldade em ter um curso superior o Instituto era um intermediário junto a faculdade, agora só lamento pra quem não tem eu fiz o curso e hoje trabalho Graças a Deus espero que depois não se arrependao ou vão estudar em Imperatriz, Belem....

    ResponderExcluir
  16. LI A NOTÍCIA E ME COMOVI. AQUI EM ARAGUAÍNA - TO TB FUNCIONA ALGUMAS TURMA NO IHELC. MUITOS DOS ALUNOS NÃO SE MANIFESTARAM AINDA, MAS A SITUAÇÃO É A MESMA.
    CUIDADO!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    ESSE ANTONIO ASSUNÇÃO, A COORDENADORA ROSE(QUE NEM MESMO SABEMOS O NOME PRÓPRIO DELA) E O COORDENADOR FRANCISCO NÃO NOS DÃO NENHUMA SEGURANÇA DE QUE NÃO VAMOS PERDER TODO DINHEIRO JÁ RECEBIDO DOS ALUNOS DEVIDAMENTE MATRICULADOS.
    ME SOLIDARIZO A TODOS E ESPERO QUE TUDO SE RESOLVA E QUE TANTO O IHELC QUANTO OS ACADEMICOS TENHAM UM FINAL FELIZ.

    ResponderExcluir
  17. QUERO SABER A SITUAÇÃO DO IHELC EM ITACAJA TO

    ResponderExcluir
  18. como vai ficar o caso de novo repartimento.

    ResponderExcluir
  19. QUERIA SABER TAMBEM COMO FICA O CASO AQUI EM BURITICUPU, QUE TAMBEM TEM TRES TURMAS EM ANDAMENTO...........

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.