quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

SEMED APRESENTA RELATÓRIO DE PATRIMÔNIOS E DÍVIDAS

BRESSAN ADMITE QUE HAVIA CONTRATOS FANTASMAS NA SEMED

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) apresentou no final da tarde de ontem, 20, ao prefeito João Salame, em reunião no gabinete da prefeitura, relatórios parciais sobre patrimônio, dívidas e projetos na área educacional do município. O secretário de educação, Luiz Bressan, fez uma explanação geral, pontuando a situação como encontrou a secretaria e as medidas que estão sendo tomadas, para sanar os problemas.
Questões, como obras inacabadas das escolas, estradas e rotas do transporte escolar na zona rural, bem como contratos fantasmas, foram apresentados em um conjunto de relatórios. O levantamento dessas informações foi uma ação conjunta dos setores da SEMED: financeiro, educação na zona urbana e rural.
O relatório apontou que o total de dívidas no setor educacional ultrapassa os 6 milhões e meio de reais e, que para a conclusão das obras em escolas e centros de formação, será necessário o uso de recursos do ano de 2013. Também foi pedido que, antes do aluguel de prédios para o funcionamento das escolas, uma equipe técnica da Secretaria de obras (SEVOP) faça uma vistoria no local, verificando a possibilidade de infiltrações e problemas estruturais.
A SEMED também apresentou um projeto para o aluguel de um galpão, que será usado no armazenamento seguro da merenda escolar, almoxarifado e também carteiras e mesas, que hoje estão espalhadas pelo prédio da secretaria. Segundo o relatório, o galpão vai começar a funcionar antes do centenário da cidade.
O levantamento realizado pelo Departamento Financeiro revelou que 8 milhões de reais foram gastos no mês de janeiro com o pagamento de funcionários. O mesmo levantamento aponta um gasto parcial de 6 milhões de reais para o mês de fevereiro, sem o acréscimo das parcelas dos salários atrasados.
João Salame aproveitou para enfatizar, que foi seu compromisso matricular todas as crianças que desejavam estudar e deu autorização para alugar prédios enquanto não se conclui as escolas que estão em construção. Em 2013, o número de matriculados na rede pública em toda a região de Marabá é de 56.083 alunos.
No caso da zona rural, o relatório aponta que a manutenção das estradas deve ser urgente e também é necessário um novo sistema de rotas que levem os alunos até as escolas em segurança. O projeto de distribuição de bicicletas para os alunos dessas localidades foi discutido e o prefeito pediu pressa no atendimento a essas comunidades. 
(INFORMAÇÃO DA SECOM)

Reações:

6 comentários:

  1. E b q se lembre tambem o tremendo trafico de influencia q esta acontecendo na semed Algubs vereadores da base aliada estao indicando vagas naquela secretRia. Uma pratica imoral um abuso. A vereadora vanda ja denunciou. O povo ta de olho nessa gestao.

    ResponderExcluir
  2. Ei a vereadora vanda segundo comentários também indicou pessoas a serem contratadas graças a uma parte da cota do vereador gerso do badeco e que ele deu a ela para fazer as indicações,se isso for verdade ela tá dando uma de doida...!

    ResponderExcluir
  3. Aurismar,me responda. Qual a função do Agente de Conservação. este profissional chegou hoje na escola que trabalho. E é contratada estou muito preocupado com o rumo que o governo está tomando só esta semana já chegou 05 contratados. Deste jeito a folha de pagamento vai ser pior que a gestão anterior. E nos que estamos há 17 anos na rede concursada somos obrigadas a receber um sálario menor ou seja ficar dentro dos 40%, enquanto a folha esta se inchando. Como sindicato vocês precisam frear este abuso dos vereadores e SEMED. Espero resposta. Não me identifico por ser uma pessoa bastante conhecida no meu Bairro e posso sofrer represálias.. Isto ainda está acontecendo...

    ResponderExcluir
  4. Anônimo,respondendo pelo aurismar o ag.de conservação é simplesmente o GARI,que deveria está trabalhando nas ruas na limpeza da cidade como os demais,acontece que para burlar o concurso já que tem muita gente a ser chamada cono auxilar de limpeza e ag.de serviços gerais eles contratam como ag.de conservação e autimaticamente fazem o desvio de função já q não houve concurso para esse cargo.No HMM por excemplo tem ag.de conservação(GARI) que chegaram lá e estão trabalhando como tec.administrativo,auxiliar de farmácia,ag.de serviços gerais,telefonista isto é um absurdo um desrespeito aos concursados mais eu vou fazer a denúcia ao MINISTÉRIO PÚBLICO,pois não existe desvio de função para contratados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveita e denuncia também na educação, tem agente de conservação trabalhando em secretarias de escolas e nos departamentos da semed. Uma maneira bem brasileira de acomodar os afilhados e burlar a lei.

      Excluir
  5. Aqui na escola que trabalho, chegou uma pessoa com este cargo e disse que vai ficar na secretaria..É mole????

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.