segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

DO HIROSHI BOGÉA ON LINE

Categoria: Sem categoria / segunda-feira, fevereiro 4, 2013, 10:12


João Salame reunirá secretários para definir uma Agenda Positiva a ser executada até 31 de dezembro de 2013.
Entende o prefeito que tão logo ele atualize os salários dos servidores (falta dezembro), encontrados em atraso por mais de três meses, quando assumiu a prefeitura, partirá para a segunda fase desse início de gestão tão complicado.
“É preciso, a partir da metade deste mês de fevereiro, dizer coisas boas à população, mostrar que temos uma meta a cumprir até o final de 2013, apesar das dificuldades espantosas encontradas no meio do caminho. Vou exigir o cumprimento de metas de algumas secretarias, para que tiremos da inanição a máquina administrativa”.
Numa demorada conversa com o poster neste domingo, Salame mostrou otimismo, embora ainda tenha muitas fogueiras a pular pela frente.
“Particularmente, coloco o final do mês de abril como objetivo para sairmos da fase de dificuldade extrema (a atual), e passarmos a trabalhar a fase de dificuldade administrável, que deverá ir até o mês de julho. No período da “fase extrema”, não existirá liberação para abastecimento de veículos de secretarias – a não ser os equipamentos de limpeza e manutenção de ruas -, até porque nem veículos a maioria das secretarias possui; bem como não permitirei, aos secretários, o uso de aparelhos celulares pagos pela prefeitura. Da mesma forma continuarei a proceder quanto a manutenção de minha determinação de evitar contratações – embora tenhamos necessidade de algumas delas”, explica.
Salame luta para conseguir sobra de caixa.
“Eu preciso capitalizar a prefeitura, transformar o desperdício e o gasto irresponsável em sobra para investimento. Estou perseguindo isso: fazer com que sobre dinheiro destinado a investimento.”
A denominada Agenda Positiva, no entendimento do prefeito, possibilitará ao seu governo fechar o ano com saldo de boas obras iniciadas e, quem sabe, até concluídas.
“O que for possível fazer, faremos, neste ano de tantas dificuldades. Não quero deixar o centenário de nosso município sem a marca de um governo que veio para fazer mudanças e atender reivindicações mínimas da população.”
Em outras palavras, João Salame entende que o discurso das coisas ruins está chegando ao final.
A formatação da Agenda Positiva será prova disso.

Reações:

8 comentários:

  1. O que acho o cumulo é o prefeito evitar contrataçoes, q culpa temos nós, contratados? Eu sei q assim, há mais gastos, mas quer dizer q ele vai deixar boa parte do povo sem emprego? E muitos q votaram nele, inclusive EU!!! Será q fiz um mau negocio votando nele? Vcs podem falar: é por que nao passou no concurso. Mas nao é justo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KAREM, O PREFEITO NAO PRECISA DE SEU SERVIÇO, QUEM PRECISA É A PREFEITURA, E NESTE MOMENTO A PREFEITURA NAO ESTA PRECISANDO.

      Excluir
  2. Karen,se
    o prefeito contratar todos q votaram nele ai a prefeitura quebra de vez
    e mais tem muitos concursados a serem chamados...!

    ResponderExcluir
  3. É necessário que se tenha metas a ser compridas a chamada agenda positiva principalmente em relação ao atual momento que a prefeituta se encontra, entretanto que as metas definidas para cada sercretaria também possa ter as metas a ser alcaçadas pelo prefeito descrevendo o papel que o gestor vai tomar diante cada secretaria se propondo a apoiar cada um conforme suas peculiaridades, caso contrario a agenda positiva se tornará negativa o verdadeiro lider tem que saber cobrar e e orientar.
    E que essa fala: "Eu preciso capitalizar a prefeitura, transformar o desperdício e o gasto irresponsável em sobra para investimento" não significa a extinção de varias funções como por exemplo ao do vice diretor entre outros profissionais que fazem a diferença na escola e fazer comprir a matéria que foi postada no Correio Tocantins sobre as possiveis ideias do atual gestor.

    ResponderExcluir
  4. Quando escrevi: as possíveis ideias do atual gestor no comentário acima estava fazendo referencia a matéria do correio Tocantins intitulada de NOVO PREFEITO NÃO DESCARTA REAVALIAR PCCR DA EDUCAÇÃO no qual o suposto técnico estava propondo algumas mudanças no nosso PCCR.
    Devido algumas mudanças desde que o atual prefeito assumiu até agora estava refletindo sobre essa matéria do Correio Tocantins e observei algumas semelhanças como no item 3 lotar todos os supervisores para sala de aula, ao invés disso a proposta é lotar todos os vice diretores em sala de aula, o item 5 reduzir o percentual do mestre de 100%, e a proposta esta para 50%, ainda tem a redução da gratificação do doutor, sem contar com a diminuição da gratificação dos diretores, a extinção da disciplina importantíssima para nossa região como Estudos Amazônico garantida pela LDB 93/94 no seu artigo 26, a diminuição da carga horária de Inglês, a redução de contratos até agora contei 7 intens. proposto pelo atual gestor e na matéria do Jornal estavam se referindo a 5 itens. Se todos nós pararmos pra analisar o que foi publicado naquela matéria da edição 2.459 do jornal Correio do Tocantins pelo repórter Ulisses Pompeu entenderemos que ele não estava blefando como imaginávamos e sim vendo o que estava preste a acontecer futuramente e que agora se faz realidade presente.
    Caros colegas do Sintepp ao qual tenho orgulho de ser filiado, me recordo também da matéria postada na sexta-feira, 25 de janeiro de 2013 com o titulo: SINTEPP MARABÁ - NOTA DE ESCLARECIMENTO em que terminava dizendo: Diante de tudo isso e considerando as determinações aprovadas na Assembleia Geral do dia 28, decidimos que não sentaremos mais em qualquer Mesa de Negociação, para discutir cortes visando economia com folha de pagamento. Avisamos ao Prefeito que todo tipo de corte seria precipitado e já conseguimos provar isso nos poucos dias em que estamos analisando a FOLHA DE PAGAMENTO. A política de redução das gratificações dos Diretores precisa ser discutida internamente pelo Prefeito, Secretaria de Educação e pelos próprios diretores interessados.
    Não aceitamos discutir qualquer tipo de retrocesso nos avanços já conquistados por nossa categoria!
    Acredito na força de nosso Sindicato e espero profundamente não me decepcionar companheiros, pois eu também não aceito mais nenhum tipo de retrocesso já conquistado pela nossa categoria e tenho certeza que os nossos colegas da Educação também não estão de acordo. Vamos avançar e chega de pagarmos pelos erros cometidos pelo prefeito anterior, isso porque recebemos recursos do Fundeb imagine se dependêssemos apenas dos Recursos da Prefeitura para sobreviver mais da metade dos funcionários já teriam saído da Escola, pois suas funções teriam sido extintas. Se nos estamos assim tenho pena das demais Secretarias e Sindicatos!!!
    Desde já agradeço por postar meu desabafo e vamos à luta pelas mudanças positivas!

    ResponderExcluir
  5. Raalmente anonimo ainda não tinha parado pra analisar essas questões, agora fiquei preocupada com tantas mudanças nada agradaveis e estou ansiosa para ver as novas alterações que serão feitas. Espero não ter surpresas negativas assim como essas que foram propostas pelo João.

    ResponderExcluir
  6. Seria engraçado se não fosse preocupante essas sugestões, sei que o prefeito disse que iria cortar algumas regalias de comissionarios mais porque ele não aproveita e cortar mais, diminui o salário do cargo comissionario, dos coordenadores dos departamentos das Secretarias, dos vereadores tenho a convicção de que se ele reduzir os salarios, vantagens e gratificações desses cargos a Prefeitura teria uma bela economia e se mesmo assim não adiantar que ele reduza o seu próprio salário.
    Outra ideia infalivel seria se toda a vez que ele pensasse em mexer novamente no Pccr ou extinguir qualquer cargo ou função ele tirasse um vereador, um coordenador ou cargo comissionario essa medida sim traria mais lucro.

    ResponderExcluir
  7. CARAMBA CARA! ESPERO QUE ISSO NÃO SE CUMPRA E QUE ESSAS SUGESTÕES NÃO SEJAM ACEITAS PELO SINDICATO.
    VAMOS ACALMAR NOSSOS ANIMOS E TORCER PRA QUE TUDO DE CERTO.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.