segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

PROFESSORA FLORÍPEDES ASSUME SEMED

A informação oficial que nos foi transmitida é a de que o secretário Luiz Regasson Bressan, passou mal e está de licença saúde. Essa é a informação oficial, porém o que se cogita é que na verdade foi uma estratégia do PT para manter o controle da secretaria, uma vez que Bressan estava muito tímido no cargo e quem de fato já despachava na sala era a própria Florípedes. O fato é que, o plano oficial do PT era manter Florípedes como adjunta, uma vez que ela tem experiência e é uma pessoa de bastante traquejo político, mas o PPS indicou a estudante de direito Heide Patrícia para o cargo e ainda segurou o DECOF, tirando toda a autonomia e ingerência do Partido dos Trabalhadores daquela secretaria. O clima por lá não anda nada bom, há por lá uma grande disputa entre as forças políticas. Dizem inclusive que a própria Toinha, que é do PT, mas não do Pra Valer, está pensando em retirar o seu grupo. 

Reações:

3 comentários:

  1. Tomara que essa gestão do PT na SEMED não acabe em PaTifaria.

    ResponderExcluir
  2. A competência da professora Flor é incontestável frente a educação de Marabá, para nós educadores comprometidos com os avanços que o nosso município teve ao longo dos anos,acreditamos que ela dará conta do recado.Mais se o olhar dos governantes estiverem voltados para disputas políticas e não para o desenvolvimento educacional do município,ai realmente vai ser difícil, principalmente que esse ano é ano de avaliação do IDEB,precisamos de pessoas que compreendam o processo educativo,e não de figurantes.

    ResponderExcluir
  3. Professora Floripedes, muito cuidado pois o Hiroschi esta de olho em que trabalhou com o Tião, é so da uma olhada em seu blog onde ele mpede informações a um funcionario do H.M.M. sobre os nomes dos colaboradores da antiga adiministração do Tião. Pobre Hirosche quanta falta do que fazer em!!!!.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.