quarta-feira, 5 de setembro de 2012

CANDIDATOS PERERECAS


Desculpem-me meus leitores, mas há coisas que não dá para ficar calado. Não é por preconceito, mas por uma questão de bom senso. Longe de mim acreditar que para ser vereador a pessoa deva ter curso superior, mestrado doutorada e mais títulos. Isso seria tirar do povo, na maioria desletrados, a chance de ter seus representantes na câmara legislativa municipal. 
Já é até batido usar o ex-presidente Lula como exemplo de que político não precisa de título acadêmico para mostrar competência. Cabe, no entanto, observar que, o que faltou de formação letrada a ele sobrou-lhe de experiência de vida.   Político forjado no calor das maiores questões sindicais do Brasil, metalúrgico de profissão, ex-deputado federal, Lula não chegou despreparado à presidência.  O próprio Maurino Magalhães, que tenta aliar a sua imagem a do petista, quantas vezes não foi vereador antes de assumir a prefeitura? Se a sua administração foi a mais atrapalhada que já tivemos, parece que é mais proposital, para esconder um mal maior, ao que tudo indica, do que por inocência do "pobre homem do povo".
Nesses dias de horário político na tv, o que era para ser um momento singular da democracia, no qual candidatos a cargos públicos mostrariam as suas propostas à análise do povo, tem se tornado um programa humorístico de péssima qualidade. Candidatos, visivelmente despreparados, mal conseguem expor uma fala ensaiada, e, as vezes, até rimada para facilitar a memorização através de um processo mimético. A maioria desses candidatos parecem que fizeram suas articulações nos botequins da cidade. Muitos são pessoas que vivem em confusão e desaforo com seus vizinhos e por isso se acham preparados para encarar as disputas políticas na câmara municipal. Tem gente até fazendo chacota com um tema tão sério que é o homossexualismo como lobe político. Outros se fantasiam e saem às ruas como se estivesse no sertão nordestino de décadas passadas, tudo para encobrir a falta de preparo político para o cargo ao qual estão concorrendo. 
 Ser pobre e semi-analfabeto não é defeito nem impedimento para ninguém deixar de ser vereador. Agora, ser despreparado politicamente, não ter o mínimo de oratória para expor suas ideias, isso o eleitor deveria olhar com bastante cuidado.

Reações:

6 comentários:

  1. Prof. Éricasetembro 05, 2012

    Pois eu acho, Aurismar, que vereador não deveria ter salário, deveria ser um cargo de honra, como é em muitos países desenvolvidos. E o candidato não somente a vereador mais para os demais cargos deveria ter nível superior. Seria um incentivo para colocar pelo menos os políticos para estudar. Chega de sermos o pais dos analfabetos.

    ResponderExcluir
  2. Visão preconceituosa essa sua professora. Quer dizer que o povo pobre sem estudo não tem direito de votar e ser votado?

    ResponderExcluir
  3. A existência dos analfabetos dá-se pela falta de muitos professores da rede pública, que só pensam em salário, por isso, não podem condenar os analfabetos.

    ResponderExcluir
  4. Cara de pau esse ai. ainda cola QUERO ME DAR BEM.

    ResponderExcluir
  5. Alguém sem importânciasetembro 06, 2012

    Como sempre, você sabe muito bem usar as palavras para atingir quem você quer, companheiro, que dom ferino esse seu, Aurismar.

    ResponderExcluir
  6. Meu vê se Tu me dá razão que porra de sacanagem é essa. Observe o quadro abaixo.Em especial a data da disponibilização do dito beneficio.
    Data da consulta: 07/09/2012 - 22:21:13
    Número do cartão: ********************
    Data da última disponibilização do benefício: 19/05 Valor:R$155,00
    Data da próxima disponibilização do benefício: 21/09 Valor:R$161,20
    Mês:

    separador
    Data Histórico Valor
    05/06 COMERCIAL RM R$ 20,00
    04/06 COMERCIAL RM R$ 16,50
    30/05 COMERCIAL RM R$ 64,32
    29/05 COMERCIAL RM R$ 40,73
    23/05 COMERCIAL RM R$ 49,90
    23/05 COMERCIAL RM R$ 43,14
    19/05 COMERCIAL RM R$ 74,51
    19/05 Disponibilização de Beneficio R$ 155,00
    17/05 Disponibilização de Beneficio R$ 155,00
    05/05 COMERCIAL RM R$ 12,00
    Saldo disponível: R$ 1,09

    Agora a pergunta que não quer calar. Mesmo com o Prefeito Cagão Maurino Magalhães não pagando os boletos que correspondem ao valor total do vale- tempero, Os espertalhões do banco do Brasil não cortaram o convênio com a prefeitura,suponho que esteseja um sinal de que a prefeitura paga as taxas de convênios religiosamente.Vai tomar no Seco BB.
    Vaitomar no seco tambem Maurino.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.