quinta-feira, 30 de agosto de 2012

JUÍZ JULGOU IMPROCEDENTES AS AÇÕES MOVIDAS CONTRA O BLOG GAZETANDO COM O AURISMAR

Na segunda-feira (27) fui oficialmente notificado pela Justiça Eleitoral que os professores Antonio Lira de Almeida, Fernando Santiago Ferreira e Lineia de Almeida Campos, todos candidatos a vereador na coligação que apoia o Tião Mirnda, aquele cuja administração nos seus dois mandatos foi a maior tragédia para a educação Marabaense, estavam movendo Representação por Propaganda Eleitoral Irregular na Internet contra o blog GAZETANDO COM O AURISMAR . Os três sentiram-se ofendidos na postagem que fiz com o título de OPORTUNISMO OU INOCÊNCIA. Alegaram ainda que esse  é um blog de caráter político partidário; que neste blog desmereço a conduta de certos professores; que no dia 04 de agosto de 2012 postei comentários de caráter pessoal e indigno no tocante ao apoio deles a candidatura de Sabatião Miranda Filho. Os três conclui ram requerendo a suspensão da propaganda no blog, minha retratação com o pagamento de multa que daria até 90 mil reais aos três, daria para fazer um boa campanha com esse dinheiro, além de conceder a eles o direito de resposta. 
Hoje (30), saiu a sentença do juiz Eleitoral Eduardo Antonio Martins Teixeira. Após ter recebido parecer do Ministério Público Eleitoral, que "manifestou a improcedência da representação, sustentando que os fatos narrados estão abarcados pelo direito de livre manifestação do pensamento", o juiz decidiu que "a liberdade de manifestação do pensamento e a liberdade de imprensa são inerentes ao regime democrático, somente podendo ocorrer a responsabilização em casos excepcionais em que seja devidamente comprovada a calúnia, a difação, a injúria e a divulgação de fato sabidamente inverídico", eu disse alguma mentira na minha postagem? 
O decidido continua "Firmadas essas premissas e, vericando cuidadosamente a nota publicada pelo representado, sob o título 'Inocência ou oportunismo', não identifiquei qualquer ofensa de caráter pessoal, mas apenas uma crítica ao representante (candidatos ao cargo de vereador) porque resolveu apoiar certo candidato a prefeito.
Assim, faz-se prudente destacar que aquele que se propõe a assumir cargo público, e político, está sujeito ao crivo social e ciente que será alvo de críticas e quiçá elogios [...]
Pelo exposto, julgo IMPROCEDENTES os pedidos, conforme argumentos acima expedidos."
E viva a democracia e a liberdade de imprensa!   

Reações:

13 comentários:

  1. Parabéns pela vitória, Aurismar!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado, companheiro, Andreadson.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns companheiro, continue na luta ...nós estamos te apoiando nessa luta árdua..

    ResponderExcluir
  4. Amigo, estamos juntos. Parabens e um forte abraco

    ResponderExcluir
  5. Vencemos mais uma batalha contra a tropa do Tião.

    ResponderExcluir
  6. Não posso deixar de agradecer ao excelente trabalho de defessa do nosso advogado dr. Anilson Russi.

    ResponderExcluir
  7. Aurismar fico triste com sua posição, dependendo de sua opção política é uma pena levar ao público sua preferérencia política e passar parte do tempo acusando ou defendendo. Acho que função de sindicalista é lutar por uma categoria. Temos varios problemas a ser resolvidos. O sindicato parou e não avança em mais nada. Não esqueça logo, logo haverá nova eleição pro sindicato. Na eleição anterior fiz campanha votei e sempre apoiei o trabalho desta coordenação. Esses professores que apoiam este ou aquele candidato tem N motivos para isso. Volte a focar suas atenções para o trabalho que realmente vale a pena e a categoria agradece. Teu alunos também. você com certeza sabe mais do que eu a situação é tão dificil que quem entrar vai ter problemas sérios para arrumar a casa, e o sindicato precisa ter uma visão ampla disto e clareza que seja A ou B que ganhe os avanços serão poucos. espero continuar acreditando em tudo que você publica, leio todos os dias. conectando procuro logo notícias do sindicato e divulgo sempre que posso as notícias publicadas por você. Agora essa exposição me preocupa um pouco.Gosto do seu trabalho. por mais ideais que temos a politica sempre nos deixa frustrados.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em parte com você, anônimo, mas, quando você diz "O sindicato parou e não avança em mais nada".Que não avança isso é verdade, mas não é o sindicato que não avança é a prefeitura que paraou, a nossa negociação é com a prefeitura, se essa está falida não tem como avançarmos de fato. Que estamos parado isso não é verdade. Durante o mês de julho, quando todos os professores desfrutavam de suas férias um grupo de coordenadores do Sintepp (Chiquim, Lucimar, Tatiane, Ana, Aurismar) estávão fazendo enfrentamento na câmara municipal a fim de que não fosse retirado vantagem garantidas em nosso PCCR. Com relação às minhas postagens, se você de fato acompanha a todas elas verá que todas elas são voltadas a categoria. A formação política faz parte da luta sindical.

      Excluir
  8. Prof Pedro Souzaagosto 31, 2012

    Esse advogado do Sintepp é o cara. Já ganhou duas. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  9. Minha senhora que deixou um comentário que não postei nem postarei, vá cuidar da sua adposidade, vá fazer uma caminhada, matricule-se em uma academia, horas e horas a fio na frente do computador não é jeito de cuidar da saúde nem da campanha. E mais, procure a doutora Lucimar, psiquiátra que entende do seu caso, tome seus medicamentos em dia, procure um psicólogo, o dr. Geraldo, por exemplo, cuide dessa psicose.

    ResponderExcluir
  10. Caro Aurismar, defendo o direito de livre expressão pois este é um valor "sagrado" de uma nação democrática e republicana.
    No entanto, li suas duas postagens que trataram do tema "professor que está apoiando o candidato a prefeito Tião Miranda".
    Permissa vênia, ouso discordar de alguns pontos de seu manifesto, apesar de respeitá-lo.
    Primeiro: para qualquer pessoa (eu, você, Wendel, Chiquinho, Lira, Lula, Dilma) se candidatar, é necessário estar filiado a um partido político e obedecer o prazo, prescrito em lei, de tempo mínimo de filiação.
    Segundo: já que o tempo mínimo não é de dias e sim de meses, é até complicado antever qual coligação o partido comporá (tudo bem que aqui pode até ser questionado que todos sabiam que o Tião seria candidato. Mas: e se viesse a acontecer algo que o impedisse?).
    Terceiro: o fato de alguém estar apoiando um candidato não significa que se tornará seu capacho. Ora, basta termos como exemplo que o candidato João Salame diz ter sua independência. Indaga-se: não seria possível que o Professor Lira também fizesse o mesmo? Claro que sim.
    Quarto: o fato de estar em determinada coligação não retira o histórico de luta de alguém. O histórico do Professor Lira não foi e não será apagado só porque está na coligação que apoia o Tião Miranda. Ora, eu, você, e vários outros colegas de profissão sabemos da atuação do Professor Lira na luta pela melhoria de nossa categoria. Isto é fato, não é balela. E contra fatos, data vênia, não há argumentos.
    Quinto: sua postagem parece nos remeter (e espero que esteja errado) ao famoso brocardo "diga com quem andas e direi quem és". Indaga-se: João Salame apoiou Simão Jatene. Simão Jatene é "governador ruim para a educação" e "ainda foi contra nossa causa do Carajás". Devo então votar em João Salame? A depender do brocardo citado, a resposta é "NÃO".
    Portanto, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
    Assim sendo, penso que tudo e todos não merecem ser colocados no mesmo saco, apesar de aparentemente assim pertencerem.
    O que penso é que nós, servidores da educação, teríamos que nos unir e votar em pessoas com origem na educação. Afinal, melhor, e muito melhor, é votam no Professor Lira, por exemplo, do quem eu outros candidatos que a gente sabe que nada farão. E às vezes, até votamos em alguém que pensamos que fará algo, e depois a decepção é grande. Exemplos são os mais diversos.
    Com os cumprimentos, Ulisses Silva Maia - membro da Coordenação da Subsede Marabá do SINTEPP.

    ResponderExcluir
  11. Companheiro Wlisses, datas venham e datas vão, perdoe-me o trocadilho, devo concordar com você em parte. Como disse em resposta ao Wendel em postagem anterior o qual me propôs essa mesma reflexão, embora em outras palavras, como é óbvio, mas que no sentido são as mesmas sentenças. Em resposta disse a ele que, esses outros dois citados por mim, nunca estiveram conosco na luta, nunca os vi em assembleias do sindicato ou nas ruas empunhando a bandeira da luta;portanto, o compromisso deles com a categoria é nulo, poderiam se coligar com quem bem entendesse; mas Lira não, esteve conosco nessa coordenação, bem antes foi advertido pelo nosso coordenador geral sobre o perigo e os ônus políticos que essa coligação dele com esse tal candidato poderia lhe trazer, Lira não é inocente, considero a atitude dele de se coligar a um candidato cuja administração foi a maior tragédia para os profissionais da educação um ato de traição à categoria, e te digo, dói muito ter que dizer isso, Lira sempre foi nosso camarada, acho que ele a tempo poderia ter revisto a questão partidária para não ter que pedir voto aquele que muitos se angustiam só em imaginar sua administração voltando.
    Um grande abraço e considerações.

    ResponderExcluir
  12. Discordo dos dois pois o vereador moto taxi se mostrou muito mais preocupado e sensivel a nossa causa do que as duas professoras que lá estavam, era ele quem primeiro nos ligava avisando dos projetos de leis que lá entravam de nosso interesse. Não necessariamente deva ser desse ou daquele partido ou pertencer a classe basta ter ética ,empenho e compromisso com a causa.

    ResponderExcluir

O blogger não publicará postagens anônimas de cunho ofensivo a pessoas físicas. E também não adianta querer detonar o SINTEPP.