quinta-feira, 27 de agosto de 2015

NÚCLEO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DA VILA SÃO JOSÉ TERÁ ESPAÇO TEATRAL


Obras de creche avançam na Vila São José
Já está bem adiantada a obra de construção do Núcleo de Educação Infantil (NEI) da Vila São José, no Km 8, da Rodovia Transamazônica, zona rural de Marabá. A creche será construída no modelo tradicional, em alvenaria.
Com oito salas de aula, sala de leitura, laboratório de informática, playground, refeitório, sala de administração e um anfiteatro, o NEI da Vila São José está orçado em R$ 1.190.000,00. O novo espaço terá capacidade para atender 240 crianças, que estudarão em dois turnos.
Nesta terça-feira (25) os trabalhos se concentravam principalmente na área do refeitório, onde está sendo feito o piso e na parte administrativa, onde estão sendo emassadas as paredes.  
Aguinair Rodrigues Alves, da Secretaria Municipal de Educação, informou que a Vila São José está recebendo muitas benfeitorias da área da educação, entre essas a construção da creche. “Um dos aspectos que mais me chama atenção nessa creche é que ela possui um espaço teatral, com arquibancadas para as crianças, diferenciado”, disse, ressaltando que as obras devem ser concluídas em dezembro deste ano.
Além disso, os moradores da vila estão sendo beneficiados com a Escola São José, ao lado da nova creche, que está sendo reformada, recebeu um laboratório de informática e também ganhou uma quadra coberta, com vestiário e arquibancada, que já está sendo construído.
Outras
Além desse NEI, outros quatro estão sendo construídos pela Prefeitura de Marabá, no Método Tradicional. Eles estão localizados na Folha 6, na Nova Marabá; Bairro Laranjeiras; em Morada Nova e Vila Capistrano de Abreu.
Os outros 17 estão sendo executados, com uma metodologia inovadora, que é a Light Steel Frame (LSF), um sistema construtivo com elementos metálicos para paredes e coberturas, formados por quadros estruturais de perfis leves de aço zincado, fazendo com que a construção seja mais rápida.

Dentre estes, do Residencial Tocantins, no São Félix; Km 7, Folha 25, ambos na Nova Marabá; Bairro Santa Rosa, na Marabá Pioneira; Residenciais Magalhães Barata I e Magalhães Barata II, ambos no Bairro São Félix; Bairro Amapá e o que será inaugurado O NEI “Raimunda Oliveira Rocha”, que foi construído no Residencial Tiradentes e será inaugurado neste sábado (29). (Texto: Alessandra Gonçalves/Foto: Helder Messiahs)

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

CURSO ONLINE GRÁTIS PARA QUEM VAI FAZER A PROVA DO ENEM 2015 INSCRIÇÕES DE 29 A 31/08

Dica de Estudo: Curso Online Grátis Para o Enem 2015 | infoEnem


Posted: 22 Aug 2015 11:00 AM PDT
Se você vai prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nos dias 24 e 25 de outubro, temos uma dica para acelerar sua preparação nestes dois meses que restam até as provas: trata-se de um Curso Online Gratuito, oferecido através de bolsas integrais do Grupo Ser Educacional.
Ao todo serão disponibilizadas 5.000 bolsas, sendo 2.500 para escolas parceiras, que têm contrato firmado com os organizadores, enquanto a outra metade será concedida aos concluintes do ensino médio de outras instituições de ensino.
Os beneficiados serão selecionados por meio de prova online composta por 30 questões objetivas (múltipla escolha), que envolverá as quatro grandes áreas do Enem – Ciências Humanas, Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza e Matemática – que estará disponível para realização no período entre 29, 30 e 31 de agosto.
Para participar do processo seletivo você deve realizar a inscrição no site do curso (sereducacional.viaeduca.com.br), até 28 de agosto próximo. Depois de cadastrado, receberá, por e-mail, o login, senha e o endereço (URL) para acessar a prova na internet.
De acordo com o cronograma da seleção, o resultado com os nomes dos aprovados será divulgado nos dias 3 e 4 de setembro.
O curso terá início na data de 7 de setembro e seguirá até 30 de outubro. Neste período os alunos terão direito a 200h de vídeo-aulas, material didático em PDF, questões com correção automática, simulados e midiateca com mais materiais para estudo. O sistema poderá ser acessado de qualquer local e em qualquer horário durante o curso, sendo que as aulas podem ser assistidas quantas vezes for necessário.
O post Dica de Estudo: Curso Online Grátis Para o Enem 2015 apareceu primeiro no infoEnem.

No Enem, não dá tempo de reler muitas questões

Quando estamos resolvendo uma questão, a primeira coisa a ser feita é ler atentamente o enunciado para entendermos o que está sendo pedido. Entretanto, como acontece quase sempre, a primeira leitura acaba servindo como um “mapeamento” do conteúdo. Tanto que acabamos relendo todo o enunciado no intuito de processar os dados de fato.
Só tem um “pequeno” problema nisso: na prova do Enem, você terá que realizar, em média, uma questão a cada 3 minutos! Na verdade, esse tempo é ainda menor, pois você precisa separar um tempo para preencher o gabarito! Em outras palavras: mal dá tempo de ler todas as questões! Inclusive, já escrevemos um artigo que mostra a importância de controlar o tempo na hora da prova. Caso não tenha lido, clique aqui.
Agora analise: se o tempo já é escasso para ler a prova uma vez, imagine ter que ler duas vezes cada enunciado. Ou seja, diferentemente de alguns “especialistas” por aí, reler as questões é uma alternativa que você deve evitar na hora da prova do exame.
Dito isso, cabe a seguinte pergunta:
Como posso fazer então para não precisar ler novamente os enunciados. Afinal, sempre que leio uma questão, tenho a impressão de não ter lido nada.
Essa sensação é normal. Para isso não ocorrer, cabe duas dicas:
1 – Treine seu cérebro para que ele, na primeira leitura, já processe a maioria das informações.
É isso mesmo! Como quase tudo na vida, treinando melhora. Na hora de estudar, comece a treinar seu cérebro para que ele já comece a primeira leitura focado. Depois de um certo tempo, perceberá que aquela leitura, que antes era superficial, começará a ter mais consistência.
2 – Para enunciados muito grandes, leia a pergunta antes.
Dica simples, mas que ajuda muito. Percebeu que o enunciado é muito extenso? Dê uma olhada na pergunta que será feita. Isso fará com que você se concentre no que terá de mais importante no enunciado.
Ok, boas dicas. Mas e se na hora da prova eu ler uma questão e precisar retomar alguns pontos?
Vale destacar que em nenhum momento estamos falando para que você NUNCA releia uma questão na hora do exame. Alás, isso dificilmente ocorrerá, pois envolveria uma concentração quase desumana. Além disso, retornar no enunciado para coletar dados (principalmente para questões de exatas) é um procedimento normal e totalmente válido. Estamos apenas alertando que, se não estiver condicionado o suficiente e necessitar reler a maioria dos enunciados, certamente faltará tempo no dia prova.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Corrupção, Um Ótimo Assunto Para o Enem


Ficar por dentro dos principais assuntos do Brasil e do mundo é obrigação de todos os candidatos que prestarão o Enem 2015. E, indiscutivelmente, a corrupção é um dos principais temas do momento. Por isso, separamos algumas matérias e artigos para que você se informe e crie sua própria opinião.
Entretanto, antes das recomendações, vale ressaltar que, como o assunto envolve questões políticas e partidárias, tentaremos recomendar leituras da maneira mais neutra possível, embora saibamos da dificuldade de passar tal “imparcialidade” para todos nossos leitores.
Vamos lá!

1. Entenda a Operação Lava-Jato

Nesta matéria do G1, você pode entender as diversas fases da operação realizada pela Polícia Federal que investiga esquemas de desvios bilionários e de pagamento de propinas na Petrobras, envolvendo grandes empreiteiras, diretores e gerentes da própria estatal, além de políticos e outros agentes púbicos.

2. Veja como a corrupção é percebida em outros países

ONG Transparência internacional mantém um mapa interativo que mostra como anda a percepção das pessoas sobre a corrupção nas instituições em 177 países. O Brasil, como deve desconfiar, não está bem colocado! Vale a pena dar uma olhadaaqui.

3. Como acabar com a corrupção

Nesta reportagem, a Revista Superinteressante traz 21 itens que ajudam a combater a corrupção. A leitura desta matéria certamente pode auxiliá-lo na construção de argumentos e intervenções mais sólidas numa possível redação sobre o tema.

4. As contradições do Protesto de Domingo

Nesta publicação de opinião, o editor-executivo da revista Carta Capital mostra diversas incoerências dos protestos do último domingo, dia 16 de agosto de 2015.

5. Nossa bandeira jamais será vermelha

Em contrapartida a indicação anterior, este texto, de um dos colunistas da revista Veja, traz os diversos pontos positivos das manifestações em prol da saída da presidente Dilma Rousseff.
Essas são nossas indicações de leituras sobre corrupção. Ressaltamos nossa tentativa de manter a neutralidade sem fugir de artigos de opiniões, que somam muito ao debate. Repare que as três primeiras referências podem ser consideradas imparciais, pois trazem apenas fatos. Já as duas últimas, artigos de opiniões, revelam os dois lados da discussão, pelo menos a nosso entender.
Desejamos ótimas leituras e que consiga extrair o máximo possível para construir sua própria opinião.
O post Corrupção, Um Ótimo Assunto Para o Enem apareceu primeiro no infoEnem.

QUESTÕES DE LITERATURA NO ENEM - FIQUE DE OLHO NO MODERNISMO


Temos estudado os períodos brasileiros face à produção literária. No Enem, são mais recorrentes questões que envolvam o Modernismo, que será o próximo período estudado. Para entendê-lo bem é necessário compreender o que ele trouxe de inovador e fazemos isso analisando o rompimento com as classes literárias anteriores e com o período de transição.
Para isso, relembre as principais características do ParnasianismoSimbolismo e Pré-Modernismo. Em seguida, analise e resolva a questão abaixo, que caiu na edição de 2014.
Enem 2014 – Caderno Rosa – Questão 97
Psicologia de um vencido
Eu, filho do carbono e do amoníaco,
Monstro de escuridão e rutilância,
Sofro, desde a epigênesis da infância,
A influência má dos signos do zodíaco.
Profundíssimamente hipocondríaco,
Este ambiente me causa repugnância…
Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia
Que se escapa da boca de um cardíaco.
Já o verme — este operário das ruínas —
Que o sangue podre das carnificinas
Come, e à vida em geral declara guerra,
Anda a espreitar meus olhos para roê-los,
E há de deixar-me apenas os cabelos,
Na frialdade inorgânica da terra!
ANJOS, A. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.
Com relação à poética e à abordagem temática presentes no soneto, identificam-se marcas dessa literatura de transição, como
a) a forma do soneto, os versos metrificados, a presença de rimas e o vocabulário requintado, além do ceticismo, que antecipam conceitos estéticos vigentes no Modernismo.
b) o empenho do eu lírico pelo resgate da poesia simbolista, manifesta em metáforas como “Monstro de escuridão e rutilância” e “influência má dos signos do zodíaco”.
c) a seleção lexical emprestada ao cientificismo, como se lê em “carbono e amoníaco”, “epigênesis da infância” e “frialdade inorgânica”, que restitui a visão naturalista do homem.
d) a manutenção de elementos formais vinculados à estética do Parnasianismo e do Simbolismo, dimensionada pela inovação na expressividade poética, e o desconcerto existencial.
e) a ênfase no processo de construção de uma poesia descritiva e ao mesmo tempo filosófica, que incorpora valores morais e científicos mais tarde renovados pelos modernistas.
Agora, você pode conferir a resolução comentada por nossa Professora Margarida Moraes. A resolução foi retirada das Apostilas Preparatórias para o Enem 2015. Clique Aqui e garanta já nosso material!
RESOLUÇÃO E COMENTÁRIOS
Alternativa D
Augusto dos Anjos (1884-1914) vivenciou o Parnasianismo e o Simbolismo e dessas escolas manteve o rigor formal parnasiano (soneto dodecassílabo) e o gosto simbolista por imagens incomuns, porém trouxe inovação no modo de escrever, com termos científicos (Eu, filho do carbono e do amoníaco,/Monstro de escuridão e rutilância,/Sofro, desde a epigênese da infância,/A influência má dos signos do zodíaco) e a angústia existencial como tema. A divergência dos assuntos tratados por Augusto dos Anjos em seus poemas em relação aos dos autores da época faz com que sua obra se encaixe na fase de transição para o modernismo, chamada de Pré-modernismo.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Escolas Literárias Brasileiras – Pré-Modernismo

Para continuarmos os estudos de Literatura para o Caderno de Linguagens e Códigos para o Enem apresentamos mais um artigo sobre os movimentos literários. Para maior objetividade, é necessário deixar claro que o Pré-Modernismo não se constitui uma Escola Literária, apenas um movimento de artistas de vanguarda, que não aceitavam o movimento literário da época de 1901 a 1922, as primeiras décadas do século XX.
A Escola Literária desse período é a Parnasiana, contudo esta já não representava o contexto social da época e era chamada pelos idealistas modernos de “literatura sorriso”. Portanto, os movimentos de contestação por uma revolução artística, em todos os seus aspectos, se tornaram intensos e viáveis.
Vários escritores brasileiros assumiram uma postura mais crítica diante dos problemas sociais. Apresentavam, portanto, novas vertentes estilísticas e temáticas em nossa literatura. O avanço científico e tecnológico no início do século XX trouxe novas perspectivas à humanidade, criando um clima de conforto e praticidade com suas invenções. A literatura era vasta nos primeiros anos deste século, com poetas desde os parnasianos e simbolistas, até aqueles que escreviam sobre política e detalhes de sua região. A fase pré-modernista marca a transição literária entre o simbolismo e o modernismo.

Contexto histórico:

  • Consolidação da República (Construção de um país mais justo e moderno).

  • Conflitos sociais: Guerra da Vacina, Guerra do Contestado, Cangaço e Revolta da Chibata.

  • Industrialização.

  • Urbanização.

  • Imigração europeia.

  • Surgimento do proletariado.

Principais características do Pré-Modernismo no Brasil

  • Abordagem de problemas sociais brasileiros (desigualdade, conflitos, pobreza, exclusão social e política).

  • Regionalismo: valorização dos aspectos culturais de diversas regiões.

  • Estética literária marcada por valores do naturalismo.

  • Uso de linguagem coloquial.
É importante ressaltar que por não se tratar de uma escola literária, mas sim de um período de transição, as características acima não estão presentes nas obras de todos os escritores pré-modernistas. Cada escritor possui seu próprio estilo e suas próprias temáticas de destaque.

Principais autores Pré-modernistas

  • Euclides da Cunha (Os Sertões).

  • Lima Barreto (Triste Fim De Policarpo Quaresma, Recordações Do Escrivão Isaías Caminha, O Homem Que Sabia Javanês).

  • Monteiro Lobato (Urupês, Cidades Mortas).

  • Graça Aranha (Canaã).

  • Augusto dos Anjos (Eu) – traz elementos pré-modernos no conteúdo, embora sua linguagem esteja mais para realismo/naturalismo e é considerado também um poeta simbolista e parnasiano pela estrutura formal (sonetos).
No próximo artigo trataremos da Escola Literária Modernismo. Bons estudos!

terça-feira, 18 de agosto de 2015

CONSELHO ESTADUAL DE REPRESENTANTES DO SINTEPP - Está na hora de desmontar os palanques e discutir a educação


Aconteceu nesse último final de semana na capital paraense o encontro do Conselho Estadual de Representantes. Esse conselho é representado por membros das subsedes que formam o Sintepp. O evento tinha como uma de suas pautas principais a posse da nova coordenação estadual, cuja escolha aconteceu através eleição que ocorreu no mês de maio desse ano, em pleno período da greve na rede estadual.
Assim como no congresso, o evento inicia-se com a análise de conjuntura feita por representantes das forças políticas. É a análise feita em forma de pirâmide invertida, do geral para o específico. Parte-se do princípio de que é preciso compreender o que acontece no mundo para se poder compreender o que acontece no nosso país, no nosso estado e no nosso município. 
O problema é que, esse momento tão importante para formação política dos participantes, acaba se transformando numa verdadeira disputa política, entre as "forças" ali representadas. Ficando o debate da educação propriamente dito esvaziado. Mas há gente que insiste em dizer que precisamos saber se a Grécia vai ou não dá um calote no FMI para sabermos o porque o Plano de Carreira Unificado nunca ter sido aprovado em Marabá, por exemplo. Ou que temos que saber no que a reaproximação entre Cuba e EUA poderá afetar nossos movimentos de greve. 
Ainda há os que tentam provar que o Brasil não passou por uma crise financeira em 2008. O Estado Islâmico deve ou não ser combatido pelas forças aliadas? É legítima a luta do povo palestino, ou Israel não deve aceitar um tratado de paz sob a intervenção americana? Tem gente que rasga a garganta para convencer os ouvintes de que o governo Dilma é sim um governo que representa os trabalhadores. Outros sobem num palanque imaginário de sua embriaguez para desqualificar e atrapalhar todo o trabalho que está sendo feito no encontro só para mostrar que é contra! E é contra e vai ser contra sempre!
Para esse debate "caloroso" e "empolgante" para as "forças" ali representadas é dedicado a maior parte do tempo do evento, às vezes, chega até a ser a parte mais importante. Os conselheiros é quem se enfadam de tanto ouvir e ver se repetir de congresso a congresso, de CER a CER a mesmíssima coisa! 
Tá, vá lá! Num encontro da CUT, da CTB, da Conlutas, da Intersindical, do MSR, e tantas outras siglas, tudo bem que se fizesse esse debate. Agora, num encontro de conselheiros do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará creio que a prioridade seria debater a educação pública do estado do Pará, ou não seria? 
As forças que deviam estar à frente, fazendo o debate, seriam os coordenadores regionais, os representantes das subsedes. Como foi feito num curto tempo em que os coordenadores regionais foram convidados a fazer um balanço da campanha salarial de 2015. Nessa hora, ouviu-se os educadores. Os políticos de carreira frustradas ficaram calados. Os revolucionários de araque, que ainda teimam em usar uma boina e vestir vermelho, numa representação quixotesca  de um Che Guevara, calaram-se nesse momento.  
É necessário fazer uma reavaliação da estrutura desses encontros. Torná-los mais produtivos no que diz respeito ao debate dos problemas da educação. Penso que o Congresso Estadual e o CER devam ser instâncias de debate e planejamento da luta dos trabalhadores em educação, pois são esses quem financiam esses eventos com suas contribuições voluntárias de filiados e/ou com o pagamento compulsório do imposto sindical. Quando isso acontecer, podemos ter certeza, não mais teremos uma greve desastrosa como foi essa que durou mais de dois meses e saímos com a sensação de derrota.  

CONSELHO MUNICIPAL DE REPRESENTANTES DE ESCOLA DO SINTEPP

CONVOCATÓRIA


Caros companheiros e companheiras do Conselho Municipal de Representantes de Escola do Sintepp Marabá, mais uma vez faz-se necessário nos reunirmos para debatermos temas importantes para a categoria. Assim convocamos a todos os membros desse conselho a se fazerem presentes a mais uma reunião ordinária onde discutiremos a seguinte pauta:
  1. Leitura e aprovação do estatuto da sede campestre;
  2. Climatização e sucateamento das escolas
  3. O que houver.
A reunião  acontecerá no dia 21 de agosto de 2015, às 16 horas e 30 minutos, no auditório da EMEF José Mendonça Vergulino.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

17º Festival de Teatro Brasileiro leva o palco para escolas públicas de Marabá




Quadra lotada de alunos para assistirem ao espetáculo Flor de Macambira, do grupo Sertão Teatro, um dos participantes da etapa Marabá do 17° Festival de Teatro Brasileiro. Os dez atores entraram em cena encantando a plateia com o Boi Bumbá, música e danças da cultura popular.
A apresentação ocorreu na manhã desta quarta-feira (12), na quadra esportiva da Escola Gaspar Vianna e reuniu os alunos com outros das escolas João Anastácio de Queiroz e Oneide de Souza Tavares. Após o espetáculo houve um bate papo com os atores, que responderam perguntas dos estudantes. Em seguida, eles participaram de uma ciranda promovida pelo grupo teatral.
O grupo Sertão Teatro está há oito anos na estrada e há quatro leva esse espetáculo para cidades do interior do Brasil. Com 15 anos de carreira, Thardelly Plínio, disse que levar a apresentação para dentro da escola foi uma novidade e a interação dos alunos foi bastante surpreendente.
“Os alunos participaram muito bem do debate, fazendo perguntas bem pertinentes. Então a gente vê que estamos chegando de uma outra maneira, não só com a história, mas com uma formação. Pra gente está sendo muito valioso”, comemorou o artista.
 Um dos músicos do espetáculo, José Guilherme, que está no grupo há cinco anos, também observou a importância do contato dos alunos com o teatro. “Eles têm um contato teórico com o teatro na escola e hoje eles vieram pra cá para ver uma prática e refletir sobre isso. Então, eu acho bem interessantes projetos que estejam vinculando qualquer linguagem artística com a escola porque é a base onde estão os jovens”, disse.
Desde o início da semana os alunos participam do projeto Arte Educadores, que reuniu seis professores atuantes no município para levarem informação sobre o teatro de rua e também para realizarem uma preparação do comportamento dos estudantes diante do espetáculo. O objetivo desse projeto é instigar o desejo por esse tipo de trabalho artístico e assim formar novos grupos teatrais nas escolas.
Para o coordenador pedagógico do festival, Glauber Plínio, a receptividade do público marabaense foi surpreendente. “A gente não esperava tanto carinho, tanta adesão. Desde sexta a gente teve todas as apresentações lotadas, a gente tem escutado depoimentos muito emocionados de pessoas que têm participado das atividades do festival. Então a sensação que dá é de que a cidade realmente acreditou no projeto, abraçou o projeto e que daqui pra frente vai querer respirar mais o teatro no seu dia a dia”, disse.
O 17° Festival de Teatro Brasileiro teve abertura na última sexta-feira (7), com o espetáculo Esparrela. No sábado, o público compareceu à Praça São Félix de Valois, na Marabá Pioneira, para prestigiar o espetáculo Silêncio Total. E desde o último domingo o Flor de Macambira está sendo encenado em Marabá. Houve apresentação tanto na Marabá Pioneira quanto na Cidade Nova, na Praça São Francisco. O grupo deve se apresentar ainda na tarde desta quinta-feira (13) na escola Gaspar Vianna encerrando as atividades do Festival na etapa Marabá. (Texto: Fabiane Barbosa/ Fotos: Dinho Aires)

SEMED FAZ REPROGRAMAÇÃO DO PAGAMENTO DAS PROGRESSÕES


No início do mês de agosto, fizemos uma postagem na qual divulgamos cronograma do pagamento das progressões para mudança de nível em atraso pela prefeitura. Na postagem divulgamos o seguinte cronograma:

Janeiro: receberão a progressão no pagamento de Agosto;
Fevereiro: receberão a progressão em Setembro;
Março: receberão em Outubro;
Abril: receberão em Novembro;

Todavia, na manhã de hoje, fomos informados sobre uma reprogramação feita pela prefeitura para o pagamento dessas progressões. A secretaria justificou essa nova readequação pelo deferimento em atraso de 21 pedidos feitos ainda em 2014 que precisam ser pagos já a partir do próximo pagamento. 
Assim sendo, o pagamento do enquadramento das progressões será feito seguindo o novo cronograma abaixo: 

MÊS/ANO DO PEDIDO
MÊS DO PAGAMENTO
Até o dia 13/01/2015 junto com os protocolados em 2014
Pagamento do mês de agosto
14/01/2015 a 28/01/2015
Pagamento do mês de setembro
02/02/2015 a 11/03/205
Pagamento do mês de outubro
12/03/2015 a 06/04/2015
Pagamento do mês de novembro
07/04/2015 a 19/05/2015
Pagamento do mês de dezembro
 
Lembramos ainda que, será pago o novo salário com o reenquadramento do servidor no novo nível atualizado. O pagamento do valor retroativo equivalente ao nível em atraso, ainda será discutido com a prefeitura. 

CONSELHO ESTADUAL DE REPRESENTANTES - CER NESSE FINAL DE SEMANA

O Conselho Estadual de Representantes - CER é um fórum consultivo e deliberativo do Sintepp. Formado por representantes de todas as subsedes dos diversos municípios, o CER reuni-se regularmente para debater os rumos das políticas sindicais e educacionais.
A próxima reunião acontecerá nesse próximo final de semana, entre os dias 15 e 16/08, no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia - CCNT da UEPA, na capital Belém.

Na reunião será debatida a seguinte pauta:

Dia 15/08/15 - sábado
Análise de Conjuntura (9h);
Balanço das campanhas salariais/2015 (14hs);
Homologação e posse da nova coordenação (16hs);

Dia 16/08/15 - domingo

3. Casa do Educador (9hs);

4. Comissão de ética (11hs).

A coordenação da subsede de Marabá se fará presente a essa reunião, pois além de participar do CER, também faz parte da coordenação estadual e tomará parte da posse da nova coordenação, na qual lutaremos para manter as três representações de Marabá na nova composição, haja vista nossa subsede ter conseguido o melhor balanço de votos na última eleição para escolha da nova coordenação.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

KARAN-EL-HAJJAR ESCLARECE SOBRE NEGATIVA DE PEDIDO DE SERVIDORA


No mês de julho, fomos procurados por uma servidora ASG- escolar, que apresenta quadro clínico diagnosticado como discopatia, com o CID M 54.4, "dores lombar com irradiação para o MID (Membro Inferior Direito) tendo evolução superior a 1 ano e meio", conforme consta no laudo médico assinado pelo médico, doutor Cloves, que atende em consultório em uma clínica da cidade. 
No laudo o médico justificou ainda "Cabe informar que o equipamento de TC desta clínica é de geração recente com 16 canais, sendo hoje o mais moderno existente em Marabá em termos de recursos tecnológicos e o resultado do laudo reflete o poder do equipamento, nada comparado ao aparelho do HR" (Hospital Regional). 
Com base nisso o médico concluiu "Avalio que a mesma na condição de portadora de discopatia lombar não tem condições de retornar às funções de origem, por se tratara de atividade que exige esforço constante, que irá comprometer (agravar) o seu processo patológico - degenerativo e doloroso". Mesmo assim, ao procurar o Ipasemar, a paciente foi atestada apta para o trabalho, não constando, no entender dos médicos peritos do instituto, nenhuma incapacidade para o trabalho, conforme consta no LAUDO Nº 0574/15. 
A assessoria jurídica do Sintepp preparou documento no qual solicita do instituto justificativa fundamentada por escrito para a negativa ao pedido de readaptação provisória da servidora por seis meses, uma vez que a doença e a incapacidade foram atestadas através de laudos e exames médicos. 
A coordenação do Sintepp esteve hoje representada em reunião com o senhor Karan-El-Hajjar, presidente do Ipasemar, para ouvir dele explicações sobre o fato. Karan explicou que a junta médica do Ipasemar avalia a capacidade laborativa da servidora, e que, embora reconheça a doença, atesta que não há incapacidade para o exercício de suas funções inerentes ao cargo de ASG.  Disse ainda que, nesse caso, como a servidora recorreu da decisão, será necessário o Ipasemar requerer a avaliação de outra equipe médica para avaliar o caso e emitir laudo. Para tanto, pediu o prazo de uma semana até contratar dois médicos da cidade para prestar o serviço. Caso isso não seja possível, o caso da servidora voltará à junta médica do instituto que fará uma avaliação definitiva. Durante a reunião, Karan nos informou ainda que essa questão de atestado, laudo, perícia médica nunca foi regulamentada no município, mas que toda documentação nesse sentido já está pronta, cabe ao executivo assim fazê-lo. 
Caso a nova perícia seja desfavorável à servidora, caberá a ela acatar ou não a decisão. Então, não havendo concordância por parte da servidora doente, o caso poderá ser decidido na justiça através de uma ação judicial contra o Ipasemar. O Sintepp não medirá esforços e estará a disposição da servidora para lhe prestar todo o auxílio jurídico que for necessário para resolver a situação. 

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

INDEFERIMENTO DE PEDIDO DE LICENÇA SAÚDE SERÁ DISCUTIDO HOJE ENTRE O SINTEPP E O IPASEMAR


Em reunião marcada para às 14 horas, o Sintepp pretende tirar um direcionamento junto a presidência do Ipasemar sobre as constantes negativas dos pedidos de licença saúde que tem acontecido contra os trabalhadores em educação.
Karan-El-Hajjar - presidente do Ipasemar

Temos recebido constantemente reclamações de servidores da secretaria municipal de educação filiados ao Sintepp sobre um fato que causa muita indignação. A equipe de perícia médica do Instituto de Previdência e Assistência do Servidor de Marabá tem se excedido no rigor ao analisar os pedidos de licença saúde. 
O governo municipal andou se queixando de que havia no município de Marabá uma verdadeira "fábrica de atestados falsos". Se isso existiu de fato, não sabemos. Sempre acreditamos e defendemos a idoneidade de nossos companheiros. Somos contra toda e qualquer medida que objetive punir mais ainda nossos companheiros. 
O que anda acontecendo por parte dos médicos peritos do Ipasemar é isso, uma verdadeira punição contra o servidor doente que não tem condições de trabalhar e atesta isso com um laudo médico. O servidor doente leva para a perícia laudo, atestados, exames, passa por uma vexatória acareação para depois, sem nenhuma justificativa, apenas com a marcação de um X ter seu pedido de licença para tratamento da doença que lhe aflige negado!  
No entender da coordenação desse sindicato, essa postura do Instituto não é correta. Ninguém pede para adoecer, ninguém pode trabalhar doente. A licença saúde é um direito do servidor que precisa ser respeitado. 
Encaminhamos ofício ao senhor Karan-El-Hajjar, presidente do Ipasemar solicitando com a máxima urgência uma reunião para debatermos esse assunto e tirarmos uma solução. A reunião está marcada para hoje, 07/08, às 14 horas, no Ipasemar. 

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

ASSUNTOS QUE JÁ FORAM TEMAS DE REDAÇÕES DO ENEM


Para a galera que está se preparando para realizar as provas do Enem, é indispensável está antenado nos possíveis temas para redação. Todavia, não vamos tentar aqui nenhum "chute" uma vez que nas edições anteriores sempre tivemos surpresas. Mas, não custa nada dar uma boa olhada nos assuntos que já foram temas de redações do Enem. Esse será o 18º ano de edição do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, pelas edições anteriores podemos perceber que o assunto da redação é sempre um caixinha de surpresa. Confira na tabela:


Ano
Tema da Redação
2014
Publicidade infantil em questão no Brasil
2013
Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
2012
Movimento imigratório para o Brasil no século 21
2011
Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado
2010
O trabalho na construção da dignidade humana
2009
O indivíduo frente à ética nacional
2008
Como preservar a floresta Amazônica: suspender imediatamente o desmatamento; dar incentivo financeiros a proprietários que deixarem de desmatar; ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem desmatar
2007
O desafio de se conviver com as diferenças
2006
O poder de transformação da leitura
2005
O trabalho infantil na sociedade brasileira
2004
Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação
2003
A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo
2002
O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita?
2001
Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar os interesses em conflito?
2000
Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional
1999
Cidadania e participação social
1998
Viver e aprender

 Lembre-se que, no Enem, é cobrado do aluno a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo. O gênero cobrado é aquele que ficou conhecido como redação escolar. Esse gênero possui uma forma básica: introdução, desenvolvimento e conclusão. 
Para elaborar seu texto, o candidato precisa primeiro refletir bem sobre o tema, se não entender o tema, que é o assunto da redação, não será possível formular uma tese, que é o ponto de vista a ser defendido pelo autor durante o desenvolvimento de seu texto. Se não há a defesa de uma tese, através de uma boa argumentação, não há um texto dissertativo-argumentativo. 
Portanto, lembre-se: o candidato irá defender uma tese sobre um tema, utilizando para isso argumentos consistentes. O professor de redação passa para o aluno o como fazer a redação, os professores das demais disciplinas (principalmente, filosofia, sociologia, geografia, história, arte) lhes mostram os caminhos para terem o que dizer na redação. 
Boa sorte para todos.